25 de abr de 2018

Cel. Luongo confirma Circular que embasou o pedido para monitorar políticos, mas nega que ela tenha esse objetivo

Ao participar nesta quarta-feira (25) da entrevista coletiva para esclarecer a polêmica criada pela emissão de uma circular pelo Comando do Policiamento do Interior (CPI) para  monitorar políticos que fazem oposição ao governador Flávio Dino (PCdoB), o comandante da Polícia Militar, Cel. Jorge Luongo, confirmou a existência da Mensagem Circular 098/2018 que embasou uma outra MC, de número 08/2018 (que ele diz não ter valor), porém negou que o documento original fizesse menção a monitoramento de políticos.

De acordo com o coronel, a MC 098 pedia levantamento sobre números de eleitores, seções eleitorais, juízes e promotores que vão trabalhar na eleição e outras informações que pudessem orientar os trabalhos da Polícia Militar como órgão auxiliar da Justiça Eleitoral a fim de garantir a segurança do pleito deste ano. Essas informações a que se refere o comandante da PM, porém, estão todas disponíveis no Tribunal de Justiça Eleitoral, na Procuradoria Eleitoral e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O comandante disse também que não se sente incomodado pelo fato desse pedido despachado pelo sub-comandante do CPI, tenente-coronel Emerson Costa, ter circulado por mais de 13 dias, sem que fosse informado por qualquer subalterno, já que, como admitiu, tomou conhecimento pelas redes sociais, depois de publicação em blogs e sites.

Para Luongo, o importante é que tomou as providência, tornou as ordens sem efeito e está investigando quem produziu e sob ordens de quem tomou essa iniciativa. Leia reportagem em MARANHÃO HOJE.

IBGE divulga nesta quinta-feira resultado da pesquisa sobre as condições de moradia no Maranhão e em São Luís

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga nesta quinta-feira (26) a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD C) que trará informações sobre as características gerais dos domicílios e moradores do Maranhão e São Luís.
A pesquisa, que também será divulgada a nível nacional pelo órgão, trará, entre outras informações, estatísticas sobre os seguintes temas:
  • Esgotamento sanitário
  • Destinação do lixo
  • Acesso e disponibilidade às fontes de água
  • Posse de bens e serviçosMateriais utilizado para a construção dos domicílios (paredes e telhado)

A divulgação será feita pelo responsável da Supervisão de Disseminação de Informações da UE/MA, João Ricardo Costa Silva, às 10hna agência de pesquisa do órgão, na Avenida Grande Oriente, Renascença, em São Luís.

Produção de cana-de-açúcar no Maranhão deve resultar na produção de 22,6 mil toneladas de açúcar e 162,6 milhões de litros de álcool, segundo estimativa da Conab

A produção de cana-de-açúcar no Maranhão terá um aumento de 20,5% na safra deste ano em comparação à de 2017, segundo estimativa divulgada nesta terça-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). De acordo com o levantamento, serão colhidas 2,220 milhões de toneladas, 378 mil a mais do que na safra anterior, que foi de 1,842 milhão.

O aumento se dá, apesar da diminuição da área plantada, que caiu de 39,4 mil para 38,0 mil hectares, ou seja, 3,6% a menos, mas o resultado se justifica pelo crescimento de 25% da produtividade, que foi de 46,723 mil quilos por hectare em 2017, e este ano pulou para 58,419 mil quilos por hectare.

Dessa produção, 170,1 mil toneladas serão para fabricação de açúcar, 78,1% a mais do que a quantidade do ano passado: 95,2. O beneficiamento deve resultar em 22,6 mil toneladas, 95,6% a mais do que no ano passado, quando foram produzidas 11 mil toneladas.

Para a produção de etanol, serão destinadas 2,050 milhões de toneladas, 17,4% a mais do que na safra passada (1,747 milhão), e isto deve resultar num aumento de 27,7% na quantidade de litros, pois serão 162.660 milhões de litros contra 127.361 em 2017. Leia mais em GIRO ECONÔMICO.

24 de abr de 2018

Secretário de Segurança concede coletiva nesta quarta-feira para esclarecer o "monitoramento" de políticos

O secretário estadual da Segurança Pública (SSP) concede nesta quarta-feira (25), entrevista coletiva para esclarecer o memorando, que ele considera ilegal sobre monitoramento de políticos pela Polícia Militar.

Os documentos, segundo o secretário, foram enviados às unidades do interior do Estado, sem o conhecimento do Comando da PM.

A entrevista coletiva será realizada no auditório da Secretaria de Segurança, na Avenida Castelinho, no bairro da Vila Palmeira.

Serviço:

  • Entrevista coletiva sobre memomando ilegal;
  • Nesta quarta-feira (25), às 10h;
  • No auditório da SSP, na Av. Castelinho, S/N, Vila Palmeira.

Depois de Flávio Dino, Weverton Rocha também está entre os políticos com pedido negado para visitar Lula

Depois de Flávio Dino (PCdoB), que foi barrado na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR), quando tentava com outros governadores visitar Lula, outro político maranhense, Weverton Rocha (PDT), líder da minoria na Câmara Federal, também teve seu pedido negado pela juíza federal Carolina Lebbos para um encontro com o ex-presidente na prisão.

Weverton integra a comissão de deputados que iria verificar as condições em que se encontra o prisioneiro, mas a juíza não permitiu o acesso, assim como negou os pedidos da ex-presidente Dilma Rousseff, do pré-candidato pelo PDT à Presidência da República, Ciro Gomes; da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR); e do vereador e ex-senador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT-SP), dentre outros.

A juíza destacou que apenas parentes e advogados estão autorizados a visitar presos custodiados na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, medida adotada diante da “limitação de cunho geral relativa a visitas na carceragem”, uma vez que os presos se encontram no mesmo edifício onde se realizam outras atividades corriqueiras da PF, inclusive com atendimento ao público.

Além de Weverton Rocha, integram a comissão os deputados Paulo Pimenta (PT-RS), líder da Oposição na Casa, José Guimarães (PT-CE), Paulo Teixeira (PT-SP), Wadih Damous(PT-RJ), Orlando Silva (PCdoB-SP), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Ivan Valente (PSOL-SP), André Figueiredo (PDT-CE) e Bebeto (PSB-BA).

Para Cláudio Humberto, sobrou para sub do sub escândalo de monitoramento a políticos pela PM do Maranhão

Em sua coluna publicada nesta terça-feira no site Diário do Poder, reproduzida em diversos jornais de circulação nacional, dentre eles o Jornal Pequeno, de São Luís, o jornalista Cláudio Humberto chama atenção para o escândalo de monitoramento da Polícia Militar do Maranhão a opositores do governador Flávio Dino (PCdoB).

Segundo ele, "rendeu apenas a demissão de sub do sub o escândalo da ordem à Polícia Militar do Maranhão para listar e espionar adversários que “causem embaraços” ao governo Flávio Dino (PCdoB). O flagrante é raro, mas a prática é antiga: os governos estaduais usam a estrutura de inteligência das PMs, conhecida por ´Segunda Seção` (ou P-2), até para grampear telefones de adversários, mesmo havendo ilegalidade". A menção é ao tenente-coronel Emerson Farias Costa, sub-chefe do Estado Maior do Comando de Policiamento do Interior (CPI), a quem é atribuída a autoria dos ofícios.

De acordo com o jornalista, as PMs têm autorização, que é negada à Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e às Forças Armas, para adquirir verdadeiras centrais de espionagem. "Profissionais de inteligência confirmam a esta coluna o uso distorcido em várias PMs do sistema Guardião, que permite escutas telefônicas sem deixar rastro", acrescentra.

O jornalista lembra ainda que há denúncias de uso desses equipamentos de escuta para chantagear politicamente ou mesmo em busca de benefícios pessoais. "Enquanto a lei não impõe limites claros, políticos oriundos das polícias também são suspeitos de utilizarem os sistemas de monitoramento".

São Luís foi o município que liderou geração de empregos no Maranhão em março, segundo os números do Caged

GIRO ECONÔMICO

São Luís foi o município do Maranhão que teve melhor desempenho na geração de empregos no mês de março, segundo número do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na última sexta-feira (20). Segundo a estatística, foram 6.170 admissões no mês contra 5.528 demissões, gerando saldo de 642 postos de trabalho preservados. 

Nos três primeiros meses do ano, foram 17.802 contratações e 17.217 desligamentos, gerando um saldo de 585 e no acumulados do últimos 12 meses, foram 74.894 contratações e 69.044 desligamentos, o que dá um saldo de 5.850. O segundo melhor desempenho é de Açailândia, onde foi registrado um saldo de 146, em março; 116 no trimestre e 148 no acumulado dos 12 meses.

Na outra ponta, aparece Codó, com desempenho de -128 em março, -161 no trimestre e -227 em 12 meses. O segundo pior desempenho é de Imperatriz, com saldo de -109 e um acumulado no ano de -332, mas saldo positivo de 359 nos 12 meses. Leia reportagem completa em Maranhão Hoje.

Legislação - Na palestra proferida a empresários, sexta-feira (20), o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, disse que a atuação do Poder Judiciário está se confundindo com a de um parlamento, pois alguns ministros estão atuando para atender pressão das ruas, deixando de lado a observância das leis e da Constituição. Segundo ele o Congresso Nacional deve chamar para si a responsabilidade de regulamentar alguns pontos em dúvida, como prisão em segunda instância, a fim de não deixar o Brasil cair na insegurança jurídica. 

Turismo - Uma boa oportunidade para o Maranhão pegar carona nas ações do Ministério do Turismo para divulgar seu potencial turístico numa dos países que mais demandam para visitantes para o Brasil. Neste domingo (22), o ministro Vinicius Lummertz anunciou que pretende ampliar a divulgação do turismo brasileiro na Itália. Segundo ele, a estratégia é focar em programações especiais como o festival "Tra Amici", que levou a Roma e cidades do norte intaliano eventos culturais e gastronômicos brasileiros. 

Ações da BRK - Começaram nesta segunda (23) e prosseguem até sexta-feira (27), as ações do projeto Água na Escola – Gotas de Futuro, apadrinhado pela embaixadora do ITB e campeã mundial Daiane dos Santos, que a BRK Ambiental está levando para os municípios de São José de Ribamar e Paço do Lumiar. 

No encontro com empresários, sexta-feira (20), em São Luís, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara Federal, com Benedito Mendes (E), da BB Mendes; Cláudio Azevedo, presidente do Sifema, que coordenou os trabalhos, e Marcelino Ramos (D), vice-presidente da Federação do Comércio 


Parque - A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) entrega, nesta terça-feira (24), o Parque Centenário de Balsas. Segundo o secretário Marcelo Coelho, a entrega do Parque faz parte das comemorações dos cem anos de Balsas. “A população balsense merece tudo isso, o que era sonho agora é realidade no governo Flávio Dino. Um investimento, que permitirá à população ter maior convívio com a cultura, com o lazer e com os esportes, além do compromisso com a preservação ambiental”. 

Saneamento - A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado deve votar nesta terça-feira (24) o substitutivo ao projeto que torna obrigatória a cobrança separada dos serviços de água e de esgotamento sanitário a fim de evitar cobrança por serviços não oferecidos à população. A taxa de esgoto seria apenas quando o serviço fosse efetivamente prestado. O autor da proposta, Cyro Miranda (PSDB-GO), diz que a cobrança conjunta não estimula as concessionárias a investir na coleta e no tratamento de esgoto.