10 de jan de 2016

João Castelo diz que Edivaldo Holanda Júnior passou três anos destruindo o que ele deixou para São Luís

O deputado federal João Castelo (PSDB), pré-candidato a prefeito de São Luís em 2016 contra Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que o sucedeu em 2013, em entrevista ao Jornal Pequeno deste domingo (10), diz que alguns programas desenvolvidos na sua gestão (2009 a 2013) foram extintos, "por uma perseguição cega e raivosa" do atual prefeito. "Esse rapaz passou três anos destruindo o que foi deixado. Não tinha condições de fazer, não tem capacidade, não tem experiência..."

Nas críticas a Edivaldo Holanda, Castelo não perdoa nem mesmo o fato do prefeito alegar falta de apoio da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) nos dois primeiros meses da sua administração, ou seja, somente após a parceria com Flávio Dino (PCdoB) foi possível mostrar trabalho. Ele recorda que também não teve apoio do Governo do Estado, mas nem por isso deixou de trabalhar. "O governo anterior não me ajudou em absolutamente nada, eu eu fiz", destacou, acrescentando que se tivesse sido reeleito também procuraria Flávio Dino para firmar parceria, "mas se o atual governo também decidisse por esse caminho, eu iria trabalhar. Não iria ficar choramingando..."

Dentre as obras interrompidas por Edivaldo Holanda Júnior, João Castelo destaca a Domingueira (que dava transporte a preço reduzido nos fins de semana), o Bom Peixe (que garantia pescado a baixo custo), o Leite na Escola (distribuído a alunos do ensino fundamental), o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos, que foi apenas iniciado e teve um trecho trilhos instalados no Aterro do Bacanga) e a inauguração da nova sede da Prefeitura, no Edifício BEM, que faltava apenas ser ocupada.

Sobre a dívida de R$ 1 bilhão que Edivaldo Holanda Júnior diz ter herdado, Castelo afirma que isso é uma inverdade. "Já se passaram três anos e aquele caminhão de promessas da eleição não saiu do discurso. Agora é preciso colocar a culpa em alguém, não é?"

2 comentários:

Anônimo disse...

O que o Caostelo quer falando alguma coisa? Deixou uma herença maldita não só pro rapaz, mas para todos nós, e ainda tem coragem de tentar se eleger novamente.

Anônimo disse...

Edivaldo é tão desastrado quanto Castelo que quando saiu do governo sequer pagou o salário de dezembro dos funcionários, e se a população for mais inteligente nunca mais elege nenhum desses algozes da capital. SE AMBOS TIVESSE UM POUCO DE VERGONHA E BOM SENSO ABANDONARIAM DE VEZ A VIDA PÚBLICA.