6 de set de 2015

Meta do BNB para 2015 é internalizar mais de R$ 2,5 bilhões no Maranhão com financiamento de negócios

GIRO ECONÔMICO

O superintendente regional do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Expedito Santos, acredita que a meta traçada em 2014, de uma internalização de R$ 2,5 bilhões na economia maranhense, este ano, com financiamento de projetos em diversos setores produtivos, está próxima de se concretizar, pois até agosto já haviam sido liberados projetos que somam cerca de R$ 1 bilhão e muitos outros deverão ser concretizados ainda nos próximos meses, dentre eles um shopping center de Bacabal, da Lastro Engenharia, os novos projetos do Grupo Mateus (leia reportagem ao lado), plantio de soja em Chapadinha e Buriticupu e outros, nos ramos agropecuário, turismo, comércio etc. Neste sábado, ele participou do embarque de 66 mil toneladas de soja, da Risa (também financiada pelo banco), para a China. Somam-se a isto, 14 novas agências que passaram a operar no Maranhão, abrindo novas portas para quem tenciona empreender.

Expedido Santos diz que o Maranhão, e isto não é de hoje, sempre foi um estado bom para se investir, apesar das pregações contrárias, pois suas dimensões territórios oferecem vantagens em todos os segmentos, daí porque afirma que o BNB vai continuar estimulando este crescimento.

Compras - Nos dias 15 e 16, será realizado, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, mais uma edição do Fomenta - Encontro de Oportunidades para as MPE nas Compras Governamentais, evento promovido pelo Sebrae-MA com objetivo de esclarecer empreendedores de pequeno porte sobre este potencial de mercado, pois o Governo Federal movimenta mais de R$ 550 bilhões e os pequenos negócios respondem com apenas 20% das compras públicas, portanto o Fomenta quer ampliar esta participação.

Distrito - Na visita ao Parque Independência, quarta-feira (02), o vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), manifestou preocupação com as invasões que estão ocorrendo no Módulo 1 do Distrito Industrial de São Luís, pois isto representa uma ameaça para as empresas ali instaladas e para as que pretendem se implantar no Maranhão. Ele disse que vai levar sugestão ao governador Flávio Dino (PCdoB) para que intervenha no caso, pois mesmo se tratando de terrenos privados a área é estratégica para o Estado.

Cenário econômico - A Associação Comercial do Maranhão dá prosseguimento na próxima quarta-feira (09), na ressaca dos feriados da Independência e do Aniversário de São Luís, aos debates sobre os cenários econômicos do Maranhão e o convidado para expressar suas opiniões é o professor José Gonsalo, do Departamento de Economia da UFMa.

O ex-presidente da Caixa de Assistência dos Advogados (Caama) Roberto Feitosa (E), aderiu ao grupo liderado pelo presidente da OAB-MA, Mário Macieira, e junto com ele Daniel Blume (D), ambos ex-adversários, e assim se fortalece mais ainda a candidatura de Valéria Lauande 


Insegurança - A criação de vários conjuntos habitacionais no interior da Ilha, assim como as invasões de propriedades particulares, está inviabilizando a atividade agropecuária na Grande São Luís e muitos que investem neste segmento estão desistindo de continuar e outros buscando alternativas no interior, como é o caso de Maurício Macedo, que vai desativar seu rancho em Paço do Lumiar e se transferir para Vargem Grande, onde, por enquanto, ainda é mais seguro continuar com a criação de ovinos e caprinos.

Maldade - Num estado em que tudo transpira política é difícil viver sem ser atingido pela irresponsabilidade de quem usa internet para fazer negócios, extorquindo. É o caso da utilização da palavra “mais” no slogan de campanha da advogada Valéria Lauande, que disputa a presidência da OAB-MA, pois estão associando ao “mais” de Flávio Dino. No governo passada, nem mesmo “Viva São João” era possível dizer, pois quem recorresse à frase seria carimbado de roseanista, porque “viva” era de Roseana Sarney. Que coisa!


Nenhum comentário: