30 de abr de 2015

Instituto Alcoa celebra seus 25 anos de fundação com saldo altamente positivo em ações sociais

GIRO ECONÔMICO

O Instituto Alcoa, presente em todas as localidades em que a empresa atua, acaba de completar 25 anos e os números mostram que há muito para comemorar. O histórico traz números relevantes: Mais de 2.100 projetos atendidos e R$ 105 milhões em investimentos beneficiando 39 cidades brasileiras; funcionários da companhia dedicaram mais de 1,4 milhão de horas de trabalho voluntário; em 2014, a organização fechou seu balanço com 46 projetos apoiados, 135 mil pessoas beneficiadas, 22 mil horas de trabalho voluntário e mais de dois mil alcoanos como voluntários, resultado de um investimento de mais de R$ 6 milhões aplicados pelo próprio Instituto e pela Alcoa Foundation. “Temos grandes motivos para celebrar, juntamente com nossos funcionários, clientes e as organizações parceiras, as diversas iniciativas realizadas ao longo desses 25 anos, demonstrando nosso compromisso com as comunidades onde a Alcoa está presente”, ressaltou José Aurélio Drummond, presidente da Alcoa América Latina, do Instituto Alcoa e do Conselho do Instituto Alcoa. 
Para comemorar estas duas décadas e meia, a Alcoa vai doar R$ 10,00 para cada compartilhamento dos cinco posts que serão produzidos para a campanha com o mote no seu site “Compartilhar faz bem”. O valor total da doação é de até R$ 10 mil reais ou até mil compartilhamentos. 

Caema - Diretores da Associação dos Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário do Maranhão (Ademi-MA) e do Sindicato da Construção Civil (Sinduscon-MA) têm reunião agendada para a manhã desta quinta-feira com a direção da Companhia de Saneamento do Maranhão (Caema). Na pauta, um pedido de aceleração das liberações de licenças para novas construções, bem como conhecer os projetos de investimentos que estatal tem para amenizar os problemas de fornecimento de água e captação de esgoto.

Televisão - O empresário Zildene Falcão analisa propostas de dois grupos empresariais de São Paulo para se definir para qual deles transferirá o Canal 18, que era ocupado com programação da MTV, que foi desativada pelo Grupo Abril. Um outro canal, o 25, em Paço do Lumiar, está sendo transferido para uma igreja evangélica. Segundo Zildene, todos os seus investimentos em comunicação vão se concentrar apenas nas rádios São Luís (AM e FM) e no canal 8, que transmite a RedeTV!, e recentemente entrou no sinal HD. 

Arabian Grill - A praça de alimentação do Pátio Norte acaba de ganhar mais um nome de peso na gastronomia maranhense, a Arabian Grill, que inaugurou na última sexta-feira filial neste centro comercial, estando presente agora nos principais shopping centers da cidade: São Luís, Shopping da Ilha, Rio Anil e Pátio Norte.








Domingos Júnior (E), presidente da Federação das Associações Empresariais e produtor de arroz em São Mateus, comanda reunião hoje com o prefeito Miltinho Aragão para encontrar uma saída para escoamento da safra. No registro, com o governador Flávio Dino e o vice Carlos Brandão, em visita a Salangô (leia reportagem no blog Vida Rural - www.maranhaoagrario.com.br)


Ferry-boat - O capitão dos Portos, Marcos Tadashi Hamaoka, ao opinar sobre as mudanças para melhorar o transporte de ferry-boat entre São Luís e Cujupe (Pinheiro), diz que muitas obras de infraestrutura serão necessárias para se atrair empresas de fora para participar da licitação, e mais: se for exigido um transporte de qualidade, nos mesmos padrões dos existentes em outras partes do Mundo e do Brasil, a travessia pode se tornar inviável para a maioria dos baixadeiros, pois a passagem pode chegar a R$ 100,00.

Shopping - A Grande São Luís conta hoje com quatro grandes shopping centers – São Luís, Rio Anil, Shopping da Ilha e Pátio Norte – mas se for apurado o número de lojas em funcionamento chega-se à conclusão de que a quantidade de pontos fechados, todos eles considerados lojas satélites, corresponde a um desses centros comerciais, e o risco de aumentar a quantidade de pontos sem ocupação é grande, já que muitos comerciantes estão devolvendo ou passando seus imóveis, porque a conta não fecha no fim do mês.

Nenhum comentário: