23 de ago de 2015

Sérgio Frota diz que está ameaçado de morte pelos invasores de terreno do Sampaio Corrêa no Turu

O deputado estadual Sérgio Frota (PSDB), que preside o Sampaio Corrêa, declarou neste sábado, após a vitória do time contra o Vitória da Bahia, na primeira rodada do segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro, que está sendo ameaçado de morte pelos invasores de um terreno pertencente ao clube no bairro do Turu, em São Luís. Ao fazer este relato, ele apelou ao secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, bem como ao Judiciário, para que seja dada uma solução ao problema, pois não pode abrir mão deste patrimônio, que não lhe pertence, mas a uma instituição e não pode ficar privado de ir à sede do clube, tampouco andar se escondendo dos seus ameaçadores.

Por conta da invasão do terreno, nem os treinos dos jogadores puderam mais ser realizado no Centro de Treinamento (Carlos Macieira), já que não há a mínima segurança para eles e a comissão técnica, nem mesmo para os torcedores e jornalistas que queiram assistir às atividades dos atletas.

A situação ficou ainda mais tensa depois de uma desastrada operação policial para cumprimento da reintegração de posse, na quinta-feira dia 13, quando foi assassinado, a tiros de revólver, Fagner Barros dos Santos, uma das lideranças do movimento. A polícia prendeu o cabo Marcelo Monteiro dos Santos, apontado como autor dos disparos, mas as investigações apontam que outro policial poderia ter efetuado os disparos e não Marcelo, já que sua arma não é a mesma das capsulas das balas apreendidas no local. 

Nenhum comentário: