30 de abr de 2015

Edivaldo Holanda diz que nunca se queixou ao PCdoB das posições assumidas pela vereadora Rose Sales na Câmara

Rose Sales (D) em um dos últimos eventos ao lado do
prefeito e da primeira-dama, Camila Braga
Ao participar na noite desta quarta-feira da festa de comemoração dos 50 anos da Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL), na Dalcar BMW, no bairro da Cohama, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) garantiu que nunca se queixou das posições assumidas pela vereadora Rose Sales (sem partido) na Câmara Municipal, portanto não tem nada a ver com sua exclusão dos quadros do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), embora a alegação da direção municipal da legenda, para liberá-la dos seus quadros tenha sido de que estava em dissintonia com o Poder Executivo Municipal, que tem apoio irrestritos dos comunistas. O prefeito disse ainda que mantém com a vereadora uma relação cordial, inclusive a considera sua amiga pessoal. "Eu e a Rose sempre fomos bons amigos", disse ele.
Quanto à sua possível ida para o PCdoB, situação que foi ventilada para garantir uma total integração entre a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado, já com vistas às eleições de 2016, e para acabar com as especulações de que o governador Flávio Dino possa apoiar outro nome, o prefeito disse que não gostaria de tratar de assuntos relacionados a eleição neste momento. "Minha preocupação é com a gestão da cidade", disse ele, acrescentando que sua sucessão vai ser debatida no momento certo.
Também presente à solenidade, a vereadora Rose Sales disse que seu desligamento do PCdoB deu-se porque ela estava tendo dificuldades para alinhar sua atuação na Câmara com as ações do Executivo. Rose Sales disse que participou de debates internos no PCdoB sobre suas posições, portanto não foi pega de surpresa. Ela disse que mantém uma convivência respeitosa com a direção do partido e que ainda está a procura de uma nova legenda, podendo em 2016 ser candidata tanto a vereadora quanto a prefeita ou mesmo vice-prefeita. De quem poderia ser vice não quis dizer.

Nenhum comentário: