7 de abr de 2015

Exposição fotográfica que mostra trajetória de Jackson Lago aberta no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho

Foi aberta nesta segunda-feira (06), no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, na Praia Grande, a exposição que mostra a trajetória de oitenta anos do ex-governador Jackson Lago. Apenas dois secretários do Governo do Estado - Marcos Pacheco (Saúde) e Márcio Honaiser (Agricultura) - marcaram presença, apesar de sempre ser lembrado como um militante de esquerda, mas lá estavam também deputados, como Valéria Macedo, e vereadores, como Ivaldo Rodrigues, lideranças comunitárias, ex-auxiliares e simpatizantes do ex-governador. Na abertura da exposição, a viúva, Clay Lago, fez questão de lembrar como seu marido se dedicou à causa dos mais necessitados, tendo exercido muitos cargos importantes da vida pública, como deputado, secretário, prefeito da capital e governador do Estado, mas ter saída da política com a biografia limpa.
O empresário João Martins Neto, que foi secretário de Turismo, fez questão de enaltecer as qualidade do ex-governador, que foi o primeiro se preocupar, realmente com o desenvolvimento turístico maranhense. O ex-deputado Vagner Lago, irmão do ex-governador, num discurso contundente, disse que a cassação de Jackson, em 2009, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não tirou apenas o mandato de um cidadão, mas feriu a cidadania de todos os maranhenses. O prefeito de Barreirinhas, Leo Macário Costa, também se pronunciou e disse que não há um dia sequer em que o nome de Jackson Lago não é lembrado por ele e seus familiares.
Na exposição estão fotos de Jackson Lago ainda na infância, em diversas campanhas eleitorais, reunido com a família e em conferência com grandes personalidades da política nacional. Uma dos painéis que chamam mais atenção é o da última campanha, em 2010, quando sofreu a perseguição dos que diziam estar com candidatura inviabilizada e com isto impediram que fosse ao segundo turno, que acabou não ocorrendo, já que a ex-governadora Roseana Sarney venceu. O governador Flávio Dino, ficou em segundo lugar, ultrapassando Jackson Lago pelo voto útil, já que teria sido o principal beneficiado com os boatos sobre a candidatura de Jackson.


Um comentário:

Nelson Raul Pinto Saraiva disse...

Prezado Emir,

havia pelo menos mais um secretário de Estado presente à abertura da exposição, Bira do Pindaré, e mais um deputado estadual, Rafael Leitoa. Abraço!