18 de abr de 2015

Josemário Macedo já tem prisão preventiva decretada em São Mateus e finalmente poderá ser levado a juri popular

Além dos crimes dos quais é suspeito de participação - explosão de bancos, assaltos a agências de Correios, casas lotéricas e carros de carga etc, Josemário Macedo tem prisão preventiva decretada na Comarca de São Mateus, onde é suspeito de envolvimento na morte de um comerciante, Valmir Queiroz, que era proprietário de uma lanchonete que funciona ao lado do Posto São Domingos. O crime ocorreu há cerca de dois anos, depois que Valmir retornou para casa, após passar o dia trabalhando, e encontrou os assaltantes de prontidão à porte de sua residência, e foi morto quando rentou reagir ao assalto. Dias depois, numa conversa interceptada pela polícia, uma voz parecida com dizia que não era para matar, apenas roubar. O seu nome também é citado nas ligações dos comparsas.
Com sua prisão nesta sexta-feira (16), em Lago da Pedra, Josemário Macedo poderá finalmente ser julgado pelo caso e se levado a juri popular dificilmente escapará de uma condenação, por formação de quadrilha, crime de encomenda, assalto etc. O que mais chama atenção é o fato de, apesar de muitos envolvimentos em crimes, Josimar nunca havia sido preso, talvez pela ligações com pessoas de prestígio na política maranhense. Ele é irmão do empresário Dedé Macedo, dono de fazendas e empresas de hotelaria em Teresina (PI), que é também pai do prefeito de Dom Pedro, Harlam Macedo, e do deputado estadual Fábio Macedo (PDT).
(foto Luis Pablo)

Nenhum comentário: