3 de fev de 2016

Produtores rurais já podem contratar crédito junto ao Banco do Brasil para custeio da safra 2016/17

GIRO ECONÔMICO

Produtores rurais interessados em contratar crédito de pré-custeio para a safra 2016/17 podem procurar o Banco do Brasil, que vai ofertar R$ 10 bilhões em financiamento a taxas controladas para a aquisição antecipada de insumos. Os recursos estarão disponíveis aos médios produtores (faturamento de até R$ 1,6 milhão ao ano) pelo Programa Nacional de Apoio aos Médios Produtores Rurais (Pronamp) com taxas de 7,75% até o teto de R$ 710 mil. Os outros produtores acessam o crédito com encargos de 8,75% ao ano, até o teto de R$ 1,2 milhão por beneficiário. O volume de R$ 10 bilhões, ofertado 100% a taxas controladas, é resultado principalmente da elevação da exigibilidade da Poupança Rural de 72% para 74%, na safra 2015/2016.

A antecipação dos financiamentos garante melhor capacidade de planejamento de compras e contribui para o incremento das vendas de sementes, fertilizantes e defensivos, produzindo reflexos positivos na cadeia produtiva, informou o banco.

Saúde - Na reabertura dos trabalhos legislativos, ontem, o deputado Humberto Coutinho (PDT), presidente da Assembleia, manifestou preocupação com os serviços de saúde na rede pública estadual, pois os repasses do SUS se baseiam em valor per capita (dos atendidos) de R$ 150, o que dá receita mensal entre R$ 900 mil e R$ 1 milhão e ainda deverão ser abertos hospitais regionais em Bacabal, Santa Inês e Imperatriz. Em outros estados, o valor per capita é de R$ 190, mas em São Paulo e Rio chega a R$ 250.

Grampeado - Para quem acha que trocar mensagens pelo WhatsApp é mais seguro do que falar ao telefone celular nestes tempos de invasão da privacidade, o deputado Souza Neto faz um alerta: ele desativou o serviço e passou a se comunicar por telefone comum ao verificar que a Polícia Federal, na operação para investigar possíveis desvios de recursos na Secretaria da Saúde, quando chefiada pelo seu sogro, Ricardo Murad, tinha transcrições na íntegra de diálogos que travou por esta ferramenta de comunicação.

Encarando a crise - O governador Flávio Dino (PCdoB), que em maio do ano passado disse que a crise econômica era uma psicose, ontem mostrou medo do monstro e chegou a ser catastrófico, ao dizer que o cenário que se avizinha é parecido com a depressão de 1929, que antecedeu a Segunda Guerra Mundial.



Na inauguração do Hospital Regional de Caxias, o deputado Fábio Braga (presidente da Comissão de Assuntos Municipais) ladeado pelo prefeito Cleomar Tema (Tuntum) e pelo diretor de Comunicação da Assembleia, Carlos Alberto Ferreira (D)


Sindebares - O empresário Francisco Neto, presidente do Sindicato de Bares, Restaurantes e Similares (Sindebares), ainda representado pela Associação de Bares e Restaurantes, por falta de carta sindical, reúne hoje, em almoço no Restaurante Feijão de Corda, na Avenida Litorânea, alguns fornecedores das empresas do setor, para debater as metas de 2016. Estão confirmadas as participações de representantes da Coca-Cola, Ambev, Brasil Kirin (Schincariol), Diletto, Frimesa, Grupo Mateus e Nacional Gás.

Reforma - Vai ser por medida provisória e não por projeto de lei, a reforma administrativa que o governador Flávio Dino (PCdoB) implantou no Governo do Estado, onde foram fundidas as secretarias de Turismo e de Cultura e as de Articulação Política e Comunicação Social, bem como foi criada a Secretaria de Governo. O envio da MP à Assembleia deverá ocorrer ainda nesta quarta-feira, a partir de quando os titulares das novas pastas já poderão exercer, de fato, suas atividades, e acaba a velha estrutura.


Nenhum comentário: