28 de jan de 2016

Distribuição de sementes chega com atraso e agricultores temem uma baixa produção de grãos na safra 2015/16

Agricultores carregando sementes para tentar recuperar o plantio
Graças a um alerta deste jornalista, tanto no blog quanto na sua coluna Giro Econômico, no Jornal Pequeno, o Governo do Estado começou, esta semana, finalmente, a distribuição de sementes para plantio de grãos da safra 2015/16. Ele algumas regiões, não haverá mais tempo hábil de fazer o plantio, já que algumas culturas, como é o caso do arroz, já deveria estar sendo colhido. Os agricultores prepararam seus terrenos, como é de costume, nos últimos meses do ano passado, para que pudessem plantar nas primeiras chuvas e alguns, na falta de semente, plantaram grãos que deveriam ser consumidos por humanos e outros animais, já que o milho serve para ração.

Depois do alerta, a Secretaria de Agricultura correu para comprar sementes em caráter emergencial e sequer houve tempo de montar um esquema de distribuição, incumbência que foi passada para os sindicatos rurais, associações de agricultores, secretarias municipais de Agricultura etc. Segundo informação passada ao blog, o processo foi tão improvisado que as sementes sequer passaram pelos testes laboratoriais, ou seja, há risco de perda no plantio, já que a germinação não está comprovada tecnicamente.

O secretário da Agricultura, Márcio Honaiser, justifica o atraso dizendo que houve uma ação judicial movida por uma empresa que perdeu a concorrência e somente agora foi possível destravar o processo. De acordo com a Sagrima, a entrega será realizada com o apoio das 19 regionais da Agerp, sindicatos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais e secretarias municipais de agricultura.

A ação dará prioridade a agricultores familiares atendidos por atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), comunidades tradicionais, assentados de reforma agrária e público atendido pelo plano “Mais IDH”, que inclui os 30 municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado.

Nenhum comentário: