Teste Teste Teste

24 de mai de 2016

Donos das empresas de ônibus em São Luís vão correr atrás dos prejuízos causados pela ações de bandidos

O Sindicato das Empresas de Transporte (SET) aguarda dados de suas filiadas sobre os prejuízos sofridos, de quinta-feira (20) a domingo (23), para buscar reparos pelos danos sofridos por cada uma delas. A direção do Sindicato não informou quem será acionado para indenizar as empresas, se o Estado, se a Prefeitura ou os dois, já que empresas de seguro não fazem esse tipo de contrato.

De acordo com o SET, 17 ônibus, segundo seus cálculos, foram danificados por ações de bandidos pertencentes a grupos do crime organizado.

Dos 17 ônibus danificados, cinco foram destruídos totalmente, cinco foram queimado parcialmente e os outros sete tiverem vidros quebrados, pneus cortados etc.

De acordo com o SET, as empresas que tiveram mais prejuízos foram a Primor, TCM, São Benedito, Requinte, Expresso 1001, Mouraujo, Matos e Taguatur, porém ainda não foi feito o levantamento real dos danos, já que deve ser levada em conta uma série de fatores, como idade do veículo, extensão do incêndio etc.


23 de mai de 2016

Soldados da Força Nacional devem chegar a São Luís somente na madrugada desta terça-feira

Comboio da Força Nacional ainda a caminho de São Luís
Os policiais da Força Nacional devem chegar a São Luís somente na madrugada desta terça-feira. O comboio da corporação passou no começo da tarde por Imperatriz, segundo informação da assessoria de imprensa da Polícia Rodoviária Federal. Ainda não foi informado qual o efetivo que está sendo deslocado para São Luís.

A Força Nacional foi solicitada pelo governador Flávio Dino, sábado à tarde, depois de dois dias de muita violência em São Luís, cujo resultado seria de pelo menos dezessete ônibus danificados, entre os totalmente destruídos, outros queimado parcialmente e os demais com avariações.

A Força Nacional estava em São Luís desde 2014, depois da crise registrada no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, mas foi dispensada no começo de 2015, já que o governo considerava suficiente a força da PM para garantir a segurança da população.

Irritado com o desempenho do Sampaio na Série B, Sérgio Frota diz que vai "agir à sua maneira" para resolver crise

O presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota (foto), já dá sinais de preocupação e irritação com a equipe, que ainda não pontuou na Série B, pois foram dois jogos e duas derrotas. Ele promete medidas enérgicas para ajustar os erros e pode radicalizar. “Estamos passando por um momento difícil, mas estou atento a tudo e já identifiquei alguns focos. É preciso mais comprometimento para vestir a camisa do Sampaio, e vou começar a agir à minha maneira. A partir desta semana, os reflexos das minhas decisões começarão a aparecer”, afirmou.

Sérgio Frota deve anunciar o novo nome nos próximos dias. “Estou no Sampaio para vencer, e não o contrario. Junto com o Maracanã, ando trabalhando na escolha do novo treinador. Ele chegará com mais alguns jogadores que irão agregar valor ao grupo. E também conversaremos com outros atletas que não estão se encaixando dentro da nossa filosofia. Só ficarão no clube aqueles que estiverem determinados a vestir a camisa e lutar por esta causa”.

Time voltou a treinar de olho no Paraná nesta terça-feira
Ainda cumprindo sua função de técnico interino, Arlindo Maracanã disse que vai cobrar uma reação imediata dos jogadores dentro de campo, já a partir do próximo jogo contra o Paraná, terça-feira, no estádio Castelão: “É preciso ser muito homem para vestir a camisa do Sampaio. Fizemos um primeiro tempo bem abaixo do esperado contra o Avaí, e melhoramos na segunda etapa, mas ainda não é o bastante. Vou em cima do grupo, porque não podemos ficar nessa situação. Já conversei com o presidente e vamos tomar todas as medidas necessárias para sairmos dessa situação”, declarou Arlindo, ainda em Florianópolis.

A equipe se reapresentou na manhã desta segunda-feira, no Centro de Treinamento José Carlos Macieira, para realizar o único treino antes do confronto contra o Paraná nesta terça-feira (24), às 19h30, no Castelão.
(Fonte site do Sampaio)

Sindicato das Empresas de Transporte contabiliza 17 ônibus danificados da noite de quinta-feira a domingo

O Sindicato das Empresas de Transporte de São Luís (SET) divulgou na manhã desta segunda-feira (23) um balanço parcial sobre os prejuízos sofridos pelas filiadas que aponta para um volume de 17 ônibus danificados, da noite de quinta-feira (19) a este domingo (22). Os empresários estão reunidos neste momento para decidir se vão manter 100% de suas frotas em circulação a partir das 22h e se ainda vão colocar ônibus circulando à madrugada, os chamados corujões, diante deste clima de insegurança.

De acordo com o balanço do SET, dos 17 ônibus atacados pelos bandidos, cinco foram totalmente destruídos, cinco foram queimados parcialmente e os demais tiveram vidros quebrados e outros tipos de danos.

A preocupação dos empresários é que nenhuma operadora de seguro aceita fazer contrato com as empresas, ou seja, os prejuízos são assumidos pelos donos dos ônibus, o que afeta drasticamente seus caixas. Neste domingo (22), o governador Flávio Dino (PCdoB) ameaçou multar quem deixar de colocar ônibus em circulação, cabendo ao Procon aplicar as penalidades, o que é questionável, já que a relação das empresas é com a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) e a Agência de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), bem como são monitoradas pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).

Domingo à noite, o presidente do Procon, Duarte Júnior, disse que o Código de Defesa do Consumidor e a Constituição Federal vedam a suspensão de serviços à comunidade parte de concessionários do serviço público, sem as devidas justificativas. Pois bem, o incêndio de um ônibus no Alto do Turu, no mesmo dia, poderia ser uma justificativa para as empresas tentarem proteger seu patrimônio.

Ônibus são monitorados por órgãos do Estado e da Prefeitura para circulação normal em São Luís

Oficiais da Polícia Militar e fiscais do Procon e da Agência de Mobilidade Urbana (MOB) começaram a monitorar as empresas de ônibus para assegurar a circulação normal do transporte público na região metropolitana de São Luís. Desde quinta-feira (19), quando os primeiros ônibus foram queimados, houve 14 tentativas de ataque e 38 pessoas foram presas. Na noite de quinta para sexta, a circulação de ônibus chegou a ser interrompida. Na sexta-feira, após novo ataque, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informou que na medida em que mais ônibus fossem atacados, a frota da linha afetada seria levada para as garagens.

A determinação de fiscalizar a circulação de ônibus foi tomada em reunião, nesse domingo (22), do governador Flávio Dino, no Palácio dos Leões, com os presidentes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET), José Luiz Medeiros, e do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (Sttrema), Isaías Castelo Branco.

De acordo com o governado do Maranhão, o monitoramento direto sobre as empresas de ônibus tem como objetivo garantir a circulação normal dos coletivos, sobretudo no período noturno. Se for identificado recolhimento desses coletivos fora da normalidade, os fiscais poderão aplicar “medidas sancionatórias”.

Segundo o governo estadual, José Luiz Medeiros garantiu que os ônibus circularão sem nenhuma interrupção, inclusive no período noturno com os chamados corujões.

Com a cidade desprotegida e pegando fogo com ações de bandidos enlouquecidos, turismo de São Luís vira fumaça

GIRO ECONÔMICO

A onda de ataques a ônibus que fazem o transporte coletivo de São Luís, com repercussão já na mídia nacional, preocupa, e muito, os empresários de turismo, pois isto ocorre às vésperas do que é considerada alta temporada na cidade, os festejos juninos, ou seja, pode complicar para operadores de turismo e agentes de viagem tentar convencer alguém a vir para o Maranhão num clima de insegurança como este por que passa a população local. 

Falta menos de um mês para que as festividades de São João e São Pedro sejam iniciadas e a grande pergunta que fica é saber se a polícia local, com reforço da Força Nacional, terá condições de garantir segurança aos moradores e visitantes da capital maranhense.

Violência há em toda parte do mundo, mas São Luís tem um turismo tão frágil que qualquer pequeno abalo o deixa debilitado, até porque não foi feita nenhuma campanha de atração de turistas, ou seja, ninguém comprou pacotes com antecedência e quem não comprou não quer mais.

Encontro - Guias de turismo de todos os estados começaram a desembarcar em São Luís neste domingo para o 36º Congresso Brasileiro de Guias de Turismo (CBGTUR), que será realiza desta segunda-feira (23) até o próximo domingo (29). O evento, que este ano tem como tema “Cultura, Diversidade e Acessibilidade”, vai servir para que sejam debatidos atendimentos a diferentes públicos, a exemplo do público LGBT, pessoas da terceira idade, além de portadores de deficiência ou mobilidade reduzida. 

Ruralista - A visita que o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, fez ao seu colega da pasta da Agricultura, Blario Maggi, serviu para acalmar os ruralistas, que estavam temerosos com sua intransigência em algumas questões ambientais, porém o anúncio de que vai estender a prorrogação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) aos demais produtores, e não apenas aos pequenos, serviu para mostrar que Sarney Filho não vê os investidores do agronegócio como inimigos e sim como aliados.

Prejuízo - Os lojistas localizados em shopping centers estão apavorados, pois sexta-feira e sábado seus estabelecimentos estavam às moscas, com suspensão do transporte coletivo e quem tem locomoção própria preferindo se proteger em casa a ter de cruzar com bandidos dispostos a tocar fogo na cidade.









Heliete Lago, da Agetur, mostra toda sua felicidade enquanto curte mais um passeio por um dos destinos mais desejados no Mundo, a Itália.



Cervejaria - Uma semana depois da Secretaria de Fazenda denunciar uma suposta sonegação de ICMS em indústrias de bebidas, os deputados Vinicius Louro (PR) e Edilázio Júnior (PV) acompanhados de diretores da Assembleia Legislativa visitaram, quinta-feira(19), a fábrica da Ambev no Campo Industrial de São Luís. A cervejaria foi inaugurada há 25 anos, em 1991, e é responsável pela geração de milhares de empregos diretos e indiretos e por uma das maiores arrecadações de impostos para o Estado.

Orquestra - A orquestra filarmônica mantida pela indústria FC Oliveira, sediada em Codó, criada com apoio do Serviço Social da Indústria (Sesi), órgão vinculado ao Sistema Federação das Indústrias (Fiema), será uma das atrações do Quarta Cultural que a Assembleia Legislativa realiza na próxima quarta-feira (25). A outra atração é o deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC), que é considerado um dos maiores cantores de ópera no estado, voltado para o segmento gospel.

22 de mai de 2016

Secretários do governador Flávio Dino não poupam críticas ao presidente Michel Temer pelas redes sociais

Michel Temer continua apanhando dos secretários de Flávio Dino
Ao que tudo indica, alguns secretários do governador Flávio Dino (PCdoB) vão fazer de tudo para dificultar as relações do Governo do Estado com o Governo Federal, pois pelas redes sociais as agressões ao presidente em exercício Michel Temer não param e o adjetivo mais leve para tentar desqualificá-lo é "golpista". Os mais afoitos são aqueles ligados ao Partido dos Trabalhadores (PT) e ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

Apesar de ter se mantido na linha de frente da defesa do mandato da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), o governador, querendo estabelecer uma relação republicana com o Palácio do Planalto, já esteve em audiência com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, para debater questões na área da infraestrutura, principalmente no que se refere à recuperação de rodovias federais, e alguns dos secretários, como é o caso da Simplício Araújo (Indústrias e Comércio), já foram dialogar com ministros de outras pastas.

O problema é que se o governador está passando a ideia de boa vontade, de querer servir mais ao estado do que às suas ideias e ao seu partido, o time não está coeso e as agressões disparadas contra o presidente da República certamente chegam ao conhecimento de quem deve ser atingido por essas postagens.

Neste sábado, o secretário de Esportes, Márcio Jardim, por exemplo, jogou duas ofensas no ar:

  • Eduardo Cunha já nomeou mais gente no governo provisório que Michelzinho.
  • Governo interino do golpista Michel Temer está mais tonto que biruta de aeroporto...

Não menos afoito, o secretário de Comunicação Social e Articulação Política, Márcio Jerry, também mandou ver:

  • "Não reconhecemos este governo ilegítimo", diz atriz Marieta Severo (reproduzindo postagem do jornalista Luiz Nassif)
  • Machismo e rancor da direita pesaram em queda de Dilma, diz jornal britânico