5 de jul de 2015

Na hora de aumentar a arrecadação de impostos, Governo do Estado também sabe aumentar o preço da gasolina

GIRO ECONÔMICO

O consumidor que reclama do valor do combustível cobrado na bomba nem imagina o que há por trás desse comércio para contribuir com o aumento de preços. Desde quarta-feira (1º), os proprietários de postos estão recolhendo ICMS da gasolina calculado sobre R$ 3,40, bem acima do que é praticado no varejo, pois este foi o valor arbitrado pela Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz), conforme Ato Cotepe PMPG Nº 12, de 24 de junho, publicado no Diário Oficial da União na mesma data. O óleo diesel foi fixado em R$ 2,78, o etanol em R$ 2,77 e o gás de cozinha (GLP), R$ 3,75 o quilo. O valor fixado pelo Governo do Maranhão é mais baixo no Nordeste apenas que o da Bahia, onde o imposto é calculado sobre R$ 3,47, e de Pernambuco, R$ 3,42, mas os órgãos de defesa do consumidor fazem vista grossa para essa prática.
Veja como fica o preço arbitrado pelos governos das demais unidades federativas nordestinas para cobrança do ICMS: Alagoas, R$ 3,27; Ceará, R$ 3,25; Paraíba, R$ 3,22; Piauí, R$ 3,27; Rio Grande do Norte, R$ 3,31; e Sergipe, R$ 3,35.

Turismo - Enquanto a polícia monta operações especiais para proteger turistas durante o período das férias, se vierem, os hotéis já prevendo o pior começam a montar alternativas para ocupação de seus apartamentos. O Rio Poty, por exemplo, decidiu apostar mais em cessão de sua área de piscina para shows, o que tem garantido uma média de 40 clientes por noite destes eventos, segundo informa o diretor comercial, Armando Ferreira, que já se viu obrigado a diminuir em 12 o número de empregados, por falta de hóspedes.

Trânsito - A Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) realiza, terça-feira (07), às 19h, na Penette Recepções, no Calhau, reunião para debater as alterações no tráfego da Avenida dos Holandeses, com participação de empresários da área, que vão ouvir explicações do presidente da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana, José Artur Cabral. Para o presidente da CDL, Fábio Ribeiro, ações para otimizar a mobilidade urbana são essenciais, mas devem ser debatidas com as partes afetadas.

Somar - Orson Antônio de Moraes Rego passou nesta sexta-feira (03) o comando da Sociedade dos Amigos da Marinha do Maranhão (Soamar) para Ricardo Miccuci dos Santos, seu ex-vice-presidente, em solenidade na unidade da Marinha do Jenipapeiro. Orson foi eleito presidente da Soamar Brasil, cargo que ocupará a partir de dezembro de 2016.








Comemorando a premiação de maior distribuidor de GLP da Liquigás, pela Chama Gás, Antônio Hiluy Nicolau (C) com a esposa, Lídia, as filhas Sâmia (E) e Samira e o senador João Alberto de Souza


Negócios - Na próxima quarta-feira (08), na plenária semanal da Associação Comercial do Maranhão, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae-MA) fará o lançamento do Encontro de Negócios, projeto que será realizado com o objetivo de criar um ambiente propício para a geração de negócios entre as empresas filiadas à ACM, com a implementação de uma metodologia empreendedora que integrará as empresas gerando ferramentas para que possam realizar negócios entre si.

Reclamação - Duarte Júnior, diretor do Procon Maranhão, contesta o cálculo feito por este jornalista sobre as reclamações contra Cemar e Caema, pois, segundo ele, foi baseado no ranking de 2014, mas se for puxado de 2007 para cá, a soma da distribuidora de energia é bem maior, 11.908, enquanto a Caema fica com 2.850, e garantiu que se tiver de multar a estatal fará sem nenhum problema. O que foi mostrado ao leitor é que em 2014 a Cemar teve menos reclamação que a distribuidora de água e foi multada em R$ 2 milhões.

Nenhum comentário: