13 de set de 2015

Governo edita jornal para distribuição gratuita, mas não informa qual gráfica é responsável pela impressão

É tradição, ou melhor, obrigação, toda publicação trazer em seu expediente a informação sobre que empresa é responsável pela impressão, de preferência, também a distribuição, mas isto não consta no Jornal do Governo do Maranhão, órgão oficial do Governo do Estado, apesar do discurso da transparência martelada todos os dias nas redes sociais, nos discursos e onde mais isto for possível. O jornal também não informa qual sua periodicidade, e a edição que está sendo entregue neste fim de semana em paradas de ônibus, feiras etc traz em sua capa a indicação apenas de que esta é a segunda edição.

A publicação, como não poderia deixar de ser, traz informações positivas sobre o Governo traz apenas os nomes do governador, Flávio Dino; do vice-governador, Carlos Brandão; do chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares; e do secretário de Comunicação, Robson Paz, que, em tese, é o responsável pelo seu conteúdo.

A indicação da gráfica ou editora responsável pela impressão é fundamental para que se saiba onde buscar reparos de direitos, caso haja alguém que se sinta ofendido, pois não pertencendo ao veículo, passa a ser co-responsável pelos danos. No caso do Governo do Estado, seria importante para se saber quem está prestando serviços ao Estado, quanto está recebendo pelo serviço, quantos exemplares está tirando e outras coisas mais.

Vale destacar que desde a posse do início do atual Governo, a Secretaria de Comunicação Social está sem agência, pois não fez aditivo com as que encontrou e até hoje não conseguiu desatar os nós amarrados no processo licitatórios que apontou Mallmann Marketing, Clara Comunicação e Euroforte com as vencedoras. Mesmo sem agência, a Secom já encomendou logomarca do Governo, manda imprimir banners e outdoors, edita vídeos e até jornal imprime, mas ninguém sabe quais empresas prestamos serviços, por quanto fazem e como chegaram a ser escolhidas.

Nenhum comentário: