27 de mai de 2015

Ao comentar prisão do ex-presidente da CBF na Suíça, senador Romário diz que "lugar de ladrão é na cadeia"

Ao participar de audiência na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado, nesta quarta-feira (27), o senador Romário (PSB-RJ) comentou a prisão do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, na Suíça. O parlamentar parabenizou a atuação da polícia norte-americana e lamentou o fato de o dirigente não ter sido preso por brasileiros no Brasil. "Corruptos e ladrões que fazem mal ao futebol foram presos, inclusive José Maria Marin. Ladrão tem que ir para cadeia. Parabéns ao FBI. Infelizmente não foi a gente quem prendeu", afirmou.

O senador também chamou de "ladrão, safado e ordinário" o atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, e disse que o futebol está desse jeito por conta de pessoas que não estão interessadas em ajudar, mas só em dinheiro. "Suas contas fora do país estão recheadas", disse.

A CE se reuniu nesta quarta para um debate sobre a situação do futebol feminino no país. Para Romário, a categoria nunca interessou à CBF porque não dá lucro e, se não há dinheiro, "eles não podem roubar".

Marin foi preso juntamente com outros seis dirigentes num hotel em Zurique, onde participaria de um congresso da Fifa, órgão que comanda o futebol em todo o mundo. Eles são investigados por autoridades norte-americanas e acusados de corrupção.

Nenhum comentário: