18 de abr de 2015

Em Bacabeira, deputados constatam danos provocados pela suspensão do projeto da Refinaria Premium I

Coutinho recepciona comissão da Cãmara liderada por Eliziane Gama
Na visita que fizeram nesta sexta-feira a Bacabeira, os deputados que integram a Comissão Externa da Câmara Federal que investiga a suspensão dos projetos das refinarias Premium I (Maranhão) e Premium II (Ceará) constataram danos sociais, impactos ambientais, prejuízos econômicos e muitas reclamações da comunidade. "A reunião com moradores da área foi fundamental por que constatamos o que já era de conhecimento público: que as famílias de Bacabeira e Rosário foram lesados pela Petrobras”, enfatizou deputada Eliziane Gama(PPS-MA), coordenadora da comissão, formada pelas bancadas do Maranhão e do Ceará.
Na visita, os parlamentares constataram que a estrutura montada para a terraplanagem ainda está no local e que há 20 homens da empresa terceirizada Cristal trabalhando na manutenção e outros 70 homens da empresa de segurança Vip trabalhando na proteção dos limites da área. As duas empresas foram contratadas pela Petrobras. A prefeita de Rosário, Irlahi Linhares, denunciou que os povoados próximos à área de terraplanagem estão sofrendo com a erosão de rios depois do início da obra. Outra informação encaminhada aos deputados  é que as 71 famílias remanejadas têm direito a indenização e a um recurso mensal fruto de acordo firmado entre Defensoria Pública, Ministério Público Estadual e Secretaria de Indústria e Comércio, mas este acordo não está sendo cumprido. 
Pela manhã, na Assembleia Legislativa, foi realizado o debate sobre os motivos que Levaram ao cancelamentoda Refinaria Premium I e os efeitos socioeconômicos, com participação de deputados estaduais, autoridades e representantes da sociedade civil. O presidente da Assembleia, Humberto Coutinho (PDT), se colocou à disposição dos colegas cearenses que igualmente lutam pela construção da Primum II. “O Maranhão é uma vítima. Sonhamos com essa refinaria e a parada repentina desse empreendimento para o qual a Petrobras anunciou investimentos da ordem de R$ 40 bilhões acabou com os sonhos dos maranhenses. Essa CPI da Petrobras chega em boa hora e queremos saber até onde chega essa investigação para sabermos o que realmente aconteceu”, finalizou. Após o debate, os deputados foram recebidos pelo governador Flávio Dino (PCdoB) no Palácio dos Leões e em seguida foram ao município de Bacabeira para avaliar, in loco, os impactos da suspensão do empreendimento.

Nenhum comentário: