31 de dez de 2015

Com piso dos comerciários reajustado em novembro, novo salário mínimo terá baixo impacto no comércio

GIRO ECONÔMICO

O novo salário mínimo fixado pela presidente Dilma Rousseff, no valor de R$ 880,00, que entra em vigor a partir desta sexta-feira (1º de janeiro), não deverá causar grandes impactos nos gastos das empresas do comércio. Esta, pelo menos, é a opinião da presidente da Associação Comercial do Maranhão, Luzia Fonseca Rezende (foto), porque, segundo ela, os comerciários já haviam obtido, em novembro, um reajuste no seu piso salarial, que foi elevado para R$ 960,00, isto é, R$ 80,00 a mais do estabelecido com mínimo para as demais categorias. A expectativa agora é quanto ao retorno, isto é, se isto vai se reverter em aumento das vendas com esta elevação do poder de compra, já que existe o temor de que o receio por aumento de consumo, para poupar mais como meio de prevenção para um agravamento da crise econômica.

A presidente da Associação Comercial entende que para outros segmentos o impacto pode ser maior, já que a folha poderá ser bastante elevada, principalmente para as empresas com maior número de empregados, pois, além dos salários, aumentam as obrigações trabalhistas, o que não é fácil de administrar num momento de recessão como este vivido pelo Brasil no momento.

Aterrisagem - As aeronaves da Sete Linhas Aéreas aterrisam nesta quinta-feira (31) e não levantam mais voos em 2016, pois, conforme autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a partir de sexta-feira (1º de janeiro) a empresa não fará mais os voos regulares que interligam as capitais de Goiás (Goiânia), Tocantins (Palmas), Pará (Belém), Maranhão (São Luís), Piauí (Teresina) e do Distrito Federal (Brasília) com algumas cidades do interior desses estados. A empresa vai operar apenas como taxi aéreo.

Comércio - O funcionamento do comércio e dos estabelecimentos bancários muda nesta quinta-feira (31), último dia do ano. As agências bancárias estarão fechadas, pois haverá apenas expediente interno, enquanto nos estabelecimentos comerciais, o horário é de 08h às 18h, para as lojas de rua e das 09h (ou 10h) às 18h, nos shopping centers. A volta do comércio será somente no sábado e os estabelecimentos bancários, assim como as repartições públicas, só retomam as atividades na segunda-feira, dia 04 de janeiro.

Saudades de 2015 - O ano de 2015 foi tão assustador, pelos acontecimentos políticos e econômicos, que muita gente está fazendo com entusiasmo a contagem regressiva para o seu fim, porém há um problema, pois, segundo o ex-ministro da Fazenda Joaquim Levy pode ser que, em 2016, muitos sintam saudades do ano que está acabando.





Na confraternização dos pecuaristas, dia 21, no Parque Independência, Ana Amélia com o presidente da Associação dos Criadores, José Assub Neto, Maurício Macedo (com quem é casada) e o também pecuarista Zilmar Valença (D)




Rodovia Para o presidente da Federação das Indústrias (Fiema), Edilson Baldez, que é investidor também no setor de hotelaria, um dos setores mais afetados com a suspensão das obras de duplicação da BR 135 foi o de turismo, já que boa parte dos visitantes de São Luís vinha pela via rodoviária, mas este fluxo diminuiu consideravelmente com os constantes congestionamentos nas BRs e o trecho em duplicação é o mais complicado, por ser entrada e saída da capital, portanto recebe maior volume de veículos.

Igualdade - Já que sancionou lei em que reserva 20% das vagas em concurso público no Estado para negros, o governador Flávio Dino bem que poderia estender para os cargos em comissão o mesmo critério, já que secretários, secretários-adjuntos, chefes de gabinete, assessores etc são escolhas pessoais e não uma seleção que leva em consideração conhecimento. Caso faça isto na reforma que pretende fazer em janeiro, Sua Excelência estará dando um exemplo ainda maior do seu compromisso com a igualdade racial.


Nenhum comentário: