Teste Teste Teste

28 de ago de 2016

Madeira diz que não pregou rompimento do PSDB com o PCdoB, mas acha muito difícil reeditar aliança em 2018


O assunto não merece ser polemizado, até porque o prefeito tucano Sebastião Madeira (foto), de Imperatriz, não considera inverídica a notícia postada pelo blog, apenas entende que pode ter havido uma interpretação diferente sobre o que quis dizer sobre a manutenção da aliança entre PSDB e PCdoB para a eleição de 2018.

Madeira, que mandou os esclarecimentos para o Jornal Pequeno (publicados neste domingo, 28) e não para este jornalista, como seria de praxe, diz que não chegou a pregar o rompimento, pois “apenas fiz um comentário, alertando que a continuar o quadro dos dias de hoje, dificilmente o PSDB nacional dará apoio à reedição da aliança com o PCdoB no Maranhão nas eleições de 2018”.

O prefeito pode até estar querendo amenizar suas críticas, mas ele foi taxativo ao pregar esse afastamento e chegou até a afirmar que já teria dito ao vice-governador Carlos Brandão que ele terá de rever sua posição, e criticou ainda o fato de o governador Flávio Dino (PCdoB) vir estimulando a entrada de outros políticos na região tocantina, como é o caso de Wewerton Rocha (PDT), intromissão que não vê com simpatia e diz que não consegue se imaginar participando de uma aliança em que tivesse de disputar espaço dentro da sua própria coligação.

Procurador Rodrigo Janot diz que políticos não podem ser donos ou sócios de emissoras de rádio e televisão


GIRO ECONÔMICO

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu à Presidência da República e ao Ministério das Comunicações para não outorgarem ou não renovarem concessões, permissões e autorizações de radiofusão a políticos, o que seria um grande baque neste setor no Maranhão, onde é flagrante a participação de militantes partidários e detentores de cargos públicos eletivos nas empresas de rádio e televisão.

Consultado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) se políticos podem ou não ter participação, mesmo que indireta, em empresas de radiodifusão, Janot disse que não, pois esse vínculo confere poder de influência indevida sobre a imprensa tanto na divulgação de informações ao eleitorado quanto na fiscalização de atos do poder público.

O procurador pediu ainda ao Congresso Nacional para se abster de aprovar as outorgas e ao Judiciário, para não diplomar políticos que participem desse tipo de empresa. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 30 deputados federais e oito senadores são sócios de rádio e/ou TV.

Hotelaria - Ao que tudo indica a BHG está desistindo do mercado maranhense. Dos hotéis que ela adquiriu da Solare, já passou o Expresso XXI e o Number One, além de fechar o Belágio, e agora sinaliza para se desfazer do American Flat e Soft Inn, ou seja, deve ficar apenas com o Lençóis Flat Residene, de Barreirinhas, mas empresários de hotelaria perguntam se valerá a pena administrar apenas uma unidade no estado, principalmente tratando-se de uma estrutura pesada como é esta na região dos Lençóis Maranhenses.

Campanha - Embora falte dois meses para abertura oficial do processo eleitoral na Associação Comercial do Maranhão, Felipe Mussalém já está em plena campanha visando à viabilização de sua candidatura a sucessor de Luzia Rezende. Todas as semanas, ele visita empresários para mostrar seu programa para administrar a entidade. Fala-se que um segundo candidato possa ser Cláudio Azevedo, presidente do Sindicato da Indústria de Ferro-Gusa (Sifema) e ex-presidente da Associação dos Criadores (Ascem).

Hotelaria - O prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, diz que ao contrário de outras regiões do estado, na região tocantina o turismo vem reagindo positivamente e isto pode-se constatar com o índice de ocupação da rede hoteleira do seu município, que opera com quase 100% de ocupação.







O empresário Luiz Carlos Martins (Crystal Engenharia) representou o Sinduscon_MA na homenagem recebida da Fiema pelo apoio aos alunos do Senai que participaram do WorldSkills. No registro, sendo distinguido por Celso Gonçalo (E) Ana Rute Mendonça  

WorldSkills - O Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) foi homenageado pela Federação das Indústrias pelo apoio à participação do Maranhão na seletiva da WorldSkills. Além dele, as empresas BB Mendes e Leo Madeiras, que também foram parceiros da competição, contribuição que garantiu ao Maranhão elevação no ranking nacional nas ocupações técnicas Construção em Alvenaria e Aplicação de Revestimento Cerâmico, além do 3º melhor lugar do Brasil e o 1º do Nordeste em Movelaria.

Aniversário - O grande evento da semana será a sessão solene de comemoração aos 162 anos de fundação da Associação Comercial do Maranhão, marcada para quarta-feira (30), oportunidade em que serão prestadas homenagens a três veículos da mídia impressa - O Imparcial, O Estado do Maranhão e Jornal Pequeno – e ao empresário Zildene Falcão, por estar há mais de 50 anos na atividade empresarial, como distribuidor de impressos, pela Dimapi, e radiofusão, pelas rádios São Luís (AM e FM) e TV São Luís.

27 de ago de 2016

Eliziane Gama afasta da campanha quem botou patas de cavalo em soldados da PM no seu programa de televisão

Há dois dias no ar, somente neste sábado a deputada federal Eliziane Game (PPS) se deu conta de que o desenho animado do seu programa na televisão é uma ofensa aos militares, pois eles aparecem com patas de cavalos ou de bodes. O caso teve forte repercussão nas redes sociais depois que alguns blogs deram conta da grosseria e a candidata divulgou esta tarde nota em que se desculpa e diz ter afastado os responsáveis esta imaginação, sem citar os nomes.

No desenho animado, depois de lembrar sua vida de pobre, que venceu na vida graças aos seus esforços pessoais, a candidata aparece puxando uma passeata, tendo abaixo à legenda "e para defender a gente ela toma à frente", estando a candidata diante dos soldados sem botas, nem pés, mas de patas.

Na nota distribuída pela sua assessoria, a candidata admite que o programa foi ao ar sem que sua coordenação de comunicação tivesse analisado o conteúdo, ou seja, mais um erro da coordenação de campanha do PPS.

Eis a íntegra da nota:

A candidata à prefeitura de São Luís Eliziane Gama (PPS) vem através desta registrar e lamentar o erro gráfico de uma charge veiculada em seu programa de TV que foi exibido no dia 27 de agosto de 2016; que o erro de corte não passou pela coordenação política, mas que foi prontamente resolvido e os responsáveis retirados da campanha. Assim, a candidata Eliziane Gama deixa claro que para além da disputa política apoiou, apoia e apoiará a Policia Militar de fato, reitera o profundo respeito que tem pela Polícia Militar do Maranhão, e que tem orgulho do carinho que tem pela categoria e que sempre esteve ao lado dos militares na defesa de melhores condições de trabalho; que não faz isso apenas em ano eleitoral para "pedir votos"; que esteve presente dando apoio durante as manifestações dos PMs do Maranhão em 2011 e em 2014 na ocupação da Assembleia Legislativa estadual; que sempre deixou sua tribuna à disposição da categoria militar; que sempre usou o gabinete da então deputada estadual para seus pleitos; e que agora, como deputada federal, defendeu com contundência a PEC 300 mostrando com fatos reais e concretos o seu total e irrestrito apoio aos militares e a caserna. Assim, a candidata Eliziane Gama deixa claro que para além da disputa política apoiou, apoia e apoiará a Policia Militar de fato, com ações e projetos sempre ao lado da categoria nas lutas como sempre fez.

São Luís, 27 de agosto de 2016.
Coordenação Geral da Campanha Eliziane 23

Mirante, Difusora, Cidade, Capital e outras emissoras de rádio e televisão estariam com concessões ameaçadas

Se o governo federal atender pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, diversas emissoras de rádio e televisão podem ficar sem concessões renovadas, no Maranhão, a menos que os políticos enquadrados como proprietários ou sócios abram mão de suas propriedades ou sociedades. Consultado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) se políticos podem ter participação, mesmo que indireta, em empresas de radiodifusão, Janot respondeu que não, e solicitou que a Presidência da República e o Ministério das Comunicações não outorguem ou renovem concessões, permissões e autorizações de radiodifusão a políticos.

Para que se tenha ideia do que isto implicaria, em São Luís, na faixa de FM, ficariam sem renovação a Difusora (de Lobão Filho e arrendada para Wewerton Rocha), Mirante (da família Sarney) e Cidade (família Vieira da Silva); na faixa de AM, seria atingidas Mirante (família Sarney), Difusora (Lobão Filho) e Capital (Roberto Rocha); televisão, não seriam renovadas as concessões da Difusora (Lobão Filho), TV Cidade (Roberto Rocha e família Vieira da Silva), Mirante (família Sarney) e Maranhense (Manoel Ribeiro). No interior do estado, então, seriam dezenas as ameaçadas de terem suas concessões suspensas.

De acordo com Janot, quem controla canal de radiodifusão pode exercer influência sobre a opinião pública com “potencial risco de que se utilizem canais de radiodifusão para defesa de interesses próprios ou de terceiros". Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações e o Tribunal Superior Eleitoral, 30 deputados federais e oito senadores são sócios de empresas de radiodifusão, mas Janot lembra que a Constituição estabelece que deputados e senadores, desde o momento em que são diplomados, não podem firmar ou manter contrato com empresa concessionária de serviço público.

Prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, prega rompimento do PSDB com PCdoB para a eleição de 2018

O prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (foto), uma das maiores lideranças do PSDB no Maranhão, acha pouco provável a reedição, em 2018, da coligação entre o seu partido e o PCdoB do governador Flávio Dino. Segundo ele, a direção nacional da legenda ainda vê com muitas reservas o resultado da aliança de 2014, bem como reprova o comportamento raivoso do governador do Maranhão sempre que analisa, pelas redes sociais ou em entrevistas, o processo do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, em andamento no Congresso Nacional, "o que nem governadores do PT fizeram", segundo o prefeito.

Madeira disse nesta sexta-feira (26) em São Luís, na solenidade de inauguração da nova sede da Federação do Comércio, que já conversou com o vice-governador Carlos Brandão, presidente estadual da legenda, sobre essa possibilidade, ao qual alertou que lhe restará duas alternativas: sair do partido ou não repetir o acordo de 2014, que resultou na vitória de Flávio Dino.

Segundo o prefeito de Imperatriz, quando ficou sem o apoio formal do PT, Flávio Dino procurou uma aproximação com o senador e presidenciável Aécio Neves para atrair o PSDB. Depois, procurou o PSB, que tinha como candidato a presidente o falecido ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (que foi substituído por Marina Silva), porém durante a campanha sempre demonstrou mais simpatia pela candidatura de Dilma Rousseff, embora esta e seu partido apoiassem Lobão Filho (PMDB), tanto que no segundo turno, mesmo estando numa coligação formal com os tucanos, sumiu, para manifestar seu voto somente na véspera da eleição, quando disse pelas redes sociais em quem votaria: em Dilma. A direção nacional do PSDB, garante Madeira, nunca engoliu isso.

Flávio Dino (D) com Aécio Neves e o vice-governador Carlos Brandão (E)



Não bastassem as decepções da campanha, vieram as do governo. Ele cita o exemplo do que ocorre em Imperatriz, onde todas as ações do governo, inclusive o Mais Asfalto, são ditadas sem nenhuma consulta à Prefeitura, e para completar, Flávio Dino sempre apresenta o deputado Wewerton Rocha (PDT) como um dos responsáveis pelos benefícios que estão sendo levados para a região tocantina, numa clara intromissão em áreas onde ele (Madeira) e outros políticos do PSDB sempre tiveram forte atuação. "Eu não posso aceitar isso, o governador querer invadir minha região com um concorrente meu", queixou-se.

Sebastião Madeira diz que ainda não se definiu sobre o futuro político, se vai disputar um cargo de deputado federal ou mesmo de senador, porém, desde já, adverte que numa coligação com o PCdoB vai ser difícil sua convivência, pois o governador vem deixando cada vez mais claro quem ele quer beneficiar em 2018 e nos seus planos (do governador) não estão os tucanos que lhe ajudaram em 2014. De acordo com Madeira, esta sua queixa é comum entre muitos prefeitos e isto pode causar uma grande surpresa ao governador quando se apresentar para a reeleição.

Equipamentos de fotografia e vídeo poderão ser ficar isentos do Imposto de Produtos Industrializados (IPI)



GIRO ECONÔMICO

Os equipamentos e materiais importados para uso exclusivo no exercício das profissões de repórter fotográfico e cinematográfico e de operadores de máquinas fotográficas e câmeras filmadoras poderão ser isentos de impostos. É o que estabelece o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 141/2015, aprovado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado quarta-feira (24). Pelo projeto do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a isenção alcança o Imposto de Importação, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e também as contribuições PIS/Pasep e Cofins.

As isenções somente serão concedidas aos equipamentos e materiais que não possuam similar nacional, ou seja, com fábricas brasileiras, e pelo prazo de cinco anos, a partir da publicação da lei.

O relator, senador Edison Lobão (PMDB-MA), registra que a variação cambial, agregada a uma alegada defasagem técnica da indústria nacional, poderá gerar um fosso tecnológico e uma perda de competitividade, o que não é bom para o país.

Vaqueiro - Ao comemorar a sanção do seu projeto de lei que institui o Dia do Vaqueiro no Maranhão, a ser comemorado a 22 de agosto, dia em que se comemora também o Dia de São Raimundo dos Mulundus, em Vargem Grande, o deputado Fábio Braga (SD), lembrou a importância desses profissionais para a economia do estado. Para eles, são bravos e destemidos os cidadãos maranhenses que no dia a dia labutam no manejo e condução de espécies animais bovinos, bufalinos, equinos, muares, caprinos e ovinos.

Crescimento - Estimativa do Instituto Maranhense de Estudos Econômicos e Cartográficos (Imesc) prevê que, apesar da crise enfrentada pelo país, o Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão deve ter crescimento de 4,1% em 2017, resultado de uma série de intervenções do Estado na economia e atração de novos negócios. A projeção foi feita pelo presidente do órgão, Felipe de Holanda, em palestra na Associação Comercial do Maranhão, quarta-feira, onde apresentou um cenário da economia maranhense.

Fecomércio - Numa solenidade que contou com a presença do governador Flávio Dino (PCdoB), foi inaugurada nesta sexta-feira (26) a nova sede do Sistema Federação do Comércio, um edifício de 11 pavimentos, localizado na Avenida dos Holandeses (Calhau), onde funcionam também os órgãos vinculados, Senac e Sesc.








Na inauguração da sede da Federação do Comércio, o governador Flávio Dino, o presidente em exercício, Marcelino Chaves; a diretora do Sesc, Maria dos Remédios; o superintendente João Torres; e o vice-presidente Vilson Maia

Cidadania - O Instituto de Cidadania Empresarial (ICE-MA) realizou na manhã desta quinta-feira (25) assembleia geral para escolha da nova diretoria, que ficou composta por Gustavo Almeida (Superclínica), presidente; Carlos Cardeal (Cemar), diretor; e Camila Balluz (Upaon-Açu). Na oportunidade, empresários associados ao instituto acompanharam a apresentação do balanço de resultados de 2015, que apontou as principais ações desenvolvidas pelo ICE, bem como a movimentação financeira do ano passado.

Construção - O Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-MA) realiza neste sábado (27), no Sesi do Araçagi, mais uma edição do Dia da Construção Social. O objetivo é aproximar mais ainda os trabalhadores e seus familiares para que possam desfrutar, ao longo do dia de uma ampla agenda de prestação de serviços, atividades esportivas e de lazer. O evento conta com apoio de diversas instituições, dentre elas Senai e Sesi, do Sistema Federação das Indústrias, e Senac, do Sistema Federação do Comércio.

26 de ago de 2016

Justiça manda tirar o verde e amarelo das repartições públicas de Chapadinha porque seriam as cores do PRB

Apesar de serem as mesmas cores que simbolizam o Brasil, a 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Chapadinha recomendou que prefeita do município, Maria Dulcilene Pontes Cordeiro, retire o verde e o amarelo de todos os bens públicos e dos uniformes dos alunos e servidores municipais, pois são as mesmas cores do seu partido, PRB. Em atendimento à reclamação, o juiz Douglas Assunção Nojosa, concedeu prazo de 30 dias para o atendimento à Recomendação.

O Ministério Público do Maranhão recomendou, ainda, que sejam adotadas as cores oficiais da bandeira do município (azul e branca) para a confecção de placas, caracterização dos veículos, bens moveis, imóveis, vestimentas ou qualquer ato de governo.

No prazo de dez dias, o município deve informar ao Ministério Público as providências a serem adotadas. Em caso de descumprimento da Recomendação, a 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Chapadinha deverá adotar as medidas judiciais cabíveis. 

Na manifestação, o promotor de justiça ressaltou que foi verificado o uso pela atual gestão de cores coincidentes com as do partido da prefeita nos bens móveis municipais e nos uniformes escolares. A prática, conforme observação de Douglas Assunção Nojosa, pode caracterizar autopromoção e desrespeito ao interesse público e ao princípio da impessoalidade.