2 de abr de 2015

Dilma escolhe maranhense Reynaldo Fonseca para ministro do STJ, mas nomeação depende do Senado

A presidente Dilma escolheu o desembargador Federal Reynaldo Soares da Fonseca, do TRF da 1ª região, para assumir o cargo de ministro do STJ na vaga de Arnaldo Esteves Lima. A informação é do MJ. Segundo a assessoria da pasta, a escolha foi feita nesta tarde junto com o ministro José Eduardo Cardozo. A indicação deve ser publicada nesta sexta, dia 03, no Diário Oficial da União e a nomeação depende de confirmação pelo Senado, onde Fonseca será sabatinado.
Ainda há outras três vagas abertas no STJ, anteriormente ocupadas por Sidnei Beneti, Ari Pargendler e Gilson Dipp, que se aposentaram compulsoriamente em 2014. Para estas vagas o STJ ainda não elaborou lista tríplice a ser enviada para presidente Dilma.
Reynaldo Fonseca é natural de São Luís/MA, onde iniciou sua vida profissional como servidor do Poder Judiciário. Entre 1982 e 1986 passou pelo TJ/MA e pela Justiça Federal. Em 1989, já na condição de procurador do Estado do Maranhão, foi para Brasília nomeado como assessor do primeiro presidente do TRF, desembargador Federal Alberto Vieira da Silva.
No ano de 1992 ingressou na magistratura como juiz de Direito substituto do DF. Logo em seguida, aprovado em concurso do ano de 1993, tornou-se juiz Federal substituto da 4ª vara da Seção Judiciária do DF. Como juiz Federal, Reynaldo Fonseca passou ainda pela Seção Judiciária do MA, onde foi diretor do foro, cargo que também ocupou na SJDF. Tomou posse no TRF em 2009.

Nenhum comentário: