12 de set de 2015

Carro da Rede Record é atingido por bala quando equipe cobria operação policial no Morro do Juramento

Três funcionários da Record passaram por momentos de medo nessa quinta-feira (10). O carro de reportagem onde os funcionários estavam foi atingido no vidro dianteiro por tiros durante operação policial no Morro do Juramento, na zona norte do Rio de Janeiro. Ninguém ficou ferido.

O G1 reporta que, de acordo com o delegado da 27ª Delegacia de Polícia da capital fluminense, Felipe Curi, o automóvel da emissora entrou na comunidade sem autorização da Polícia Militar atrás de um blindado da corporação. Após o ocorrido, os comunicadores do canal foram ouvidos, e o carro passou por perícia. A Polícia Civil divulgou em nota que vai instaurar inquérito para apurar o ocorrido.

Na ocasião, a Polícia Militar realizava no local ação contra o tráfico. O repórter Ernani Alves era um dos ocupantes do carro. Ele deixou a redação justamente para acompanhar o trabalho feito pela PM no Morro do Juramento. Para a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), a violência contra profissionais de imprensa no exercício de sua atividade não pode ser tolerada. "A intimidação a jornalistas é uma afronta ao direito fundamental de acesso a informações e prejudicial a toda a sociedade. A Abraji solicita às autoridades de segurança pública agilidade na apuração do atentado".

Nenhum comentário: