13 de set de 2015

Aumenta o desafio para a Secretaria de Agricultura chegar a 1 milhão de toneladas de arroz no Maranhão

GIRO ECONÔMICO

Num dos primeiros eventos que participou, em dezembro de 2014, já na condição de indicado para a pasta da Agricultura, o secretário Márcio Honaiser disse em Arari, onde assistiu ao início da colheita de arroz do Grupo Camil, que o maior desafio do novo governo seria elevar para, pelo menos, 1 milhão de toneladas, a produção de arroz no Estado, de forma que os maranhenses não necessitassem mais importar o grão de outros estados. Pelo que se observa nos números oficiais, o desafio da Sagrima vai crescer, pois estaria havendo uma queda, de 586 mil 998 para 418 mil 238 toneladas, segundo o IBGE, ou de 658,4 mil para 496,0 mil toneladas, segundo a Conab. Para aumentar mais ainda este desafio, a Federação da Agricultura vem desenvolvendo uma pesquisa cuja metodologia contraria os números tanto do IBGE quanto da Conab, pois, para ela, a produção seria inferior a 300 mil toneladas.

Há poucos dias, indagado sobre o fenômeno, o secretário disse que isto ainda é reflexo da política agrícola passada e que os números seriam mais favoráveis a partir da safra 2015/16, mas de qualquer forma fica o alerta: tem de aumentar esta produção em 582 mil ou 504 mil toneladas, dependendo da estatística que vai se basear, para atingir sua meta. 

Senac - O Diretor Regional do Senac, Ahirton Lopes, embarca neste domingo (13) para Porto Alegre (RS) a fim de iniciar um roteiro de visitas técnicas aos departamentos regionais que administram as modalidades oferecidas pela Rede Nacional de Educação a Distância do órgão. O roteiro prossegue por Florianópolis (SC), Curitiba (PR) e São Paulo (SP), até 17 de setembro. Outros 20 departamentos regionais do Senac participam da visita técnica, que pretende disseminar os trabalhos realizados pela rede EAD.

Nos trilhos - Será nesta segunda-feira (14), o primeiro embarque de passageiros no novo trem da Estrada de Ferro Carajás. A partida será às 8h e o destino final é a cidade de Parauapebas (PA), numa viagem com duração de 16 horas, percorrendo 27 municípios, sendo 23 no Maranhão e 4 no Pará. As viagens de ida serão sempre às segundas e quintas-feiras e aos sábados, às 8h, e as de volta, segundas e sextas-feiras e aos domingos, enquanto nas quartas-feiras os carros param, para manutenção.

Mundo Senai - Empresários, alunos e profissionais tiveram as oportunidades de conhecer melhor, quinta-feira (11), a formação que o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial oferece pelo projeto Mundo Senai. A ação consistiu em palestras e visitas guiadas, em São Luís, Imperatriz e Balsas, para as comunidades conhecerem opções de cursos e outras iniciativas de qualificação para o trabalho na indústria.

Da esquerda para a direita, a gerente do CEPT-DI, Nádia Escorteganha; o diretor regional do Sesi, Marco Moura; o diretor da Fiema e presidente do Sindirep, Antônio Rosa; o palestrante Ernesto Belote; e o gestor do Unimercado do Senai, Laércio Sousa Jr, que participam do Projeto Mundo Senai

Gastronomia - A partir desta semana, o Restaurante Escola do Senac, visando a melhorar mais ainda o atendimento ao seu público, passará a funcionar no horário noturno, com serviço à la carte, mas apenas às sextas-feiras, das 19h às 23h. Durante a semana, de segunda-feira a sábado, estará aberto para almoço, das 12h às 15h. Localizado num dos pontos mais bonitos do Centro Histórico da cidade (Rua de Nazaré ao lado da Praça Benedito Leite), o Restaurante Senac é uma das melhores referências gastronômicas de São Luís.

Negócio - Cerca de 400 empresas maranhenses estão cadastradas no Movimento Compre do Pequeno Negócico lançado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MA), para estimular vendas nos pequenos estabelecimentos, por oferecerem diversas vantagens: proximidade de casa, aproximação do proprietários etc. O início da campanha será dia 05 de outubro, data em que se comemora o lançamento do Estatuto das Micro e Pequenas Empresas. As inscrições são feitas no site www.compredopequeno.com.br.

Nenhum comentário: