31 de jan de 2016

Chances de Vianey Bringel se eleger prefeita de Santa Inês aumentam com prisão de Ribamar Alves

Vianey Bringel está mais próxima da prefeitura após prisão do prefeito
As chances da médica e ex-deputada Vianey Bringel (PSDB) se tornar prefeita de Santa Inês, a partir de 2017, que eram favoráveis, aumentaram mais ainda depois da tragédia que se abateu, esta semana, na administração atual, com a prisão do prefeito Ribamar Alves (PSB), acusador de haver praticado crime de estupro contra uma jovem de 18 anos. Recolhido na Penitenciária de Pedrinhas, depois da prisão decretada pelo desembargador Froz Sobrinho, o prefeito certamente estará sem condições de concorrer à reeleição e até mesmo de indicar um candidato para sucedê-lo, devendo até mesmo perder o cargo ainda esta semana, por decisão da Câmara Municipal.

Ribamar Alves (E) com o governador Flávio Dino, na campanha de 2014
Ribamar Alves se elegeu em 2012 graças a um racha no grupo do então prefeito Robert Bringel, já que não conseguiu manter a unidade com o antecessor Valdivino Cabral e cada um montou palanque próprio, abrindo caminho para atual prefeito, que há muito mantinha uma base eleitoral sólida. Vitorioso, Ribamar Alves tornou-se uma espécie de liderança do segmento denominado de esquerda, já que Robert Bringel e Cabral sempre foram ligados ao Grupo Sarney, e chegou a ser coordenador da campanha do governador Flávio Dino (PCdoB), em 2014, em toda a região do Pindaré. Santa Inês, no entanto, foi um dos municípios onde Lobão Filho (PMDB) conseguiu mais votos que o adversário, o que já era um prenúncio de desgaste eleitoral.

Ano passado, numa estratégia arquitetada pelo vice-governador Carlos Brandão, Robert Bringel, Valdinivo Cabral e a ex-deputada Vianey assinaram ficha de filiação ao PSDB, partido pela qual ela deve concorrer este ano. Para confrontá-la resta o grupo do deputado Souza Neto, mas falta definir se este será candidato ou se apenas irá apoiar alguém.

Nenhum comentário: