20 de ago de 2018

Ibope vai divulgar sua primeira pesquisa no Maranhão quinta-feira, mas Flávio Dino já não gostou do resultado

Ibope previu vitória do governador em 2014, mas instituto não é confiável
O Ibope vai divulgar na próxima quinta-feira (23) os números de sua primeira pesquisa sobre intenções de votos para presidente da República e governador do Estado, no Maranhão, mas desde já Flávio Dino (PCdoB), candidato à reeleição já anunciou que não gostou do resultado. Em sua página no Facebook, ele publicou neste domingo (19) que uma das armas do coronelismo , numa referência ao Grupo Sarney, para tumultuar o processo eleitoral, é divulgar pesquisas feitas por institutos "que nunca acertaram por aqui".

Flávio Dino vem propagando ter mais de 60% de preferência do eleitorado com base em levantamentos feitos por institutos de âmbito regional: DataIlha, Exata, Interpreta e outros, mas esta é a primeira vez que um órgão de referência nacional faz um levantamento do gênero no estado, e mesmo ainda desconhecidos, a menos que alguém tenha tido acesso antecipado antes de concluída a tabulação, o governador lança sua desconfiança sobre o que está por vir.

Vale lembrar, no entanto, que na eleição de 2014, no último levantamento feito no estado, divulgado dia 04 de outubro, véspera da eleição, o Ibope apresentou o seguinte resultado:
  • Flávio Dino (PCdoB) 49%
  • Lobão Filho (PMDB) 32%
  • Pedrosa (PSOL) 1%
  • Saulo Arcangeli (PSTU) 1%
  • Outros 1%
Extraídos os votos nulos e brancos, o Ibope indicou que o resultado seria 59% para Flávio Dino, 38% para Lobão Filho (MDB), 1% para Antônio Pedrosa (PSOL) e  1% para Saulo Arcângeli (PSTU). Apurados os votos, Flávio ganhou por 63% a 33%, mas vale ressaltar que o instituto dava uma margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, então Flávio poderia fechar a eleição numa faixa que ia de 56% a 62% e Lobão Filho, de 35% a 41%, ou seja, errou em 1 ponto para Flávio e em 2 para Lobão, mas desde já está armada a artilharia para bombardear a pesquisa, caso ela seja diferente do que dizem os institutos em que o candidato do PCdoB mais confia.

Governo Michel Temer continua com avaliação baixa e os brasileiros não acreditam que a vida vai melhorar

A pesquisa MDA divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) nesta segunda-feira (20) mostra que a avaliação do governo do presidente Michel Temer (MDB) continua ruim, e o pior: os brasileiros acreditam que a vida não vai melhorar.

De acordo com os números é positiva para 2,7% dos entrevistados contra 78,3% de avaliação negativa. Para 17,7%, a avaliação é regular, e 1,3% não souberam opinar. A aprovação do desempenho pessoal do presidente atinge 6,9% contra 89,6% de desaprovação; 3,5% não sabem opinar.

Veja a expectativa dos entrevistados para os próximos seis meses:
  • Emprego: vai melhorar: 19,9%; vai piorar: 30,8%; vai ficar igual: 45,6%.
  • Renda mensal: vai aumentar: 19,4%; vai diminuir: 17,8%; vai ficar igual: 58,6%.
  • Saúde: vai melhorar: 18,4%; vai piorar: 32,3%; vai ficar igual: 46,1%.
  • Educação: vai melhorar: 19,4%; vai piorar: 27,7%; vai ficar igual: 49,9%.
  • Segurança pública: vai melhorar: 17,0%; vai piorar: 37,1%; vai ficar igual: 43,3%.

Coligação de Roseana Sarney joga pesado contra Rubens Júnior e lembra que ele é filho de políticos inelegíveis

Em nota divulgada na noite deste domingo, a coligação "Maranhão quer mais", encabeçada pela ex-governadora Roseana Sarney (MDB), reagiu de forma contundente à ação do deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB), que impugnou a candidata, por entender que ela é sócia do Sistema Mirante de Comunicação e não teria se afastado das funções de diretora, o que a colocaria se relacionando diretamente com órgãos públicos.

Na nota, a coligação de Roseana diz que Rubens Júnior é coligado do "do candidato sub judice" Flávio Dino (PCdoB), por isto nivelá-la a ele. Lembra ainda que Rubens Júnior é filho de políticos inelegíveís, "que têm problemas insanáveis nessa matéria".

Eis o teor da nota:

Maranhenses,

É patética a “argumentação jurídica” do advogado Rubens Júnior para propor a impugnação de Roseana como candidata ao governo do Maranhão.

Sabíamos que eles estavam pressionados para produzir alguma coisa do gênero, numa tentativa desesperada de nivelar nossa candidata ao candidato sub judice Flávio Dino, flagrado, COM IMAGENS, quando chantageava o eleitorado de Coroatá para votar em um candidato seu, deformando um resultado eleitoral.

Flávio Dino está condenado.

Roseana foi vencedora em todas as suas eleições como sócia cotista do Sistema Mirante, mas ao contrário do que ele diz na peça oferecida ao Tribunal Regional Eleitoral, Roseana jamais exerceu cargo de direção da empresa. Portanto, ela não teria que renunciar ao que ela não é.

O advogado e deputado Rubens Júnior tem intimidade com o instituto da INELEGIBILIDADE. É filho de políticos com problemas insanáveis nessa matéria, por práticas que nem de longe se atribuem a Roseana, verdadeira depositária das esperanças do povo maranhense.

Coligação Maranhão Quer Mais

19 de ago de 2018

Guerra de imagens: fotos mostram fracasso da carreata de Flávio Dino em Santa Luzia e de Roseana em Porto Rico

Imagens aéreas do eventode Flávio Dino em Santa Luzia (acima) e de
Roseana Sarney em Porto Rico (abaixo). Adversários tentam explorar fracasso
Circulam, desde sábado (18) à noite, em diversos blogs e nas redes sociais principalmente, imagens de um evento do qual participou a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), na cidade de Porto Rico, que seriam o atestado do fracasso de sua passagem por municípios da Baixada Ocidental e de sua campanha ao Governo do Estado.

Coincidentemente, as mesmas pessoas que propagam essas fotos, divulgam outras dos eventos que participou o governador Flávio Dino (PCdoB), também neste sábado, na região do Pindaré, em que ele sempre aparece cercado de pessoas, graças ao enquadramento dado pelos seus fotógrafos, mas os comunistas também têm adversários e neste domingo começaram a aparecer imagens tiradas à distância que dão a exata dimensão dos seus eventos.

Imagem divulgada pela assessoria de Flávio Dino sobre
sua passagem por Santa Luzia na manhã deste sábado
A carreata de Santa Luzia, que no material da assessoria do governador teria reunido milhares de pessoas, contou apenas com algumas centenas, e os carros, que seriam centenas, na verdade foram apenas alguns dezenas, ou seja, ambos os candidatos não teriam mobilizado tantas pessoas como desejavam ou conseguiram reunir apenas o que seria suficiente em cidades do interior num horário ingrato para eventos políticos, principalmente nestes tempos de desconfiança com candidatos e gestores públicos.

A guerra de imagem é apenas o começo da batalha que vai ser travada até 07 de outubro, quando finalmente os eleitores vão dizer se as propagandas eram verdadeiras, se os institutos de pesquisa falaram a verdade, pois é nessa hora que o povo soberanamente se manifesta, e sempre age de forma que surpreende tanto quem acha que vai ganhar quanto quem desconfia que vai perder. É guerra!

Pesquisa do Interpreta para governador do Estado em Imperatriz não fecha nos 100%. Cabe nova interpretação

O Instituto Interpreta, sediado em Belém (PA), recebeu R$ 5 mil da Implay Tecnologia e Comunicação (menos de R$ 10,00 por entrevista) para realizar uma pesquisa de campo, nas zonas urbana e rural de Imperatriz, com 625 eleitores a fim de medir as intenções de voto para governador do Estado. O levantamento foi feito num dia (10 de agosto) e levou oito para tabulação, conferição com 20% do entrevistados a certeza das informações coletadas e a divulgação, que foi feita neste sábado, mas, ainda assim, apresentou um resultado que não fecha nos 100%.

De acordo com o Interpreta, no município de Imperatriz, Flávio Dino (PCdoB) tem 54,08%; Roseana Sarney (MDB), 17,92%; Roberto Rocha (PSDB), 2,72%; Maura Jorge (PSL), 1,6%. Odívio Neto (PSOL), 0,32%; Ramon Zapata (PSTU), 0,16%. Não sabem em que votar ou não responderam, 13,72%, e brancos e nulos seriam 9,44%. A soma desses percentuais dá 99,96%, ou seja, ficou faltando 0,04 para chegar aos 100%.

Extraídos os votos nulos, brancos e indecisos, o Interpreta apurou mais um resultado duvidoso:
  • Flávio Dino - 70,42%
  • Roseana Sarney - 23,83%
  • Roberto Rocha - 3,54%
  • Maura Jorge - 2,08
Flávio Dino tem mais de 70% numa pesquisa que não fecha nos 100%

Numa constatação óbvia, o percentual de cada candidato aumenta, considerando-se apenas os votos válidos, e a soma dos quatro primeiros chega a 99,87%, isto é, falta 0,13% para fechar nos 100%, o que seria a soma dos votos de Odívio e Zapata.

Ocorre que na "contagem geral", o candidato do PSTU, que é último colocado, aparece com 0,16% (0,3% a mais do que falta para fechar a conta do Interpreta dos votos válidos). A adição com o percentual do candidato do PSOL dá 0,48%, e isto levaria a uma soma de 100,35%, porém ainda falta elevar o percentual de cada um destes candidatos na apuração dos votos válidos. Quanto seria cada um? Como fica a soma? Com a resposta, os estatísticos do Interpreta.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo MA-07496/2018. A margem de erro é de 4%, para mais ou para menos, e o índice de confiança seria de 95%. Melhor desconfiar, salvo melhor interpretação. Leia reportagem em MARANHÃO HOJE.

Senac encaminha mais de 800 ex-alunos inscritos no seu Banco de Oportunidades para o mercado de trabalho

GIRO ECONÔMICO

De abril a junho, 848 profissionais foram encaminhados para as 365 vagas apresentadas ao Banco de Oportunidades do Senac. Entre os segmentos que mais demandaram por vagas estão hospitalidade, comércio, gestão, beleza e produção alimentícia. Dos profissionais mais solicitados, destacam-se o aprendiz em vendas, cozinheiro, garçom, aprendiz em gestão e recepcionista.

Os egressos encaminhados para a vagas sentem que o fato de terem procurado uma Instituição de credibilidade é diferencial para os recrutadores no momento da seleção. 

Além do balanço do 2º trimestre, também foram apresentados dados referentes ao período de 9 de julho a 03 de agosto. Ao todo, 90 vagas para novos colaboradores surgiram neste intervalo de tempo. Elas estavam distribuídas de acordo com as necessidades dos empresários entre as mais variadas áreas.

Os números comprovam que existe uma demanda do mercado, contudo, para responder às expectativas das organizações é substancial estar com o conhecimento atualizado e capacitado para cumprir as funções que os cargos exigem. 

Deficiência - A Vale está ampliando suas ações para inclusão de profissionais com deficiência. Trinta jovens deram o primeiro passo na sua vida profissional por meio do Programa Jovem Aprendiz, promovido pela empresa em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Os alunos terão formação teórica e prática com um objetivo em comum: tornar-se técnico em eletrônica. Esta é a primeira turma de Jovem Aprendiz no Maranhão formada, exclusivamente, por pessoas com deficiência. 

Palestra - O presidente da Federação das Indústrias, Edilson Baldez, participou, quarta-feira (15), em São Paulo, da segunda edição do Encontro Exame CEO, promovido pela revista Exame com patrocínio do Serviço Social da Indústria (Sesi). O encontro teve o objetivo de discutir estratégias para crescer e criar valor na economia em transição. Para Edilson Baldez, a iniciativa proporcionou conhecer as estratégicas adotadas pelas empresas com vistas ao enfrentamento dos cenários de incertezas econômicas e políticas que o país atravessa. 

Encontro Exame CEO, realizado em São Paulo, o vice-presidente 
da CNI Paulo Afonso, o diretor de Redação da Exame, André 
Lahoz, e o presidente da Federação das Indústrias 
do Maranhão, Edilson Baldez 
Commodities - A Conab divulga, nesta segunda-feira (20), em Brasília (DF), um panorama sobre as tendências de mercado para as commodities de soja, milho e arroz, durante o Diálogo Conab-USDA, evento que terá participação do responsável pelo Comitê de Estimativa de Grãos e Commodities do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), Michael Joelson. 

Aluguel - O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), que é usado para reajustar os aluguéis, avançou 0,14 ponto percentual na segunda prévia de agosto e fechou em 0,67%. Em julho, houve alta de 0,53%. A prévia foi divulgada nesta sexta-feira (17), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre-FGV). O indicador foi fortemente impactado pela alta dos preços ao produtor, uma vez que os preços ao consumidor e na construção civil fecharam em queda. 

Concurso - O Banco do Nordeste provocou uma corrida aos cursos preparatórios para concursos com o anúncio de edital para selecionar analistas e especialistas técnicos. O requisito básico para analista é ter concluído o ensino médio até a data de término da qualificação para posse, e para especialista técnico, conclusão do curso Ciência da Computação, Engenharia da Computação e da Informação, Informática, Sistemas de Informações, Tecnologia da Informação, Processamento de Dados, Segurança da Informação e Tecnologia em Telemática

18 de ago de 2018

Correios lançam serviços na internet para facilitar a ação dos candidatos que estão disputando a eleição deste ano

GIRO ECONÔMICO

Para as eleições majoritárias deste ano, os Correios criaram um hotsite com soluções completas de comunicação entre candidatos, partidos políticos, comitês e eleitores. A página, que pode ser acessada pela internet ou dispositivos móveis, traz os principais produtos e serviços para a divulgação das campanhas, de maneira efetiva e direta. 

Além da mala direta e Sedex, que possibilitam o envio de documentos e materiais aos cidadãos de todo o país, a empresa oferece o serviço de Carta-Resposta, que permite aos candidatos conhecerem a opinião dos seus eleitores. Os interessados também têm a sua disposição o DNE, um banco de dados com mais de 900 mil CEP de todo o Brasil, o que garante maior efetividade na distribuição dos materiais de campanha, ao reduzir a devolução de material por problemas decorrentes de endereçamento e diminuir custos com envios para endereços com CEP inexistentes ou incorretos.

Para os tribunais eleitorais, os Correios oferecem ainda o pagamento de mesários por meio de Vale Postal Eletrônico, mediante apresentação de arquivo eletrônico com os dados dos mesários, por meio de aplicativo, e deposita ou transfere o valor nominal de cada remessa. 

Pitágoras - A Faculdade Pitágoras está com inscrições abertas para o concurso de bolsas de estudos, que acontece neste domingo (19) em que o primeiro colocado no processo seletivo será contemplado com bolsa de 100% e, para o segundo lugar na classificação geral, a bolsa é de 50%. Entre as opções disponíveis para graduação estão engenharias Civil, Ambiental, de Produção, Elétrica e Mecânica, Ciências Contábeis, Direito, Educação Física, Fisioterapia, Odontologia, Farmácia, Nutrição, Pedagogia e Recursos Humanos. 

Judoca - O judoca maranhense Pedro Victor Rezende está no Rio Grande do Sul onde disputa o Troféu Brasil Interclubes, na cidade de Canoas, com atletas de todo o país, que participam também das provas do Grand Prix Nacional, numa promoção da Confederação Brasileira de Judô. Patrocinado pelo Centro Elétrico, via Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, Victor Rezende está otimista para fazer boa disputa a fim de trazer mais uma medalha para sua vasta coleção de troféus conquistados em diversas competições. 

Na plenária de quarta-feira (15) da CDL de São Luís, em que foi debatida
"A Conciliação como Instrumento de Solução de Conflitos nas Relações
Empresariais", Abner Noronh, juiz Alexandre Abreu, Fábio Ribeiro,
Marcelo Rezende, Dorgival Pereira, José Terceiro e José Lopes
Greve - Banqueiros e bancários voltaram à mesa de negociação nesta sexta-feira (17) e o que foi acertado deve ser levado a novas assembleias gerais em todos os sindicatos dos trabalhadores, podendo sair indicativo de greve por reajuste maior de salários. 

Produção - Gerentes da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) do Amazonas e Piauí, em visita a São Luís, se reuniram com a equipe maranhense para troca de experiências e conhecer o trabalho do programa Mais Produção do Governo do Estado, executado pelo Senar, que atendeu na primeira fase 1.550 propriedades e agora na segunda, se estendeu para 1.700, com foco nas cadeias de carne e couro, leite, arroz, hortifruticultura, aquicultura e suinocultura. 

Presos - Empresas cujos contratos assinados com o governo federal superem R$ 330 mil anuais serão obrigadas a ter, em seus quadros, presos ou egressos do sistema prisional. É o que prevê portaria assinada quarta-feira (15) pelos ministros da Segurança Pública, Raul Jungmann, e dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha. A portaria regulamenta decreto assinado em junho, instituindo a Política Nacional de Trabalho no âmbito do Sistema Prisional (Pnat).