6 de set de 2015

Ilson Mateus planeja abertura de mais três lojas em São Luís e ampliação do Mix Mateus do João Paulo

O empresário Ilson Mateus anunciou nesta sexta-feira (04) que está recebendo financiamento do Banco do Nordeste, na ordem de R$ 100 milhões, para ampliar mais ainda sua rede supermercadista na capital, com a expansão do Mix Mateus do bairro do João Paulo e a abertura de novas lojas no Renascença (ao lado do jornal O Imparcial) para substituir a do Tropical Shopping Center; do Calhau (ao lado do Barramar); e do Anil (na antiga sede do Grêmio Lítero Recreativo Português).

Com esta expansão, o Mateus Supermercados, somando as lojas do Mix Mateus, poderá se tornar a maior bandeira nacional no ramo do varejo, já que, segundo ele, no ranking da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), estaria hoje atrás apenas da Rede Sondas, e, claro, das bandeiras internacionais: Carrefour, Walmart, Pão de Açúcar e outras. Concluídos esses projetos, Mateus acredita que estará pronto para colocar ações de suas empresas na Bolsa de Valores, a fim de aumentar captação de recursos que possam levá-lo a atingir a grande meta: ser o líder nacional de varejo.

Para garantir sua expansão, Ilson Mateus, buscando compensar o limite de endividamento na rede bancária, foi buscar novos parceiros no mercado e um deles é o Grupo Canopus, do empresário Parmênio Carvalho, um dos maiores empresários do ramo de construção civil no Estado. Graças a essa parceria, várias lojas foram construídas sem que fosse preciso desembolsar um centavo, pois a construtora entra com as instalações prediais e tira um percentual das vendas, ou seja, um negócio altamente rentável.

A construção das lojas do Renascença e do Calhau são outros exemplos, pois no caso da primeira o terreno foi arrendado do Grupo Difusora, do senador Lobão Filho (PMDB), que concorreu ao Governo do Estado em 2014, enquanto o terreno do Calhau pertence ao Grupo Franere, do empresário Marcos Regadas, outro gigante da construção civil. O terreno do Lítero é aquisição própria.
(Reportagem completa em Maranhão Hoje - www.maranhaohoje.com.br)

Nenhum comentário: