5 de fev de 2016

Câmara Municipal de Santa Inês se reúne sexta-feira quando deve analisar afastamento de Ribamar Alves

Ribamar Alves em sessão do TJ onde foi decretada sua prisão preventiva
A Câmara Municipal de Santa Inês marcou para sexta-feira da próxima semana, dia 12, sessão plenária ordinária, quando deverá entrar em discussão o pedido protocolado pelo empresário Fernando Antônio Vicente dos Santos, presidente da Associação Comercial do município, para cassação do mandato do prefeito Ribamar Alves (PSB), que se encontra recolhido no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, sob acusação de haver cometido crime de estupro.

Nessa mesma data, completarão dezesseis dias do afastamento do prefeito da cidade, quando foi transferido pela polícia civil para São Luís após ter sido preso em flagrante, já que teria cometido o crime na noite de quinta-feira (28 de janeiro) e somente na sexta-feira (dia 29) foi localizado em sua residência.

Pela Lei Orgânica do Município, o chefe do Poder Executivo pode se ausentar por até 15 dias, sendo que vencido este prazo o vice-prefeito, no caso o empresário Dino Alves (PT), terá de ser empossado, mas o pedido do presidente da Associação Comercial pede que Ribamar Alves seja afastado em definitivo (leia reportagem em Maranhão Hoje - www.maranhaohoje.com.br.

Os advogados de Ribamar Alves acreditavam que ele pudesse ser liberado nesta sexta-feira (05), após terem apresentado no Tribunal de Justiça pedido de habeas corpus, mas uma consulta feita ao Ministério Público Estadual foi em seu desfavor, ou seja, a liberdade foi negada, e assim ele deve permanecer em Pedrinhas. Os defensores do prefeito dizem que vão impetrar outro pedido de habeas corpus, desta vez no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília (DF).

Nenhum comentário: