31 de out de 2014

Investimentos da Vale no terceiro trimestre somaram mais de R$ 400 milhões no Maranhão

A Vale investiu US$ 472,4 milhões no Maranhão no terceiro trimestre de 2014. Deste total, US$ 455,3 milhões foram destinados a áreas como logística ferroviária e portuária e US$ 13,6 milhões investidos na área socioambiental, um acréscimo de 23% se comparado com o trimestre anterior. A Estrada de Ferro Carajás (EFC) transportou 85,2 milhões de toneladas (Mt) de produtos entre os meses de janeiro e setembro. Já o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (TMPM) - incluindo as operações realizadas no berço 105, operado pela Vale no Porto do Itaqui - foi responsável pelo embarque de 78,9 milhões de toneladas.
No 3T14, a produção de minério de ferro, excluindo a produção atribuível à Samarco de 3,8 Mt, foi de 85,7 Mt, a maior produção da história da Vale, com ganhos em todos os sistemas de produção quando comparado ao 2T14. O bom desempenho operacional deveu-se aos ramp-ups da Planta 2 em Carajás e de Conceição Itabiritos em Minas Gerais
O projeto de expansão S11D (incluindo mina, usina e logística associada - CLN S11D) está avançando de acordo com o planejado. O principal projeto alcançou 37% de avanço físico consolidado no 3T14. Durante o trimestre, a Vale concluiu 83% da montagem eletromecânica dos módulos, iniciou a terraplanagem na mina e recebeu todos os britadores móveis, parte do equipamento para o sistema truckless no site. Na ferrovia e no porto, foi iniciado o estaqueamento das pontes sobre os rios Parauapebas e Sossego, enquanto que no berço norte off shore (Píer IV do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira) atingiu 31% de avanço físico.

Banco do Nordeste e Sebrae celebram acordo para facilitar acesso ao créditos pelas pequenas empresas

O Banco do Nordeste e o Sebrae/MA assinam nesta sexta-feira, 31, às 9h, um Acordo de Cooperação Técnica com o objetivo de realizar ações conjuntas de apoio a empreendedores maranhenses, sobretudo na viabilização de acesso ao crédito e capacitação técnica e gerencial para aumento da capacidade empresarial. O acordo será assinado durante reunião do Conselho Deliberativo do Sebrae/MA (CDE), na sede da instituição, no Jaracaty, e contará com a presença do superintendente estadual do Banco do Nordeste para o Maranhão, Expedito Neiva, do presidente do Conselho Deliberativo, Claudio Azevedo, dos diretores Simone Macieira, José Morais e Raimundo Nonato, dos conselheiros do CDE, da gerente da Unidade de Mercado e Serviços Financeiros, Keila Pontes, e das equipes de negócios de ambas as Instituições.
Entre os beneficiários desse acordo estão os empreendedores individuais, produtores rurais e as microempresas e pequenas empresas.

Papelada entregue pelo Governo não mostra realidade do Estado, diz deputado Marcelo Tavares

Marcelo Tavares (E) recebeu os documentos elaborados pelo Governo
Ao receber as informações enviadas pelo Governo do Estado à Equipe de Transição de Flávio Dino, o deputado Marcelo Tavares (PSB), já anunciado como futuro chefe da Casa Civil e que preside a comissão criada pelo governador eleito, disse que a papelada não corresponde às expectativas. Após mais de 15 dias de espera desde o primeiro encontro entre a equipe de Flávio Dino e a representante do governo Roseana Sarney, Anna Graziella, os membros do atual governo enviaram a Marcelo Tavares os documentos solicitados em ofício entregue pelo deputado no dia 14 de outubro.
Para planejar os primeiros dias do próximo governo e evitar imprevistos administrativos, a Equipe de Transição designada por Flávio Dino requereu a Anna Graziella uma série de documentos que têm por objetivo fazer uma transição republicana e ordenada entre o atual e o próximo governo. No entanto, somente nove de um total de 32 solicitações foram entregues na manhã desta quinta a Marcelo Tavares pela equipe de Roseana Sarney. O deputado afirmou em entrevista que o material era insuficiente e a maior parte dele está disponível publicamente.
“Esses documentos são de acesso público e nós já o tínhamos nos nossos trabalhos. Continuamos aguardando que o atual governo colabore com um trabalho que beneficiará a todo o povo do Maranhão”, disse. Para ele, é hora de dispensar as opções políticas e fazer com que as equipes trabalhem de forma colaborativa. Dados importantes como a folha de pagamento do Estado, a execução orçamentária atual, informações sobre contratos, convênios, precatórios, demonstrativo de obras e as ações prioritárias de cada pasta não foram repassados à equipe do próximo governo.

Federação das Indústrias lança nesta sexta-feira a Expo Indústria Maranhão, marcada para setembro de 2015

Será lançada hoje, às 19h30, na Federação das Indústrias (foto), a primeira edição da Expo Indústria Maranhão, feira de negócios voltada para indústria, cujo objetivo de apresentar a diversidade da indústria maranhense, como forma de proporcionar um ambiente propício ao desenvolvimento de novos negócios. A Expo Indústria Maranhão está marcada parao período de 23 a 25 de setembro de 2015, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, e contará com 44 expositores, além de um seminário com palestras e debates sobre assuntos que afetam o setor.
Segundo o presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves, a Expo Indústria Maranhão tem por objetivo promover e fomentar a atividade industrial. “Além disso queremos fortalecer a cooperação entre as empresas industrias do Maranhão, disseminar novas tecnologias voltadas para o setor e garantir condições para que a indústria maranhense seja competitiva”, afirmou. Hoje 6,4 mil empresas são registradas no Maranhão como indústria. Além disso o setor emprega cerca de 106 mil trabalhadores, movimenta cerca de R$ 11 bilhões por ano e representa 17,5% do Produto Interno Bruto (PIB).
“Ao longo dos últimos cinco anos, o Sistema Fiema vem trabalhando para preparar e certificar nossas empresas, além de qualificar sua mão de obra, dando suporte a expansão do parque industrial maranhense. Hoje o setor está maior, mais abrangente e mais diversificado”, comentou Baldez. Além disso, o presidente da Fiema disse que a Expo Indústria Maranhão será uma ótima oportunidade para que os maranhenses possam tomar ciência dos produtos fabricados no parque industrial maranhense.
“Nossas empresas são capazes de fabricar móveis, derivados de leite, bebidas, combustíveis, produtos cerâmicos, siderúrgicos, minerais, químicos, além de serviços industriais para atender o mercado interno e externo”, comentou. Maiores informações sobre a Expo Indústria Maranhão podem ser obtidas na Coordenadoria Técnica Executiva da Fiema, pelo telefone 3212-1860 ou pelo e-mailexpoindustria@fiema.org.br.

Fundação José Sarney sedia Feira do Livro de São Luís a partir desta sexta-feira

A partir desta sexta-feira (31), será realizada na Fundação da Memória Republicana (Fundação José Sarney), no bairro do Desterro, a 8ª Feira do Livro de São Luís (FeliS), promovida pela Fundação Municipal de Cultura (Func), numa parceria da Prefeitura Muncipal com o Governo do Estado. Outros espaços do Desterro também receberão a programação, mas será o Convento das Mercês, sede da FMRB, onde ocorrerão as principais atividades da FeliS, que já é considerada a maior feira de livros da região. A FeliS terá como tema “Literatura Infantil: aqui começa a magia da leitura” com uma vasta programação voltada para as crianças. Na FMRB serão realizadas palestras com os escritores convidados e bate-papo entre escritores. Ela abrigará estandes de comercialização para os livreiros, espaço para patrono e homenageados, espaços de mediação de leitura, oficinas, “contação” de histórias e os recitais de poesia.
Paralela à programação literária, a FMRB mediará visitas às quatro exposições da casa: “Memória da República Brasileira”, “Cadê a Química?”, “360 anos do Convento das Mercês” e “Nosso Porto do Itaqui”. Devido ao grande público da feira, serão estabelecidos horários para grupos possam visitar as exposições sem comprometer o fluxo dentro dos salões do Convento das Mercês, onde estão montadas as mostras. As mediações poderão durar até 30 minutos. A exposição Cadê a Química? tem o formato de uma casa, onde é possível desvendar a presença da química em nossa vida. Os sete ambientes da exposição levam o visitante a descobrir de forma interativa os fenômenos químicos presentes em nosso cotidiano, seja em nossa alimentação ou no prazer e desconforto que sentimos quando sonhamos ou temos pesadelos.
No espaço Nosso Porto do Itaqui, também haverá programação cultural voltada para o público infantil, com a apresentação, nos dias 1, 2, 3, 5, 7 e 8 de novembro do espetáculo teatral Mares e Lendas, do Laborarte. Outra atração que tem o apoio da FMRB é a exposição fotográfica “Desterro, a cara da comunidade”, produzida pelo fotógrafo Vicente Júnior. A imagens revelam o cotidiano dos moradores do bairro que outrora abrigou grandes bancos, armazéns e as melhores casas noturnas da cidade, sendo endereço da boemia e das mais refinadas casas de tolerância ludovicenses.
“Estamos em um espaço mais do que adequado às atividades que fazem da Feira do Livro de São Luís o maior e mais importante evento de estímulo à leitura em nossa capital. A parceria do Governo do Maranhão com a Prefeitura de São Luís é a mais cristalina demonstração de maturidade administrativa. Não há nada que se sobreponha à necessidade de transformação do mundo que a leitura e a educação propiciam”, disse a presidente da FMRB e secretária-chefe da Casa Civil, Anna Graziella Costa.


Bira do Pindaré não cumprirá mandato de deputado, pois foi escolhido para compor a equipe de Flávio Dino

Mais um deputado deixará de cumprir o mandato conquistado nas urnas para integrar a equipe do novo governo: Flávio Dino (PCdoB) anunciou nesta quinta-feira o nome de Bira do Pindaré para assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Como é do estilo do governador eleito, o anúncio foi feito pelas redes sociais na noite desta quinta-feira (30). Dentre outras atribuições, a pasta será a responsável pelo Instituto Estadual de Educação, Ciência, Tecnologia do Maranhão (Iema), que atuará em parceria com os Institutos Federais para profissionalizar maranhenses e gerar quadros qualificados no estado, um dos compromissos assumidos em campanha e que integram o Programa de Governo de Flávio Dino. Outro desafio da Secretaria será levar inclusão digital aos maranhenses, com laboratórios e internet nos municípios do estado.
Bira do Pindaré é deputado estadual reeleito para o segundo mandato. Egresso dos movimentos sociais, Bira é advogado e tem mestrado em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Foi professor Universitário no estado. Foi bancário e presidente do Sindicato dos Bancários do Maranhão. Ocupou também o cargo de delegado regional do Trabalho. Sua atuação política e social sempre esteve ligada aos movimentos da Pastoral da Igreja Católica. Na universidade, foi dirigente do Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Vendas de máquinas e equipamentos registram queda na comparação com o ano passado, segundo Abimaq

GIRO ECONÔMICO

O faturamento bruto da indústria de máquinas e equipamentos somou, em setembro, mais de R$ 6 bilhões, com aumento de 6,4% sobre agosto e queda de 17,9% sobre setembro do ano passado, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). No mês passado, a balança comercial do setor registrou déficit de US$ 1,302 bilhão de saldo negativo, valor 18,2% superior ao déficit de agosto e 15,6% menor que o de setembro de 2013. As exportações totalizaram US$ 1,087 bilhão, ficando 5,4% abaixo das de agosto deste ano e 7,9% acima das do mesmo mês do ano passado. Já as importações somaram US$ 2,389 bilhões, com aumento de 6,1% sobre agosto e queda de 6,3% em comparação a setembro do ano passado.
Segundo a Abimaq, o número de pessoas ocupadas no setor vem recuando, com queda de 0,7% em setembro em relação a agosto, com 243.173 empregos, o menor número desde julho de 2010. 

Na CNI - O presidente e o primeiro vice-presidente da Federação das Indústrias, Edilson Baldez e Francisco Sales, foram empossados em Brasília, na última terça-feira, para a diretoria da Confederação Nacional da Indústria (CNI), cujo presidente, Robson Braga, foi reconduzido ao cargo. Baldez integra o quadro de diretores, enquanto Sales pertence ao Conselho Fiscal. Em seu discurso, Braga disse que as empresas industriais, apesar da crise por que passa o País, vão continuar trabalhando pelo crescimento nacional.

Procen - Em solenidade realizada na Fiema, nove empresas receberam ontem o diploma do Programa de Certificação de Empresas (Procem), principal ferramenta de qualificação do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores do Maranhão (PDF-MA). As diplomadas são Centro Elétrico, RA Engenharia, Safemed (Angelim e Centro), Fórmula Zero, Center Clean, Tory Brindes, Fonmart e Dínamo Engenharia, que passam a se tornar fornecedoras do Consórcio Alumar, Cemar, Eneva, Solar e Vale.

Expo Indústria - São Luís vai sediar no próximo ano a Expo Indústria, evento organizado pela Federação das Indústrias, voltado para divulgar o potencial das empresas industriais e seus fornecedores. O lançamento do evento será hoje às 19h30, na Casa da Indústria Albano Franco, no Retorno da Cohama.


Para comemorar seus 48 anos de fundação, a Universidade Federal do Maranhão homenageou professores, servidores e representantes da sociedade civil com relevantes serviços prestados à comunidade acadêmica com a honraria Palmas Universitárias. No registro, o professor Josemar Raposo (E), um dos homenageados, com o reitor Natalino Salgado

Concentração - A Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) realiza, nos dias 04 e 05 de novembro, em Chapadinha, curso de capacitação para os integrantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Munim e nos dias 18 e 19, em Pedreiras, para os do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Mearim. Os comitês são compostos por membros da sociedade civil, poder público e comunidades ribeirinhas, que têm como principal desafio garantir a preservação desses patrimônios ecológicos. 

Senac - Prosseguem até o próximo dia 05 de novembro, na unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de Santa Inês, as inscrições para os cursos do Programa Senac de Gratuidade – PSG, nas áreas de Auxiliar Administrativo, Cabeleireiro Assistente e Operador de Caixa. São 125 vagas, distribuídas em cinco turmas. O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 10 de novembro, no site do PSG, estando o número de convocados condicionado à disponibilidade de vagas.

30 de out de 2014

Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, terá de explicar federalização das Centrais Elétricas de Goiás

A Comissão de Agricultura da Câmara Federal vai convocar o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, para que explique a venda de 51% das ações das Centrais Elétricas de Goiás (Celg) à Eletrobrás. Para o autor do requerimento, deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), a federalização da companhia pode provocar prejuízos aos cofres públicos goiano e “impactar negativamente a distribuição de energia” no estado.
Caiado questiona o valor pago pelo governo federal para aquisição da companhia energética goiana. “O negócio, concluído de forma açodada, se depara com outro grave problema: o de avaliações muito divergentes feitas a respeito do patrimônio da Celg”. Ele explica que “enquanto para a consultoria Delloite Brasil a empresa vale pífios R$ 400 milhões, estimativas feitas pela Universidade Federal de Goiás calculam o patrimônio da Celg em R$ 6,5 bilhões”.
Com a convocação, o ministro Edison Lobão é obrigado a comparecer à comissão em uma data a ser marcada. Os membros do colegiado aprovaram também requerimento para audiência pública com a participação do ministro da Agricultura, Neri Geller. É para esclarecer a decisão do ministério de contratar o laboratório federal Lanagro, em Minas Gerais, para realizar as provas de controle de qualidade das vacinas contra a febre aftosa. Antes, o teste era feito no laboratório Gaúcho.
(EBC)

Vendas em supermercados caem em setembro na comparação com o mês de agosto, segundo Abras

GIRO ECONÔMICO

As vendas dos supermercados cresceram 2,91% em setembro, na comparação com igual período de 2013, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), mas na comparação com agosto houve queda de 4,86%. No acumulado do ano, o setor registra alta de 1,77% ante igual período de 2013. Os números consideram valores deflacionados pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Na divulgação do Índice Nacional de Vendas, a entidade também apresenta a pesquisa Abrasmercado que mostra o comportamento de uma cesta de compras composta por 35 itens, como alimentos, higiene, beleza e limpeza doméstica, que aumentou 0,9% em setembro em relação a agosto. No mesmo período, o IPCA variou 0,57%. No acumulado dos últimos 12 meses, a cesta apresenta alta de 5,28%. O valor fica abaixo da inflação do período, que foi 6,75%. As maiores altas foram de cebola (8,78%), biscoito cream cracker (4,89%), carne traseiro (3,33%) e frango congelado (3,15%). Quedas para batata (-6,4%), tomate (-5,19%), ovo (-3,95%) e farinha de trigo (-2,93%).
O Sudeste foi a região com maior alta, 1,90%, com valor de R$ 360,03. O Nordeste, por outro lado, foi a única região que apresentou queda (-0,77%), com valor de R$ 329,15.

Vacinação - Como a coluna antecipou ontem, a Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged-MA) anunciou nesta quarta-feira (29) que sábado começa a segunda etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa. Para quem não vacinar seus animais será cobrado ao produtor rural com até 50 animais multa de R$ 1,00 por cabeça vacinada; R$ 1,50 para produtores que possuírem entre 51 e 300 animais; e R$ 2,00 por cabeça vacinada aos que possuírem rebanho acima de 301 animais cadastrados.

Canadá - Por ter sido uma das maiores vendedoras de pacotes da Abreu Tur para o Canadá no primeiro semestre deste ano, Maria Antonieta Uchoa, proprietária da Planet Tour e que é presidente da Associação das Agências de Viagens do Maranhão (Abav-MA), foi convidada pela operadora canadense Global Turism, a participar de um passeio a este país, com visitas a Montreal, Quebec e Toronto, onde aprofunda seus conhecimentos sobre este destino para que possa ofertá-lo com mais precisão a seus clientes.

Inmeq - Ex-gerente do Banco Volkswagen em São Luís, Geraldo Cunha Carvalho Júnior vai ser o novo diretor do Instituto Maranhense de Metrologia e Qualidade Industrial (Inmeq), órgão que é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Sedinc), conforme anúncio feito pelo governador eleito, Flávio Dino nesta quarta-feira (29), antes mesmo da escolha do titular da pasta.









Patrícia da Silva e Marianna Pouchain comemoram hoje três anos de funcionamento da franquia da Marel em São Luís, e prepararam uma festa especial para receber os convidados, a grande maioria formada por clientes deste loja de móveis projetados (foto de Wilson Santos)



Concentração - O setor supermercadista maranhense está mais concentrado com o desaparecimento da Rede Silmar, que pertencia a Sílvio Muniz, ex-presidente da Associação Maranhense de Supermercados (Amasp). Com isto, apenas quatro redes – Mateus, Maciel, Bom Preço e Carone – dominam o setor, com uma participação expressiva, mas só em algumas cidades do interior, do Comercial Carvalho, sediado em Teresina (PI). Este mês, Maciel já abriu com identidade as lojas do São Cristóvão e da Cidade Operária.

Paralisação - Quem tem viagem agendada para hoje e amanhã, pela Transporte Aéreo Português (TAP), e ainda tiver tempo para adiar o voo é melhor providenciar a correr risco de constrangimento: a tripulação da companhia aérea, seguindo orientação do seu sindicato, ameaça paralisar os trabalhos nos próximos dois dias. A TAP solicitou ontem aos passageiros que puderem trocar a data de sua viagem marcada nos dias citados, que entrem em contato com seus agentes de viagens.

29 de out de 2014

Edilson Baldez e Francisco Sales são empossados na nova diretoria da Confederação das Indústrias

Diretores da CNI tomaram posse em Brasília nesta terça-feira
O empresário Robson Braga de Andrade foi empossado nesta terça-feira (28), em Brasília, para o segundo mandato à frente da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Ele tomou posse junto com os representantes dos estados que fazem parte da diretoria que começa um novo mandato. O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez das Neves, está entre os diretores da entidade, enquanto seu primeiro vice-presidente, Francisco Sales, foi empossado membro titular do Conselho Fiscal.
Em seu discurso, Braga elogiou o antecessor Armando Monteiro Neto, senador pelo Estado de Pernambuco. “Ele deixou a CNI organizada, respeitada e reconhecida como uma instituição de grande valor para a indústria brasileira e que realmente representa os interesses do setor”, afirmou. Ele ressaltou que mesmo com a indústria passando por grandes dificuldades, foi mantido um diálogo importante com o Congresso Nacional e o Governo Federal em defesa das propostas para o crescimento do Brasil. Andrade falou ainda sobre a importância do Fórum Nacional da Indústria, com mais de 60 associações setoriais, fortalecendo a união entre os empresários e apoiando propostas da CNI.
A Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) também foi destacada por Andrade. “A MEI passou a fazer com que a inovação seja uma estratégia de desenvolvimento e de crescimento da indústria brasileira, e não apenas uma ação pontual”, garantiu. Andrade encerrou o discurso falando do desafio para os próximos anos. “É hora de fazer o Brasil voltar a crescer. Reconhecemos as dificuldades que nós e os governos teremos pela frente, desde o câmbio até a alta carga tributária. Mas tenho certeza de que a CNI será uma grande aliada dos governos estadual e federal na busca por alternativas para o crescimento do país. Precisamos de mais competitividade e vamos trabalhar muito com o Congresso em busca do desenvolvimento.”
A diretoria empossada foi eleita por representantes das 27 federações de indústrias dos estados e do Distrito Federal. Com mandato de quatro anos, que vai até 2018, a nova direção da CNI tem como primeiro vice-presidente o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Paulo Skaf; como diretor financeiro, o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP), Francisco Gadelha; e como diretor secretário, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), Jorge Côrte Real.

Comissão de transição de Roseana Sarney entrega relatório para equipe do governador eleito, Flávio Dino

A comissão nomeada pela governadora Roseana Sarney, que tem a atribuição de prestar informações à equipe indicada pelo governador eleito, esteve reunida nesta quarta-feira (29), dando continuidade aos trabalhos de transição. Nesta quinta-feira (30), será cumprida a 2ª etapa do processo, com a entrega de documentos e informações para o coordenador da comissão indicada pelo governador eleito.  A secretária-chefe de Estado da Casa Civil e coordenadora da comissão de transição, Anna Graziella Neiva, tem orientado os secretários, diretores e presidentes de órgãos ligados ao Governo do Estado para, por meio de comissões internas, organizar as informações de acordo com o que foi solicitado.
“Estamos trabalhando para que a transição aconteça de forma eficiente e totalmente transparente, obedecendo às premissas do processo democrático. A governadora, inclusive, se antecipou ao primeiro contato da nova gestão e já havia reunido todo o secretariado para passar as orientações sobre a transição. Estamos conduzindo as solicitações dentro de cada secretaria para fazer as compilações que atenderão aos pedidos da equipe do governo eleito”, explicou a secretária. Também formam a comissão de transição os secretários João Bringel (Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento – Seplan) e Marcos Jacinto (Secretaria de Estado da Gestão e Previdência – Segep), a procuradora-geral do Estado, Helena Haickel, e o advogado da Assessoria Jurídica da Secretaria de Estado da Saúde, Márcio Leite.
Na última semana, Luiz Carlos Fossati, presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) – encarregada pela administração do Sistema Portuário –, recebeu o empresário Ted Lago, que será o diretor da Emap na gestão do governo eleito. O encontro faz parte das diversas atividades do período de transição, que objetivam o diálogo entre as equipes. “O Palácio dos Leões, a Casa Civil e as nossas secretarias estão de portas abertas para receber a equipe de transição do futuro governo e ajudá-la com todas as informações necessárias. Ainda faremos reuniões entre as equipes, mantendo o diálogo necessário para uma transição tranquila”, conclui Anna Graziella.


Aumento da taxa Selic é uma ameaça à geração de empregos, alerta presidente da Fiesp

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) divulgou nesta quarta-feira (29/10) a elevação da taxa básica de juros, a taxa Selic, em 11,25% a.a. A economia está estagnada, o Produto Interno Bruto (PIB) crescerá pouco acima de zero. A alta da taxa Selic não só impede qualquer tipo de retomada da atividade econômica no curto prazo, como também derruba ainda mais a confiança de empresas e consumidores, fator este preponderante para retomada futura, pois sem confiança não há investimento. Para 2014, por exemplo, a Fiesp e o Ciesp projetam forte recuo em cerca de 7% para o investimento.
"Colocar toda a responsabilidade do combate à inflação na taxa de juros vem se mostrando uma estratégia equivocada, uma vez que está pondo em risco o maior patrimônio da economia brasileira atual, que é o emprego", afirma Paulo Skaf (foto), presidente da Fiesp e do Ciesp. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a geração líquida de empregos formais mostrou contração em torno de 37% entre janeiro e setembro deste ano frente ao mesmo período de 2013, a queda mais expressiva desde 2009. A indústria paulista já fechou 38 mil postos de trabalho este ano.
Como se não bastasse, a inflação está estourando o teto da meta. "Está cada vez mais evidente que o modelo atual se esgotou. O Brasil precisa urgentemente de uma nova política econômica, baseada no controle do gasto público, para que possamos obter baixa inflação e alto crescimento econômico", conclui Skaf.

Prefeitura de São Luís capacita agentes de viagens para divulgar potencial turístico nas regiões Sul e Sudeste

A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), está desenvolvendo estratégias para ampliar a divulgação da capital maranhense como roteiro turístico nos demais estados brasileiros. Para isso, nos próximos dias, serão capacitados profissionais de grandes agências e operadoras de turismo do país sobre os atrativos culturais, gastronômicos e históricos do destino São Luís. “Boa parte dos turistas compra passagens pela internet. A outra parcela que procura agências não busca apenas compra de pacotes, mas sim uma consultoria. Visando dar suporte aos agentes, esse projeto quer treiná-los para que o destino São Luís esteja sempre entre os roteiros indicados”, explicou o secretário-adjunto da Setur, Guilherme Marques.
O programa de divulgação da cidade está inserido nas políticas de governo orientadas pelo prefeito Edivaldo para a promoção do turismo em São Luís. O foco da capacitação é habilitar os agentes de viagem para vender os atrativos da capital maranhense com mais propriedade e segurança com o objetivo de aumentar o fluxo e a permanência de turistas na cidade. O processo de habilitação desses agentes será realizado em quatro etapas, cada uma contemplando uma cidade diferente. A primeira etapa será realizada com agentes de Porto Alegre (RS) no período de 3 a 6 de novembro; em seguida será a vez de Gramado (RS) de 6 a 9 de novembro; a capacitação também contemplará agentes de viagem do Rio de Janeiro (RJ) de 25 a 28 de novembro; e São Paulo (SP) de 1º a 5 de dezembro.
A coordenadora de Promoção Turística da Setur, Adria Carvalho, esclareceu que os programas promocionais voltados para a capacitação de agentes e operadoras de turismo estão se tornando cada vez mais frequentes no mercado doméstico. “Esta é, na prática, a forma mais eficaz e eficiente de qualificar as equipes de venda para um determinado destino ou pólo turístico, trazendo retorno positivo e mensurável à cidade, seus moradores e também aos turistas”, afirmou. Durante a capacitação, haverá a exibição de um vídeo com duração de cinco minutos, além de palestra com imagens dos principais cartões postais da cidade. Os participantes receberão material institucional, folders e mapas, com os principais atrativos da cultura, gastronomia e belezas naturais de São Luís. Também serão apresentados roteiros de Alcântara, São José de Ribamar, Raposa e Barreirinhas.

Flávio Dino sinaliza que não vai dar autonomia a seus secretários ao anunciar mais um para o segundo escalão

O governador eleito, Flávio Dino (PCdoB), parece estar decidido não dar autonomia aos seus secretários para escolherem os seus auxiliares. Nesta quarta-feira (29), por exemplo, ele anunciou mais um nome que integrará a sua equipe de governo a partir de 1° de janeiro de 2015, no caso Geraldo Cunha Carvalho Júnior (foto), que vai ser diretor do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq), um órgão de segundo escalão que é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Sedinc), ou seja, o escolhido para esta pasta já vai encontrar a equipe montada, o que deve ocorrer também nas demais pastas em que todos devem ser todas escolhas pessoais do governador.
Dentre as atribuições do Inmeq está a fiscalização de produtos e instrumentos, como balanças, bombas de combustível, taxímetros, entre outros, e acompanhamento de medidas. Além disso, compete à instituição proteger o consumidor e mantê-lo informado, orientando sobre os cuidados que se deve ter ao adquirir produtos e serviços.
Geraldo Cunha é economista graduado pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), possui pós-graduação em Engenharia Econômica (UFMA) e é membro conselheiro do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (ICE-MA) desde 2011. Foi professor da Universidade Nove de Julho (São Paulo). Possui ampla experiência na área de relação com o consumidor, já tendo atuado como representante de operações de campo do Banco Volkswagen, gerente comercial da Agisa - indústria sediada em São Luís.

Ministério da Defesa Agrária reforça campanha da Conab em favor do extrativismo vegetal

GIRO ECONÔMICO

As ações da Companhia Nacional de Abastecimento com objetivo de ampliar o acesso de extrativistas à Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio) serão intensificadas como o repasse, pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, de R$ 200 mil para que sejam realizadas oficinas para os extrativistas conhecerem as alterações dos normativos realizadas em outubro. As normas foram aprimoradas visando a uma maior transparência para o controle das operações e consequentemente a maior garantia de boa aplicação do recurso público. Para participar, o extrativista, a cooperativa ou associação precisa preencher um cadastro e uma declaração de participação no programa, disponível no site da Conab especificamente no Manual de Operações - MOC no Título 35.
No Maranhão, foram fiscalizados beneficiários da PGPM-Bio para o produto extrativista amêndoa de babaçu, no ano passado. Ao todo, os fiscais visitaram 171 extrativistas.

Interlocução - O deputado estadual Neto Evangelista (PSDB), que em 2012 disputou a Prefeitura de São Luís como vice do também tucano João Castelo, contra Edivaldo Holanda Júnior (PTC), vai fazer uma interlocução com a classe empresarial e os movimentos sociais na defesa de um programa voltado para diminuir as desigualdades sociais no Maranhão. A missão lhe foi confiada pelo futuro governador, Flávio Dino (PCdoB), que o escolheu ontem para integrar sua equipe, como secretário de Desenvolvimento Social.

Farmácia - De 03 a 09 de novembro, será realizado, o Congresso Nacional de Farmácia (Conafarma), idealizado pela farmacêutica e professora Vanessa Anghinoni. O evento contará com especialistas que abordarão temas como prescrição farmacêutica, atenção farmacêutica, legislação, métodos e protocolos clínicos, comunicação, liderança, motivação, aumento de rendimentos, sucesso profissional etc. As pessoas podem assistir às palestras por computador, tablet e celular, no endereço www.confarma.com.br.

Preconceito - Maranhenses de São Luís que estão horrorizados com críticas vindas do Sul e Sudeste, contra nordestinos que votaram em Dilma Rousseff (PT) contra Aécio Neves (PSDB) esquecem quanto foram preconceituosos com maranhenses do interior por elegerem Luiz Rocha, Edison Lobão, Roseana Sarney, José Reinaldo Tavares (quando era do Grupo Sarney) e outros. E quantas vezes os das áreas nobres ofenderam eleitores da periferia por elegerem um prefeito de linha conservadora?





Neto Evangelista (D), novo secretário de Desenvolvimento social, com o futuro vice-governador, Carlos Brandão (E), o senador Aécio Neves (presidenciável derrotado no último domingo) e o governador eleito, Flávio Dino




Economia - O Conselho Regional de Economia do Maranhão lança hoje, em sua sede, na Casa do Trabalhador, no bairro do Calhau, o livro Ensaios sobre a Economia Maranhense, coletânea de artigos de economistas locais sobre a realidade maranhense. Entre os autores estão Felipe Holanda, Lino Moreira e José Henrique Polary. Na solenidade o superintendente do IEL e diretor do Senai, Marco Moura da Silva profere a palestra Contribuição do Senai para o Desenvolvimento Econômico do Maranhão.

Aftosa - Será aberta neste sábado e prossegue até 30 de novembro, no Maranhão e demais estados do Nordeste, a segunda etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa, com o objetivo de imunizar os cerca de 7,5 milhões de animais bovinos e bubalinos que compõem o rebanho maranhense. Apesar de o Estado ter sido declarado livre da doença, a campanha é fundamental para que seja mantida a sanidade dos animais, bem como garantido ao Maranhão o reconhecimento de livre da Aftosa sem vacinação.

Ida de Neto Evangelista para equipe de Flávio Dino mostra quanto é necessária uma reforma política no País

Neto Evangelista abre mão de representar na Assembleia os seus eleitores
A indicação do deputado Neto Evangelista (PSDB), recém-reeleito deputado estadual, para ocupar um cargo no Executivo, a partir de janeiro de 2015, no governo de Flávio Dino (PCdoB), se apresenta como um claro exemplo da necessidade urgente de uma reforma política no Brasil, pregação que a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) sustentou ao longo da campanha eleitoral e que vem ratificando após a consagração nas urnas no último domingo (26). Sabe-se que as relações entre candidatos e eleitores se dão por vias variáveis, mas em tese 36 mil 297 eleitores votaram em Ebagelista nesta eleição por o identificarem como um bom representante na Assembleia Legislativa, de onde pede para sair, a fim de ocupar um cargo que o eleitor não pediu, ou seja, uma votação em vão, porque quem vai exercer sua tarefa no parlamento é outro deputado que sequer reuniu votos suficientes para estar lá, no caso o pedetista Rafael Leitoa (PDT), de Timon.
Vale ressaltar ainda que há dois anos, este deputado integrava uma chapa para disputar o comando da Prefeitura da capital oposta à do prefeito Edivaldo Holanda, logo muitos dos seus eleitores podem ter votado confiando no que vinha sendo dito e se comparando com o que vem sendo executado pelo vencedor das eleições de 2016, que pode contentar a muito, porém desagrada a outros. Evangelista não é hoje vice-prefeito, porque aquele que vai auxiliar muito se empenhou pela sua derrota, porém em menos de dois anos já estavam afinando os discursos, porque o modelo eleitoral permite que os partidos atuem ao sabor de cada eleição e não pela defesa de um projeto definido em seu programa.
Como adverte o senador José Sarney (PMDB-AP) em seu artigo desta quarta-feira (29) na Folha de São Paulo, a presidente Dilma vai encontrar resistências no Congresso para colocar em prática a reforma que ela deseja ver implantada no País. Mexidas como esta que impediria um político que recebeu expressiva delegação do povo para representá-lo ocupar outra função sem perda automática do cargo recebido, com certeza, não passarão, até porque os prejudicados por elas seriam os próprios que iriam aprová-las.
É bem verdade que este não é um caso isolado, mas apenas um dentre muitos outros em que a composição da equipe do presidente, do governador e do prefeito nem sempre passa pelo critério da excelência, mas da necessidade de acomodar aliados. Caso a ida de Neto Evangelista para o Executivo não beneficiasse diretamente um aliado político do futuro governador, no caso o suplente, teria ele as credenciais necessárias para comandar a Secretaria de Desenvolvimento Social? Provavelmente sim, mas sua competência seria posta de lado para se beneficiar outro que coubesse perfeitamente no plano de não desamparar aliados. Muitos outros deputados ainda deverão ser chamados para compor a equipe do Governo Estadual, a exemplo do que vem sendo feito atualmente, aqui, nos demais estados e em Brasília. O secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad (PMDB), é outro exemplo, pois reeleito deputado em 2010 nunca desempenhou a função, já que trocou a autonomia de legislar para se tornar auxiliar da governadora Roseana Sarney (PMDB). Os mais apressados dirão que o cargo vale a pena. Vale? Se é a análise é pela via distorcida do porque valeu trocar uma função pela outra, então ele não está no lugar adequado.

Senador José Sarney diz que errou ao permanecer na política depois de exercer a Presidência da República

Em artigo publicado na Folha de São Paulo desta quarta-feira (29), na seção Tendências e Debates, o senador José Sarney (PMDB-AP), ao defender a reforma política prometida pela presidente Dilma Rousseff (PT), reeleita neste domingo (26), defendeu o enxugamento das siglas partidárias e admitiu ter cometido o erro de permanecer na política depois de ter exercido a Presidência da República. Dentre as ideias por ele defendidas, destacam-se: “acabar com o voto uninominal, que não permite partidos fortes ou a formação de lideranças. Graças a ele o Parlamento desmoralizou-se, instituiu práticas condenáveis e perdeu legitimidade; implantar o voto distrital misto, com distrito e lista partidária. Barrar esse arquipélago de partidos, que não possuem democracia interna, são cartórios de registros de candidatos, só servem para negociações materiais; levar a sério o problema da reeleição, que precisa acabar, estabelecendo um mandato maior. Proibir os ex-presidentes de voltar a exercer qualquer cargo público, mesmo eletivo. Opino com o exemplo do meu erro e arrependimento”.
De acordo com Sarney, “o sistema político terá que ser reformado ou recriado e será a tônica do novo mandato”, mas adverte que a presidente Dilma terá que ter a coragem para enfrentar o problema. “Não será fácil. Enfrentará resistências de aliados e contrários, mas está preparada para isso. Basta ver a garra e a força com que lutou e atravessou períodos de extrema dificuldade. A sua eleição foi obra de Lula. Sua vitória, "droit de conquête" (direito de conquista, em francês)”.
O senador pelo Amapá também critica o excesso de medidas presidenciais sem consulta ao Congresso Nacional: “As medidas provisórias deformam o regime democrático: o Executivo legisla e o Parlamento fica no discurso. As leis são da pior qualidade e as MPs recebem penduricalhos que nada têm a ver com elas para possibilitar negociações feitas por pequenos grupos a serviço de lobistas”. Ele também manifesta-se a favor do fim do presidencialismo: “É hora de pensarmos no parlamentarismo e marchar em sua direção. Não dá mais para protelar. A presidente Dilma marcará a história do Brasil se fizer esta transformação”.
Quanto à sua aposentadoria, disse que está saindo da política porque a idade chegou, mas pode perder a visão do futuro. “Estamos no mundo da tecnologia e da ciência. O Brasil está atrasado –nossas últimas descobertas de ponta foram do meu tempo (enriquecimento do urânio, fibra ótica, fabricação de satélites, semicondutores)”.

28 de out de 2014

Vivo expande serviços de telefonia com a tecnologia 4G para o município de Imperatriz

A Telefônica Vivo lançou nesta terça-feira (28) a sua rede 4G em Imperatriz, em evento para a imprensa, parceiros comerciais, distribuidores e demais convidados, na Loja Própria da Vivo na Avenida Getúlio Vargas, no Centro. Com a ativação do serviço na cidade, a empresa completa o número de 100* cidades brasileiras cobertas pela tecnologia de quarta geração. No Maranhão, além de Imperatriz, São Luís já conta com a rede 4G da Vivo. E até o final deste mês outubro outras 11 localidades** de quatro Estados (SP, SC, RS e RJ) passarão a contar com a tecnologia de quarta geração da empresa, totalizando 111 municípios no País, onde vivem 73,6 milhões de pessoas.
Para Luiz Fernando Lins, gerente da Telefônica Vivo para o Maranhão, a ativação do 4G reforça o compromisso que a empresa tem com seus clientes no Estado. “Nossa rede 4G chega a Imperatriz trazendo a melhor experiência aos nossos clientes, que agora terão a velocidade 10 vezes superior em relação à tecnologia 3G Plus e reforça o empenho da companhia em investir na região.” No DDD 99, que contempla a cidade de Imperatriz, a Telefônica Vivo é líder nos segmentos de Pós-Pago, com 42,05%; Pós-Voz, com 41,28%; Dados, com 53,30%; e Modem, com 54,29%.
A Vivo detém a liderança absoluta do mercado brasileiro de 4G, com market share de 39,09% e 1,4 milhão de clientes, conforme os últimos dados da Anatel. A operadora continuará investindo e ampliando o serviço neste e nos próximos anos, como indica a aquisição, por R$ 1,9 bilhão, de lote do leilão de 700 MHz para utilização da radiofrequência de 10 + 10 MHz para oferta de 4G em todo o Brasil.



Caema é condenada pela Vara da Fazenda Pública por obstruir ruas e dificultar acessibilidade para a população

A Companhia de Águas e Saneamento (Caema) foi condenada pela Primeira Vara da Fazenda Pública por ter obstruído as operações de recuperação asfáltica realizadas pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) na Rua dos Acapus, no Renascença I, e na Rua Cônego Ribamar Carvalho, no São Cristóvão. A obstrução impediu a população de usufruir dos serviços de recuperação asfáltica realizados pela Semosp, dificultando a promoção da mobilidade urbana pela Prefeitura de São Luís. Ao verificar o prejuízo causado aos cidadãos dessas duas regiões da cidade, o Município requereu a concessão de tutela antecipada para que fosse determinado à Caema que se abstenha de promover qualquer intervenção e obra na cidade, sem anuência e acompanhamento prévio dos órgãos municipais, cujas licenças e autorizações se fazem necessárias à execução dos serviços.
O pedido do Município pleiteou também a reestruturação das vias citadas após a conclusão dos serviços pela Caema, com a recomposição da camada asfáltica em toda a extensão da via, conforme documento emitido pela Semosp. Atendendo o pleito do Município, a juíza Luzia Nepomuceno concedeu a tutela solicitada e determinou ainda a aplicação de multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento da decisão. “A partir de agora toda e qualquer intervenção da Caema deverá ser planejada previamente com os órgãos municipais. Isso impedirá o desperdício do dinheiro público, já que não teremos mais obras executadas pela municipalidade e, logo em seguida, desfeitas pela Companhia, e resguardará os interesses da população, que poderá usufruir efetivamente dos serviços e obras públicas de melhoramento das vias”, afirmou o procurador geral do Município, Marcos Braid (foto).

Com taxas mais atrativas, Banco do Nordeste viabiliza financiamentos para micro e pequenas empresas

Empresas que atuam com produção industrial e agroindustrial e as atividades turística, comercial e de prestação de serviços agora tem mais oportunidades de acesso ao crédito para financiamento de aquisição isolada de matérias-primas, mercadorias e insumos necessários para o funcionamento da atividade empresarial. O Banco do Nordeste tornou a linha de crédito Capital de Giro-Insumos ainda mais atrativa. As taxas atuais praticadas são a partir de 0,78% ao mês para micro e pequenas empresas, limitadas a 1,04% mensais. Os prazos para pagamento podem chegar a 24 meses, com até três meses para começar a pagar.
O crédito para microempresas pode ser de até R$ 240 mil e para pequenas empresas até R$ 2 milhões. As taxas são definidas de acordo com o porte, o risco do cliente e o prazo negociado para o pagamento. Para ter acesso à linha de crédito Capital de Giro-Insumos, as empresas devem estar situadas na área de atuação do Banco do Nordeste – região Nordeste e norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.
O diretor de Negócios, Paulo Sergio Rebouças Ferraro, explica que o crédito é disponibilizado majoritariamente com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). “Para as micro e pequenas empresas, a participação da fonte FNE pode chegar a 90% do valor total previsto para financiamento, quando o empreendimento financiado se localizar em município do semiárido ou de baixa renda ou, ainda, se for integrante de uma das mesorregiões prioritárias ou das Regiões Administrativas Integradas de Desenvolvimento (RIDE) de Teresina-Timon ou do Polo Petrolina-Juazeiro”, detalha o diretor.

Conab recebe reforço financeiro para fortalecer o extrativismo vegetal no Maranhão

As ações da Companhia Nacional de Abastecimento com objetivo de ampliar o acesso de extrativistas à Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio) serão intensificadas. Para isso, o Ministério do Desenvolvimento Agrário repassou R$ 200 mil à Companhia. "Esse recurso será utilizado para dar estrutura operacional à execução da política, o que reflete na ampliação da PGPM-Bio", ressalta a gerente de Produtos da Sociobiodiversidade da Conab, Ianelli Sobral Loureiro. Segundo ela, até o final do ano serão realizadas seis oficinas em municípios do Pará, Maranhão, Paraíba, Santa Catarina, Ceará e Bahia.
Além de repassar as informações sobre a política, as oficinas serão uma oportunidade para os extrativistas conhecerem as alterações dos normativos realizadas neste mês. De acordo com a gerente da Conab, as normas foram aprimoradas visando maior transparência para o controle das operações e conseqüentemente a maior garantia de boa aplicação do recurso público. Agora, para participar o extrativista, a cooperativa ou associação precisa preencher um cadastro e uma declaração de participação no programa, disponível no sitio da Conab especificamente no Manual de Operações - MOC no Título 35.
O aperfeiçoamento nas normas da Política de Garantia de Preços Mínimos para os Produtos da Sociobiodiversidade é reflexo das ações de fiscalização da Companhia nas operações da política. A partir das vistorias realizadas pela Superintendência de Fiscalização de Estoques (Sufis), foi possível identificar pontos de aprimoramento que garantirão uma melhor gestão da aplicação dos recursos públicos.
No estado do Maranhão, foram fiscalizados beneficiários da PGPM-Bio para o produto extrativista amêndoa de babaçu, para as operações realizadas em 2013. Ao todo, os fiscais visitaram 171 extrativistas. Os beneficiários de piaçava na Bahia também foram inspecionados. No estado baiano, os técnicos da Companhia visitaram 72 extrativistas. Por meio da PGPM-Bio, o governo oferece subvenção a 13 produtos do extrativismo. Caso os produtores vendam por um valor inferior ao preço mínimo estipulado, a Conab paga a diferença na forma de subvenção. Os produtores podem acessar a política individualmente ou organizados em associações ou cooperativas.

Diplomação de Flávio Dino e demais eleitos será dia 19 de novembro no TRE, segundo desembargador Froes Sobrinho

A diplomação dos eleitos dia 05 de outubro para os cargos de governador, vice-governador, deputados (federal e estadual) e senador será dia 19 de novembro. A informação foi dada na manhçã desta terça-feira pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA, Froes Sobrinho, ao receber a visita do governador eleito, Flávio Dino (PCdo). No TRE,  Flávio Dino conversou com os membros da Corte sobre o período eleitoral e sobre a oficialização do resultado das eleições de 2014. O desembargador fez um relato sobre as inovações das eleições 2014, como a ampliação do uso da biometria, do número de juízes e promotores eleitorais e a agilidade na divulgação do resultado. “Tive o privilégio de comandar estas eleições históricas para o nosso estado,” destacou.
Eleito governador com 63,52% dos votos dos maranhenses, Flávio Dino cumprimentou os magistrados que conduziram a eleição e os servidores do TRE – órgão em que Flávio Dino trabalhou como juiz federal, entre 1995 e 1997. “Para mim, é um prazer voltar a esta Casa e visitá-los, pessoas que conheço de longas datas. E que, nas suas condições de juízes, agiram com imparcialidade e impessoalidade,” disse.
Participaram da reunião os membros da Corte Eleitoral Froes Sobrinho, José Eulálio, Daniel Blume, Alice Rocha, Raimundo Nonato Neris, Eduardo Moreira, Clodomir Reis. Flávio Dino estava acompanhado do deputado Marcelo Tavares (PSB) e dos advogados Carlos Lula, Deyse Menezes e Rodrigo Lago, que atuaram na campanha eleitoral.

Vice de João Castelo na eleição de 2012, Neto Evangelista é o novo integrante do governo de Flávio Dino

Neto Evangelista (D) com João Castelo, na disputa contra Edivaldo Holanda
O deputado Neto Evangelista (PSDB), que disputou a prefeitura de São Luís em 2012, como vice na chapa do então prefeito João Castelo, contra Edivaldo Holanda Júnior (PTC), foi anunciado na manhã desta terça-feira como mais um dos integrantes do governo de Flávio Dino (PCdoB). Ele vai ser secretário de Desenvolvimento Social do Maranhão, conforme o governador eleito, que postou a informação pelas redes sociais.
De acordo com a assessoria do PCdoB, Evangelista terá como desafio diminuir as desigualdades sociais no Estado,num trabalho será feito com interlocução com o setor empresarial e a sociedade civil.
Graduado em Direito, Neto Evangelista é deputado estadual reeleito e servidor do Poder Judiciário, aprovado em seletivo por três anos. Faz parte da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão como 2º vice-presidente. Com militância em movimento estudantil, foi um dos deputados mais novos do País. Ao ocupar a presidência interina da Assembleia Legislativa em 2012, foi o mais novo presidente de Poder Legislativo das Américas, com 23 anos.
"Durante seu mandato, teve como destaque o diálogo com movimentos sociais e defesa das classes trabalhadoras, com especial atenção aos servidores públicos", informa a assessoria do PCdoB, sem mencionar a disputa de 2012, quando estava em lado oposto ao governador eleito.

O nordestino sempre teve uma vocação para votar no governo, o que antes era condenado pela esquerda

GIRO ECONÔMICO

Por muitos anos, setores de “esquerda”, sendo os petistas os mais afoitos nesta pregação, diziam que o Brasil nunca iria se desenvolver enquanto os nordestinos continuassem votando nos partidos do governo. A crítica era porque Arena, PDS e PFL sempre saiam com a maioria dos votos da região, elegendo deputados, senadores e mais tarde governadores e presidente da República. É verdade que Fernando Collor se elegeu pela oposição, já que era contra o Governo Sarney, mas a base de apoio nordestina era dos mesmos coronéis do passado, o mesmo ocorrido na primeira eleição de Lula, que já tinha conquistado os apoios de José Sarney, no Maranhão, Antônio Carlos Magalhães, na Bahia; Albano Franco, em Sergipe, e tantos outros. O que se viu depois foi o Nordeste continuar votando em peso nos candidatos da situação: Fernando Henrique Cardoso duas vezes, Luiz Inácio Lula da Silva duas vezes e agora Dilma Rousseff também duas vezes. Os críticos do passado são os que hoje se beneficiam desta opção do nordestino, e não consideram mais isto uma alienação, porém um reconhecimento ao que o governo faz.
Se antes PMDB, PT, PCdoB e outros partidos eram ameaça, estas são as legendas que mais recebem votos na região, por estarem no governo. O que o nordestino teme agora são as legendas ditas conservadoras: PSDB, DEM... Nada demais, pois é direito votar como queria, como quer e como vai continuar querendo, sempre no governo. 

Mulher - Já foi escolhido o terreno onde será construída a primeira Casa da Mulher Brasileira no Maranhão: um terreno ao lado do Banco do Brasil, no bairro do Jaracati, que pertencia à Polícia Federal. A licitação já foi aberta, mas até o momento não foi possível selecionar a empresa responsável pela obra porque as que perderam questionaram o resultado na Justiça, portanto o mais provável é que a construção se inicie somente no próximo ano, se começar, mas que foi um das maiores promessas de campanha, ah isto foi.

Gastão - O deputado federal Gastão Vieira, que perdeu a eleição para senador da República, foi um dos que mais comemoraram o resultado da eleição deste domingo, pois como já havia anunciado a coluna, a vitória de Dilma Rousseff pode lhe garantir um retorno ao governo federal, de onde já foi ministro do Turismo. Caso Aécio Neves fosse vencedor, o deputado iria se dedicar à iniciativa privada, com um escritório de consultoria para atender políticos e empresários em Brasília, onde continua com bom trânsito.

Compaixão - Eleitora revoltada com o resultado da eleição que deu Dilma na cabeça, dizia ontem que a partir de agora deve abandonar a generosidade que sempre teve com quem batia a sua porta pedindo ajuda e com as campanhas para coleta de alimentos para os pobres. Afinal de contas, segundo ela, a presidente se reelegeu afirmando que extinguiu a miséria e tirou o Brasil do mapa da fome, ou seja, ninguém está necessitando de ajuda,isto é conversa fiada.



A governadora Roseana Sarney comemorou a reeleição de Dilma reforçando que a vitória também é resultado do empenho do Governo do Estado, que se dedicou muito para implementar programas e ações do Governo Federal no Maranhão. NJo registro, as duas na eleição de 2010, quando já eram aliadas



Vale - Quinta-feira (30), a mineradora Vale vai apresentar os resultados financeiros do terceiro trimestre deste ano, com uma grande expectativa sobre os resultados do Maranhão, onde mantém uma das maiores estruturas para exportação do ferro extraído em Carajás, que sai pelo Porto do Itaqui. Além dos investimentos econômicos, a empresa também apresentará uma avaliação de suas ações sociais, principalmente em patrocínio de eventos culturais e do programa de preservação ambiental.

Serasa - Os brasileiros atravessam um dos momentos mais difíceis no que diz respeito à quitação dos seus débitos, pois muitos estão com o nome negativado na praça sem dinheiro para saldar as contas, mas a partir do próximo mês consumidores de todo o País vão ter a chance de colocar a vida financeira em ordem, com a realização do Super Feirão Limpa Nome, a ser promovido pela Serasa Expirian, que oferecerá o serviço de graça, a fim de que estas pessoas possam voltar às compras próximo ao Natal e Ano Novo.

27 de out de 2014

Dilma Rousseff agradece a Roseana Sarney a votação expressiva recebida dos maranhenses neste domingo

A Governadora Roseana Sarney falou na manhã desta segunda-feira (27), ao telefone, com a presidenta Dilma Rousseff, reeleita neste domingo (26).  Durante a conversa, Dilma fez questão de agradecer pela dedicação de Roseana não apenas ao longo de todo o processo eleitoral, mas por todos os anos de parceria das duas no Governo no Maranhão. A presidenta também parabenizou a governadora pelo trabalho que vem realizando em contribuição ao estado e ao país.
Dilma disse: "Agradeço especialmente pela amizade e pela postura que você, Roseana, manteve comigo e pela esperança que sempre preservou no povo do seu estado, lutando pelos projetos e ações que foram levados pelo Governo Federal por meio do seu governo. Sou muito grata a você e a todo o Maranhão. Peço que transmita o meu muito obrigada a todos os maranhenses que acreditam na força do seu estado e do nosso país. É também por vocês, que vamos fazer mais."


Governo divulga saldo da balança comercial com um deficit de US$ 602 milhões na quarta semana de outubro

Passada a eleição, o governo divulgou os dados sobre a balança comercial: O Brasil importou US$ 602 milhões a mais do que exportou na quarta semana de outubro. O valor foi divulgado nesta segunda-feira (27) pelo Ministério do Desenvolvimento, indústria e Comércio Exterior (MDIC). Na semana passada, o país exportou US$ 3,793 bilhões e importou US$ 4,395 bilhões. O resultado da semana passada piorou o desempenho da balança comercial – diferença entre exportações e importações – em outubro. No mês, o indicador acumula saldo negativo de US$ 1,186 bilhão. Nas três primeiras semanas de outubro, a balança tinha registrado déficit de US$ 584 milhões.
Com o resultado negativo em outubro, o déficit da balança comercial subiu para US$ 1,88 bilhão em 2014, contra déficit de US$ 829 milhões registrado no mesmo período de 2013. No ano, as importações totalizam US$ 189,973 bilhões, queda de 3,1% pela média diária, na comparação com 2013. As exportações, no entanto, caíram mais e somam US$ 188,093 bilhões, recuo de 3,6%, também pela média diária. Conforme o MDIC, a crise cambial na Argentina – principal compradora de veículos brasileiros –, a queda do preço das commodities (bens agrícolas e minerais com cotação internacional) e as importações de petróleo e derivados explicam o resultado negativo da balança comercial em 2014.
Apenas em outubro, as vendas de manufaturados caíram 29,1%, e as exportações de produtos básicos recuaram 16,3%, em relação ao mesmo mês do ano passado. A única categoria a registrar melhora nas exportações foram os produtos semimanufaturados, com alta de 2,5%, impulsionados pela celulose e pelo couro.
(EBC)

O município maranhense Belágua deu a maior votação proporcional para a presidente Dilma Rousseff: 94%

O município de Belágua, no interior maranhense, é um mais pobres do Brasil, com mais da metade de sua população dependente do Bolsa Família, e foi lá, pela segunda vez consecutiva, que a presidente Dilma teve a maior votação proporcional do país, com 94% dos votos. Em Belágua, 65% da população vivem do Bolsa Família, somente 3% da população têm saneamento básico, e o acesso ao município é ruim, o que compromete ainda mais o atendimento médico à população. 
Segundo reportagem da Folha de São Paulo, a Prefeitura providenciou neste domingo transporte para centenas de eleitores dos povoados do município irem votar. 
Distante 280 km de São Luís, Belágua tem 7.191 habitantes e o quarto pior IDH (índice de desenvolvimento humano) do Estado, mas saiu, nos últimos anos, do patamar mais baixo de classificação social (pobreza extrema) para, agora, ser considerada uma cidade na linha da pobreza.
A leve melhora se deve às políticas sociais e de distribuição de renda implementadas nos últimos 12 anos pelos governos do PT, pilares da quase unanimidade de "dona Dilma", como os moradores de Belágua se referem a ela. "Faltar, aqui falta muita coisa, não sei nem por onde começar a falar", dizia o aposentado Acelino de Araújo, 84, que saiu da roça para votar na "dona Dilma". 
Neste domingo, com urnas ainda abertas, Naíldes dos Santos comentava sobre o futuro de Belágua, que segundo ela não sobreviveria sem o assistencialismo federal.  "Surgiram histórias de que se ele [Aécio] ganhar, os programas iriam acabar. Mas é mentira, ele mesmo disse na televisão que era mentira. Se cortarem toda a ajuda, Belágua acaba".
(com dados da Folha de São Paulo)

Conheça as dez principais propostas defendidas pela presidente Dilma Rousseff para se reeleger

A presidente da Dilma Rousseff foi reeleita neste domingo, com 51,64% do votos, por ter, ao longo de sua campanha, afirmado, dentre outras coisas que iria fazer, no segundo mandato, as reformas reivindicadas pela população. São dez as principais propostas que ela pretende colocar em prática. Vejais quais são:

1. Reforma política - Dilma considera de grande importância uma reforma política no País. Nesta eleição voltou a reafirmar a necessidade de que isso ocorra. Entre os pontos que devem ser discutidos em uma constituinte, de acordo com a presidente, está a melhor definição das atribuições da União, Estados e Municipios, a forma como as três instâncias devem cooperar entre si e, dentro dessa discussão, a estrutura tributária. Além disso, o fim do financiamento empresarial de campanha e a implementação do financiamento público, debate sobre se o sistema continua proporcional, distrital ou em lista; e manutenção da suplência para o cargo de senador.

2. Segurança Pública - Foram implantados durante a Copa do Mundo no Brasil 15 Centros Integrados de Comando e Controle que uniou as diversas forças de segurança: Forças Armadas, Polícia Fedederal, Rodoviário Federal, Civil, Militar, municipal, bombeiros, além do Detran. Dilma prometeu manter os centros já existentes e ampliar, criando um para cada estado. O objetivo é integrar os cadastros e as informações e traçar estratégias nacionais de combate ao crime. Ela também afirmou que irá criar a Academia Nacional de Segurança Pública para formação conjunta das polícias, formulação e difusão de procedimentos operacionais padronizados.

3. Saúde - Pelo programa Mais Especialidades, o governo promete aparelhar as unidades de saúde já existentes para que realizem exames e tratamentos de maior complexidade. Também haverá parceria com clínicas particulares e entidades filantrópicas para o atendimento da população. Dilma prometeu ainda ampliar o programa Mais Médicos, com a contratação de profissionais estrangeiros para atender a população em áreas isoladas ou pobres com déficit de atendimento.

4. Programa Banda Larga para Todos - Com o programa Banda Larga para Todos, Dilma prometeu universalizar a internet de alta velocidade. Segundo a proposta, serão feitas parcerias público-privadas para instalar fibra ótica em 90% dos municípios do País. Será concedido financiamento para as empresas e investido recursos do governo no projeto. Os 10% dos municípios em que há dificuldade para se implantar fibra ótica serão atendidos com internet por rádio ou satélite. O projeto pretende fornecer internet com velocidade mínima de 25 megabytes por segundo

5. Combate à corrupção - Grande preocupação da população - segundo pesquisa Ibope, 29% dos brasileiros consideram o tema o principal problema do País -, Dilma prometeu lutar para que novas leis de combate a corrupção sejam aprovadas no Congresso. Entre elas está impor pena pesada para o crime de caixa dois - dinheiro recebido para o uso em campanha eleitoral, mas não declarado - que hoje é crime eleitoral. Lei que puna agentes públicos que enriqueceram fora de seu padrão salarial ou que não demonstrarem a origem de seu aumento patrimonial. Lei que permita a perda de propriedade ou de bens caso o proprietário não consiga comprovar tê-los adquirido de forma lícita, legal. Alterar a legislação para agilizar o julgamento de processos sobre desvio de recursos públicos e criar uma estrutura do Judiciário no Superior Tribunal Federal (STF) que tenha a atribuição de investigar políticos com foro privilegiado.

6. Educação - Dilma prometeu universalizar a educação infantil (4 a 6 anos) até 2016. Tem a meta de que a rede de educação em tempo integral atinja 20% das vagas na rede pública até 2018 - hoje está em 13,2%, segundo dados do Censo Escolar de 2013. Aumentar o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), com mais 12 milhões de vagas até o final de 2015. Conceder, até 2018, mais cem mil bolsas pelo programa Ciência sem Fronteiras, que dá o benefício para estudantes do ensino superior, de pós-graduação e doutorado estudarem em universidade estrangeiras.

7. Casa da Mulher Brasileira - Durante a campanha, Dilma colocou em debate, em diversos momentos, o problema da violência contra a mulher, buscando se diferenciar de seu candidato, que não possuia proposta específica nesta área. A presidente afirmou que criará a Casa da Mulher Brasileira em todas as capitais dos estados. O objetivo será concentrar e integrar o Judiciário, Ministério Público e Executivo para criar políticas e combater de forma integrada a violência contra a mulher.

8. Minha Casa, Minha Vida - Dilma prometeu ampliar o principal programa habitacional de seu governo, o Minha Casa, Minha Vida. Na terceira etapa do programa, serão contratadas três milhões de unidades até 2018. A presidente também prometeu modificar os critérios das faixas de renda da população atendida. Hoje existem três faixas de renda, cada uma com subsídios diferentes, e a presidente prometeu incluir mais uma, ampliando o número de beneficiários. Ela também afirmou que irá reajustar o teto da renda mensal para ser incluído no programa, hoje em R$ 5 mil.

9. Política externa - A presidente reeleita priorizará o fortalecimento do Mercosul, da União de Nações Sul-Americanas (UNASUL) e da Comunidade dos Países da América Latina e Caribe (CELAC). Também irá dar ênfase à relação com a África, com os países asiáticos e árabes. Dilma lutará para que a Organização das Nações Unidas (ONU), o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial sejam reformados para representar o novo ordenamento global, segundo o programa.

10. Sistema Nacional de Participação Popular - Dilma prometeu implantar o Sistema Nacional de Participação Popular, previsto no decreto presidencial deste ano que instituiu a Política Nacional de Participação Social (PNPS). O sistema terá a função ampliar a participação da sociedade civil, segundo o programa de governo da presidente. Implantaria espaços de debate entre a sociedade civil e as instituições públicas, mas que não teriam poder decisório na condução da política de cada órgão.
(Com dados do Terra)

Ex-presidente da Câmara ameaça interditar a BR 135 para protestar contra falta de água no povoado Vila Rica

O vereador Francisco Carvalho (PSL), ex-presidente da Câmara Municipal de São Luís, está ameaçando radicalizar as reivindicações dos moradores do povoado Vila Rica, localizado na área de influência da Estiva, com a interdição da BR-135, única via para entrada e saída de São Luís pela via rodoviária, caso a Companhia de Água e Saneamento do Maranhão (Caema) não solucione a falta de abastecimento de água na comunidade. Segundo ele, aempresa mandou retirar a ventosa (artefato de captação de água), que vinha funcionando ao longo de 10 anos para abastecer o Vila Rica.
“O problema é que a Caema nunca ligou para os apelos da comunidade de Vila Rica. Em consequência disso, os moradores vinham sendo abastecidos diretamente do Sistema Italuís, com a instalação de uma ventosa. Vários apelos foram feitos junto à estatal, para que a situação fosse normalizada, mas o órgão jamais se manifestou a respeito”, disse o vereador.
Na semana passada, segundo Chico Carvalho, policiaischegaram ao Vila Rica e levaram a ventosa, provocando a revolta da população, que está sem água desde então.“São milhares de pessoas, incluindo crianças, idosos, deficientes e mulheres grávidas que estão sem água. A situação é dramática e as famílias de melhor poder aquisitivo estão comprando água em tonéis. A Caema deveria se sensibilizar e buscar equação para esse grave problema”, disse o vereador alertando para a ameaça de bloqueio da BR-135.

Ex-superintendente de Polícia Civil da Capital na gestão de Eurídice Vidigal será o novo secretário de Segurança

Em entrevista à rádio Educadora AM na manhã desta segunda-feira, o governador eleito, Flávio Dino (PCdoB), anunciou que delegado Jefferson Portela será o próximo secretário de Segurança Pública do Maranhão. Ele será responsável pela implantação de políticas para prevenção de crimes, combate ao tráfico e à criminalidade no Maranhão. Em seu programa de Governo, Flávio Dino apresentou como proposta para a área a implantação do programa Pacto pela Vida – com a articulação de políticas de Estado entre todos os poderes para reduzir os índices de criminalidade no estado.
Jefferson Portela foi superintendente de Polícia Civil da capital no governo de Jackson Lago, quando Eurídice Vidigal era a secretária de Segurança e Cidadania

Ministério do Turismo desenvolve campanha para estimular brasileiros a conhecerem mais o Brasil


GIRO ECONÔMICO

Com participação aberta aos internautas, o Ministério do Turismo (MTur) promove, dia 30 de outubro, uma videoconferência ao vivo sobre os desafios da promoção turística do Brasil. O ministro do Turismo, Vinicius Lages, o presidente da Embratur, Vicente Neto, e o vice-presidente de Vendas, Produtos e Marketing da CVC, Valter Patriani, debatem ações para aumentar o fluxo de turistas no país, abordam os modelos de gestão que facilitam a divulgação internacional, além de estratégias de marketing que promovam a competitividade dos destinos. A promoção do país ganhou força após a Copa do Mundo, momento em que o Brasil esteve em foco nas mídias nacional e internacional.
A Olimpíada de 2016 cria um cenário ainda mais promissor: transformar a oportunidade em desenvolvimento social e econômico por meio do turismo. A promoção como peça fundamental nesse processo será o foco do debate do próximo hangout.

Natal - Os primeiros produtos natalinos já começaram a aparecer no comércio, mas é a partir de novembro que as vendas do período ganham força. O Hiper Bompreço recebeu mais de 300 enfeites de Natal e artigos temáticos de cama, mesa e banho. A expectativa é atingir um aumento de 10% na venda de itens decorativos e árvores de Natal em relação ao mesmo período do ano anterior. Isso porque as compras desses produtos estão concentradas em novembro, quando acontece 65% do total da venda na sazonalidade. 

Feriado - Segunda-feira passada, dia 20, metade da cidade não funcionou porque, por força de ação coletiva de trabalho, os comerciários teriam direito a uma folga para comemorar o seu dia, que na verdade é 30 de outubro, portanto os estabelecimentos comerciais não funcionaram; hoje, por conta da antecipação do Dia do Servidor Público, as repartições federais, estaduais, municipais e os órgãos do Judiciário, Ministério Público etc não funcionam, ou seja, hoje é dia da outra parte da população não trabalhar. E vamos nós!

Eleições - O governador eleito ainda nem foi diplomado e as atenções já começam a se voltar para a eleição de 2015, quando serão escolhidos os novos prefeitos. Alguns institutos já caíram em campo e os resultados mostram cenários preocupantes para os atuais gestores, pois em diversos municípios a tendência é de renovação, ou seja, muitos eleitos não serão reeleitos.


O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (E), com seu colega de Senado, João Alberto, tem muitos desafios pela frente, pois há uma crise no ar no setor energético, mas sobram também preocupações com o cenário político futuro, que é desafiador para o PMDB





Despesa - As despesas de brasileiros no exterior chegaram a US$ 2,4 bilhões mês passado, o maior resultado registrado pelo Banco Central para meses de setembro, na série histórica mensal, iniciada em 1995. De janeiro a setembro, os gastos no exterior alcançaram US$ 19,6 bilhões contra US$ 24,9 bilhões em igual período de 2013. Em setembro do ano passado, as despesas de brasileiros fora do país somaram US$ 1,9 bilhão. As receitas de estrangeiros no Brasil chegaram a US$ 493 milhões contra US$ 505 milhões igual mês do ano passado. 

Sujeira - Muita sujeira ainda vai ter de ser limpa com saldo da campanha eleitoral encerrada ontem, pois pelos que foi dito, rebatido, ratificado, não pode ficar sem resposta, sob pena de todos parecerem iguais na política, porém sujeira maior quem está tendo trabalho de limpar neste momento são os garis contratados pela Prefeitura para manter a cidade limpa, pois os cabos eleitorais de ambos os candidatos fizeram um festival de derrame de santinhos em frente às seções eleitorais.

26 de out de 2014

Amasp desenvolve projeto para revelar novas lideranças para o setor supermercadista

Empresas supermercadistas precisam de novas lideranças, segundo Amasp
GIRO ECONÔMICO

O empresário João Magalhães Sampaio, reeleito, quinta-feira (23), presidente da Associação Maranhense de Supermercados (Amasp), anunciou, para o próximo mandato, o terceiro, ele pretende desenvolver uma ação especial para jovens empresários do setor, para que possam dar continuidade aos trabalhos da entidade. Aliás, a diretoria eleita já conta com alguns representantes desta nova geração, como é o caso de Marconi Oliveira (Carone) e Brunno Maciel (Supermercados Maciel), eleitos vice-presidentes, além do empresário Ilson Mateus que também integra a chapa como vice-presidente, totalizando três nomes para este cargo. João Sampaio destacou que para a nova gestão, o desafio será envolver o associado e trazê-lo à entidade. "Há anos o setor supermercadista passa por uma série de mudanças, principalmente no que diz respeito à expansão das grandes redes de supermercados e dificuldade de crescimento dos pequenos mercados de bairro", explicou.
Ele disse também que aceitou mais este desafio devido a dificuldade para se encontrar um sucessor, daí porque acha necessária uma ação para lançar novas lideranças.

Nação dividida - Os corações de milhões de brasileiros estão tingidos de azul, enquanto de outros milhões mantêm-se vermelhos, por conta do exercício democrático que exercido neste domingo para escolha de quem cuidará dos destinos deste País a partir de janeiro de 2015. As esperanças da população foram divididas, depositadas nas mãos de Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), que disputaram este segundo turno numa campanha que não será esquecida, pelo que produziu de emoções, nas ruas, nos lares, nas redes sociais... A vitória favoreceu a petista.

Pesquisas - Diretores de três dos mais importantes institutos de pesquisa de opinião pública terão, a partir da noite deste domingo, muito trabalho para explicar como chegaram a números tão diferentes nesta reta final da disputa eleitoral. Nas pesquisas publicadas quinta-feira, Ibope dava oito pontos de vantagem para Dilma; Datafolha contemplava a candidata com seis pontos de vantagem; e o Sensus conferiu, na sexta-feira, nove pontos a favor de Aécio Neves. Quando os números de ontem saíram, a coluna já estava fechada. 

Transporte - A Secretaria de Trânsito Transportes (SMTT) reforçou a frota de ônibus circulará hoje, dia de eleição. A frota colocada à disposição dos eleitores é 100% da utilizada em dias normais, das 8h às 18h. A decisão foi tomada em comum acordo com todas as empresas e consórcios que operam no sistema integrado de transporte coletivo de São Luís e comunicada ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.


O presidente reeleito da Associação dos Supermercados, João Sampaio (C), com o vice Marconi Borges de Oliveira (D) e Denilson Rodrigues, que representou o pai, Ilson Mateus Rodrigues










Presidente - A presidente Dilma Rousseff encerrou sua campanha sem nunca botar os pés no Maranhão, onde tem recebido uma das maiores votações do Brasil, inclusive o município que lhe é mais fiel, Belágua, é maranhense. A última vez que Dilma esteve no Maranhão foi em 2010, quando, ainda pré-candidata a presidente, lançou a pedra fundamental da Refinaria de Bacabeira, ao lado do ex-presidente Lula. Nunca mais veio ao Estado, nem mesmo para ver o estágio de sua mais importante obra pras bandas de cá. Aqui recebeu a maior votação do País.

Itaqui - O empresário Ted Lago fez na quinta-feira passada sua primeira visita à Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), que é a responsável pela administração do Porto do Itaqui, e que, a partir de janeiro do próximo ano, será presidida por ele. O objetivo foi apenas conhecer a estrutura da empresa e se inteirar de alguns números que expressam seu potencial, para que possa ir formatando os projetos que têm vista para modernização do sistema portuário.

25 de out de 2014

Pesquisa encomendada pela CNT mostra Aécio Neves numericamente à frente de Dilma Rousseff, mas no empate técnico

Pesquisa sobre intenções de voto para o segundo turno, divulgada neste sábado pelo Instituto MDA, sob encomenda da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), mostra os candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) tecnicamente empatados, mas com uma ligeira vantagem numérica para o tucano. De acordo com a pesquisa, na entrevista espontânea, 44,4% disseram que votam em Aécio Neves e 43,3% em Dilma. Na estimulada, Aécio tem 45,3% e a candidata do PT, 44,7%. Quanto aos votos válidos, Aécio fica com 50,3% e Dilma com 49,7%.
O MDA mediu ainda os limites de voto. Dos que manifestam simpatia pela presidente, 37,9% dizem que votariam nela em quaisquer circunstâncias, enquanto 17,3% dizem que podem votar na candidata. Já 43,3% dos entrevistados disseram que não votam nela de jeito algum. Dos simpatizantes de Aécio, 38,4% dizem que votam nela de qualquer jeito, enquanto  dizem que podem votar. Os que não votariam no tucano em hipótese alguma somam 42,8%.
A 126ª Pesquisa CNT/MDA mostra que Aécio Neves está numericamente à frente de Dilma Rousseff. Importante ressaltar que Aécio inverteu a curva de queda e voltou a subir. Provavelmente, o debate da Rede Globo definiu as eleições, com grandes possibilidades de Aécio ser eleito presidente da República neste domingo. A Pesquisa foi realizada nos 23 e 24 de outubro e foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR - 01199/2014. Foram entrevistadas 2.002 pessoas de 137 municípios de 25 Unidades da Federação.

Venda de bebida alcoólica está proibida em todo o Maranhão a partir das 18h deste sábado

GIRO ECONÔMICO

Apesar de não haver segundo turno para governador, o que tornaria os ânimos dos eleitores mais exaltados, o Maranhão está adotando um dos mais rigorosos controles sobre venda de bebidas alcoólicas no dia da eleição, neste domingo. A proibição começa a partir deste sábado e a venda não será permitida em bares, restaurantes, lojas de conveniência, hotéis, motéis, boates e até mesmo em supermercados e mercearias, ou seja, ainda que a compra seja para consumo em ambiente fechado, como residência, a venda não será permitida a partir das 18h. Os outros estados são mais flexíveis: Amapá, a partir das 20h de hoje; Amazonas, a partir das 22h de hoje; Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Roraima, Alagoas, Pará, Piauí e Ceará, a partir da madrugada de domingo; Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Norte, a partir das 6h de domingo; Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Santa Catarina, Pernambuco, Goiás e Mato Grosso, venda de bebidas é livre até no domingo; Rondônia e Tocantins terão proibições em algumas zonas; Acre, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba e Bahia ainda não decidiram se será proibida a venda de bebida no dia da eleição.
Apesar de todo este rigor, não faltam pessoas embriagadas até mesmo na fila de votação, mas é a lei.

Semfaz - A Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz) aproveitou o decreto de feriado na segunda-feira (antecipando o de terça-feira) decidiu suspender seus serviços às 19h desta sexta-feira, portanto quem precisa emitir nota fiscal ou extrair certidão no site da Secretaria estará prejudicado. A Prefeitura informa ainda que o sistema geral da Semfaz ficará em manutenção até às 19h da segunda-feira (27), portanto quem tem pressa de receber, pagar, comprovar, que tenha um pouco mais de paciência, pois na terça tudo volta ao normal.

Transporte - Escolhido para presidir a Empresa Maranhense de Transportes Urbanos, o engenheiro José Arthur Cabral Marques terá como um dos maiores desafios pôr em prática a promessa do governador eleito, Flávio Dino (PCdoB) de interligação dos quatro municípios da Ilha - São José de Ribamar, São Luís, Paço do Lumiar e Raposa - por um sistema de trem, projeto que será levado também para a região tocantina, interligando Açailândia a Porto Franco, passando por Imperatriz, e uma terceira linha seria de Codó a Timon, passando por Caxias.

Feriadão - Não haverá desculpa para muitas pessoas que têm domicílio eleitoral em cidade diferente da que reside, principalmente se for servidor público estadual, pois o feriado de terça-feira (28) foi antecipado para segunda-feira (27), portanto vem aí um fim de semana prolongado. Algumas prefeituras, como é o caso de São Luís, decidiram acompanhar o Estado, aumentando mais ainda o número dos que têm direito a folga no pós-eleição.





A Federação do Comércio do Maranhão recebeu quinta-feira (23) a honraria Palmas Universitárias concedida pela Universidade Federal do Maranhão. No registro, o vice-presidente do órgão, Marcelino Ramos Araújo (E), recebendo a distinção do reitor Natalino Salgado




Contém 1g - A Contém1g Make-Up acaba de anunciar o plano de expansão de franquias para o Nordeste, onde conta com 30 pontos de venda, mas a rede pretende abrir 168 novas franquias na região. As lojas, cujo investimento total era de R$ 343 mil, passam a custar a partir de R$ 195 mil e os quiosques, de R$ 167 mil passam a custar a partir de R$ 142 mil. Segundo Rogério Rubini, presidente da empresa, o principal objetivo é acelerar a expansão para cumprir a meta de 60 novos pontos de venda ainda este ano.

Consumidor - O Índice de Confiança do Consumidor caiu 1,5% de setembro para outubro, segundo a Fundação Getúlio Vargas, na Sondagem das Expectativas do Consumidor. A queda levou o indicador ao menor nível desde abril de 2009, com 101,5 pontos. De acordo com a pesquisa, que ouviu pessoas em 2,1 mil domicílios em sete capitais, a maior queda foi no Índice da Situação Atual (ISA), em que os entrevistados se manifestam sobre o presente. O ISA foi 2,9% menor no mês de outubro e registrou o pior resultado desde abril de 2009.