3 de jun de 2015

Governo do Estado apoia manifestação de trabalhadores e empresários da construção civil contra governo de Dilma

Secretário Julião Amin leva mensagem de apoio aos trabalhadores
O Governo do Estado apoiou ao ato denominado de Grande Manifesto dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil, ocorrido na manhã desta quarta-feira (3), na Praça Pedro II, em protesto contra os atrasos do Governo Federal ao pagamento das empresas que atuam no programa Minha Casa, Minha Vida. Durante a manhã, centenas de operários e empresários lotaram a Avenida Pedro II para reclamar dos atrasos que estão resultando em milhares de demissões no setor da construção civil.

Os atrasos no pagamento dos contratos do MCMV pelo Governo Federal vêm ocorrendo desde novembro do ano passado, provocando atraso no pagamento dos salários dos trabalhadores e demissões em massa. Os contratos com o programa respondem por aproximadamente 70% da atividade da construção civil no Estado.
Trabalhadores em protesto subindo a rampa ao lado do Palácio dos Leões 
Segundo o secretário de Trabalho e Economia Solidária, Julião Amin, a defesa dos trabalhadores é uma prioridade do governo Flávio Dino. “Defendemos a causa e buscamos regularizar a situação, mas nossa principal preocupação é com o direito do trabalhador maranhense”, afirmou.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil (Sindscontrucivil), Humberto França Mendes, elogiou a postura de diálogo dos secretários do Governo do Maranhão. “Agora temos um governo que manda secretários nos receber. Antes botavam grades e cavalos contra a gente. Realmente estamos vendo a mudança”, lembrou.

Além do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil (Sindscontrucivil), participaram da manifestação representantes do Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon) e da Associação dos Dirigentes de Empresas Imobiliárias do Estado do Maranhão (Ademi).

Nenhum comentário: