25 de nov de 2015

Médico João Bentivi processa Globo, Mirante e outros veículos que divulgaram polêmica com um farmacêutico

O médico João Bentivi (foto), que foi envolvido numa polêmica por conta da resposta que teria dado a um farmacêutico que não teria compreendido uma prescrição médica por ele assinada, disse nesta quarta-feira (25) que está abrindo ação civil e criminal contra a Rede Globo, TV Mirante (afiliada à Rede Globo), jornal O Estado de São Paulo e demais veículos de comunicação, jornalistas e blogueiros que divulgaram essa informação. Ele pede reparo por danos morais, por ter sido exposto publicamente de forma negativa, sem que tenha sido apresentada uma prova da suposta falta de conduta médica.

Bentivi, que, além de médico, é jornalista e advogado, disse que essas notícias macularam a honra de um dos mais conceituados profissionais de Medicina no Maranhão. Ele disse que acionará também o Conselho Regional de Farmácia, que deu propagação ao fato. Indagado se também pretende acionar o Conselho Regional de Medicina, já que o presidente, Abdon Murad, também teria condenado sua conduta, ele respondeu de forma indireta: "Vou processar todos. Todos!"

Bentivi diz que não foi questionada a grafia da receita, mas a prescrição do medicamento. Ele estranha que o farmacêutico que se diz ofendido nunca tenha aparecido para dar sua versão, tampouco foi apresentada a receita. Ele garante que sempre escreve em letra de forma, portanto não haveria como não entender o remédio receitado. Indagado como explica o fato de a reportagem da Globo e Mirante ter sido levada ao ar com seu depoimento, disse que falou quase meia hora e aproveitaram apenas um trecho de sua fala.

Para que se entenda o caso, a polêmica surgiu depois que um farmacêutico apresentou um bilhete em tom agressivo em resposta à informação de que não teria compreendido a prescrição. Bentivi desconfia de que não se trata de um farmacêutico, mas de um balconista, cuja drogaria em que trabalha desconhece qual seja. Ele diz que respondeu à altura da crítica que lhe fora feita.


Nenhum comentário: