7 de abr de 2015

Câmara Municipal de São Luís não realiza sessão nesta terça-feira por ausência dos membros da mesa diretora

Astro de Ogum, presidente da Câmara Municipal de São Luís
Uma cena inusitada foi registrada nesta terça-feira (07) na Câmara Municipal de São Luís: nenhum dos nove componentes da mesa diretora compareceu ao plenário e com isto a sessão não pôde ser aberta. Ninguém sabe explicar o que de fato aconteceu, porém as suspeitas indicam que trata-se de uma manobra para que não houvesse um bombardeio de críticas ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior e ao seu secretário de Governo, Lula Fylho, por conta da polêmica criada semana passada ainda como reflexo do reajuste das passagens de ônibus.
Pelo menos oito vereadores estavam com língua afiada para ir à tribuna cobrar esclarecimentos sobre uma postagem nas redes sociais em que Lula Fylho elogia Pedro Lucas, por haver sugerido a redução de ICMS no óleo diesel, para as empresas de ônibus, a fim de baixar o preço no transporte coletivo, e critica a postura dos demais membros do parlamento municipal, que, segundo ele, só sabem criticar. A medida de Pedro Lucas foi acatada pelo governador Flávio Dino, mas a redução foi apenas para as linhas do Sistema Integração. Insatisfeitos com a atitude do secretário, estavam prontos para bombardeá-lo: Roberto Rocha (filho do ex-vice-prefeito e hoje senador, Roberto Rocha), Fábio Câmara, Rose Sales, Sebastião Albuquerque, Bárbara Soeiro, Nato, Chaguinhas e Estevão Aragão.
A Mesa Diretora pelos seguintes vereadores: Astro de Ogum (presidente), Francisco Carvalho (1º Vice-presidente), Josué Pinheiro (2º Vice-presidente), Ricardo Diniz ( 3º Vice-presidente), Pavão Filho (1º Secretário), Pedro Lucas (2º Secretário), Marlon Garcia (3º Secretário), Paulo Luiz (4º Secretário) e Professor Lisboa (5º Secretário).

Nenhum comentário: