8 de set de 2015

Feriado de 08 de setembro não é pelo aniversário da cidade, mas pela Natividade de Nossa Senhora

Muita gente acredita que o feriado de 08 de setembro, em São Luís, seja pela data em que os franceses teriam fundado a cidade, mas não, pois a comemoração da data é pelo nascimento de Maria, ou seja, Natividade de Nossa Senhora, conforme uma tradição litúrgica das igrejas Católica e Anglicana, celebrada no dia 8 de setembro, nove meses após a sua Imaculada Conceição, celebrada em 8 de dezembro. Também é celebrada pelos cristãos sírios em 8 de Setembro e pelos cristãos coptas em 1 Bashans (equivale a 9 de Maio). Na Igreja Ortodoxa, a Festa de Theotokos, é uma das doze grandes festas do ano litúrgico. Para aquelas igrejas que seguem o calendário juliano, acontece em 21 de Setembro; para as do calendário gregoriano, em 8 de Setembro.

O 08 de setembro foi comemorado como data cívica até 1992, quando o vereador Pavão Filho (PDT) apresentou um projeto de lei para preservar a data, já que, por determinação legal, um feriado municipal teria de ser abolido, já que em São Luís haviam cinco e a lei federal permite apenas quatro, sendo deles a Sexta-Feira Santa, portanto apenas três podem ser de iniciativa do poder municipal, todos de caráter religioso, e saída foi abolir Corpus Christi, e preservar 29 de junho (Dia de São Pedro), 08 de setembro (que passou ser Dia da Natividade de Nossa Senhora) e 08 de dezembro (Nossa Senhora da Conceição). O remédio foi para que a população pudesse comemorar o dia de fundação da cidade, sem nenhum prejuízo.

Foto de São Luís quando veículo ainda era coisa rara
A festa da Natividade de Nossa Senhora tem sua origem em Jerusalém. Começou a ser celebrada no século V como festa da Basílica Sanctae Mariae ubi nata est, atualmente conhecida como Basílica de Santa Ana. No século VII, já era celebrada pelas igrejas bizantinas e em Roma, como festa do nascimento da Bem-Aventurada Virgem Maria. A festa foi incluída no calendário tridentino em 8 de Setembro e permanece, até hoje, nesta data. De acordo com a tradição, Maria nasceu de pais já velhos e estéreis, chamados Joaquim e Ana. A paciência e a resignação com que sofriam a esterilidade levaram-lhes ao prêmio de ter por filha aquela que havia de ser a Mãe de Jesus. Eram residentes em Jerusalém, ao lado da piscina de Betesda, onde hoje se ergue a Basílica de Santa Ana; e aí, num sábado, 8 de setembro do ano 20 a.C., nasceu-lhes uma filha que recebeu o nome de Miriam, que em hebraico significa "Senhora da Luz", passado para o latim como Maria. Ela foi oferecida ao Templo de Jerusalém aos três anos, tendo lá permanecido até os doze anos.

Visivelmente, nenhum acontecimento extraordinário acompanhou o nascimento de Maria e os Evangelhos nada dizem sobre sua natividade. Nenhum relato de profecia, nem aparições de anjos, nem sinais extraordinários são narrados pelos evangelistas. No entanto, São João Damasceno afirma que o nascimento a partir de uma mãe estéril já era um sinal das bençãos especiais que recaem sobre Maria. Ainda, em sua Homilia sobre a Natividade de Maria diz: "Hoje é o começo da salvação do mundo, porque na Santa Probática foi-nos gerada a Mãe de Deus através de quem o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo, nos foi gerado."

Nenhum comentário: