30 de mar de 2015

Governo do Estado lamenta decisão da Alcoa de suspender produção de alumínio no Consórcio Alumar

Governador Flávio Dino (D) em recente encontro com diretores da Alcoa e da
Alumar quando anunciou parceria para fortalecer ação da empresa no Estado
Em nota distribuída na tarde desta segunda-feira, o Governo do Estado lamentou a decisão da Alcoa de suspender a produção de alumínio no Consórcio Alumar, em, São Luís. De acordo com a nota, os secretários Simplício Araújo (Indústria e Comércio) e Julião Amin (Trabalho) foram designados para uma interlocução com a empresa, a fim de amenizar o impacto da medida. Em fevereiro, diretores da Alcoa estiveram reunidos com o governador Flávio Dino a quem anunciaram novos investimentos a partir deste ano. Eis a íntegra da nota:

NOTA OFICIAL
O Governo do Maranhão lamenta o anúncio feito pela Alumar de que desativará a terceira linha de produção de alumínio no Estado, com a consequente redução de 650 postos de trabalho;
Em 2014, a Alumar reduziu sua capacidade de produção em duas oportunidades, nos meses de maio e outubro;
Portanto, a decisão, sob a justificativa de reduzir custos e da falta de competitividade do preço de alumínio no mercado, reitera a lamentável política adotada pela empresa nos últimos anos, quando dois terços das linhas de produção no Maranhão foram desativadas;
Ainda este ano, o governador Flávio Dino, o vice-governador Carlos Brandão e o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, realizaram audiências com a direção da empresa, para discutir as perspectivas de investimentos no Estado. Em nenhum momento, os dirigentes da multinacional informaram ao governo sobre a intenção de adotarem a drástica decisão, que fere os interesses do Estado e da nossa população;
O governador Flávio Dino determinou aos secretários Simplício Araújo (Indústria e Comércio) e Julião Amin (Trabalho e Economia Solidária) imediata interlocução junto à empresa, visando assegurar responsabilidade social e alternativas para minimizar os danos causados.

São Luís, 30 de março de 2015.
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Nenhum comentário: