22 de abr de 2015

Carlos Brandão fortalece PSDB com ex-prefeitos de Santa Inês de olho na disputa contra Ribamar Alves em 2016

João Rolim, Valdivino Cabral e Robert Bringel assinam filiação ao PSDB
Num evento que reuniu importantes lideranças tucanas no Estado, dentre elas o vice-governador Carlos Brandão, os deputados Neto Evangelista (secretário estadual de Desenvolvimento Social) e Juscelino Rezende (federal) e os vereadores por São Luís José Joaquim Ramos e Gutemberg Araújo, assinaram ficha de filiação ao PSDB, nesta quarta-feira (22), os ex-prefeitos de Santa Inês Valdivino Cabral e Robert Bringel e o empresário João Moreno Rolim, dono da maior rede distribuidora de combustíveis do Maranhão, Postos Magnólia. Uma quarta filiação do município, da ex-deputada Vianey Bringel (esposa de Robert), foi adiada para outra data, num evento a ser realizado em Santa Inês, que poderá ser o início da pré-campanha rumo à Prefeitura Municipal, já ela deverá ser a candidata contra o atual prefeito, Ribamar Alves (PSB), que vai tentar a reeleição.
Além de ex-prefeitos, Bringel e Cabral são ex-aliados do Grupo Sarney e foram responsáveis, na eleição de 2014, à maior derrota imposta num município maranhense ao candidato Flávio Dino (PCdoB). Como coordenadores da campanha de Lobão Filho (PMDB), conseguiram dar ao candidato da situação mais de 25 mil votos, enquanto o atual governador, que era apoiado por Ribamar Alves, recebeu 16 mil. Já o candidato a senador pelo PMDB, Gastão Vieira, recebeu 20 mil votos, e Roberto Rocha, do PSB, 16 mil. Segundo analistas políticos da região do Pindaré, se o adversário de Lobão Filho não fosse Flávio Dino, que conseguiu uma grande simpatia em nível estadual pelo seu discurso da mudança, a diferença poderia ter sido ainda maior, se Ribamar Alves fosse também o cabo eleitoral, já que sua administração é uma das mais desgastadas na atual safra de prefeitos.
Vice-governador Carlos Brandão saúda chegada de novos filiados do PSDB
Indagado sobre como o Governo do Estado vai se posicionar diante deste novo cenário político em Santa Inês, já que o prefeito é aliado do governador e seus adversários, do vice-governador, Carlos Brandão disse que isto é assunto para daqui a dois anos. Ele fez questão de adiantar, no entanto, que em vários municípios aliados do governador terão de enfrentar candidaturas fortes do PSDB, mas isto não significa dizer que esteja havendo ruptura na administração estadual. Brandão fez questão ainda de frisar que em 2018 os tucanos querem estar bem robustos no Maranhão para apoiar o seu projeto de retorno ao Palácio do Planalto, provavelmente com Aécio Neves (derrotado na eleição passada), que estaria hoje com mais de 66% das intenções de voto. Flávio Dino, como aliado da presidente Dilma, certamente vai estar em outro palanque, provavelmente do PT.

Nenhum comentário: