11 de abr de 2015

À véspera de mais um protesto contra Dilma, pesquisa Datafolha mostra que 63% são a favor do impeachment

A pesquisa do Datafolha divulgada neste sábado, véspera de mais um protesto nacional contra a presidente Dilma Rousseff, mostra que 63% dos brasileiros são favoráveis à abertura de um processo de impeachment contra ela. De acordo  com o instituto, as justificativas para pedir seu afastamento são o escândalo do petrolão desvendado pela Polícia Federal. Para 57% dos entrevistados, Dilma sabia do esquema de corrupção na Petrobras e deixou que ele acontecesse; 26% acham que ela sabia, mas nada poderia ter feito para impedir.
Um dos delatores do petrolão, Alberto Youssef declarou em acordo de delação premiada com o Ministério Público que Dilma e seu antecessor, o ex-presidente Lula, tinham conhecimento do esquema de corrupção e desvio de verbas da Petrobras que abasteceu cofres do PT, PMDB e PP. Outro delator, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, afirmou aos investigadores que o ex-ministro Antônio Palocci pediu a ele uma contribuição de 2 milhões de reais para a campanha de Dilma em 2010. Além disso, doações oficiais ao PT e registradas na Justiça Eleitoral eram na verdade uma forma de dissimular o pagamento de propinas, conforme revelaram à PF executivos presos na Lava Jato.
Nesta semana, Dilma negou que sua campanha tenha recebido dinheiro de subornos da estatal. "Eu tenho certeza que não", afirmou a presidente em entrevista à rede de TV CNN, na versão em espanhol. "Se dinheiro de suborno chegar a alguém, essa pessoa deve ser responsabilizada. É assim que tem que ser. Estou absolutamente segura de que a minha campanha não tem dinheiro de suborno."
(Com dados de Veja)

Nenhum comentário: