7 de mar de 2016

Acusado de estuprar uma jovem de 18 anos, Ribamar Alves terá destino julgado no Dia Internacional da Mulher

Ribamar Alves no dia em que teve prisão decretada pelo Tribunal de Justiça
Acusado de prática de estupro contra uma jovem de 18 anos, o que lhe custou o afastamento do cargo desde 29 de janeiro deste ano, quando foi preso em flagrante e transferido para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), por ironia do destino, terá seu destino decidido na Câmara de Vereadores nesta terça-feira (08), Dia Internacional da Mulher. Ele retornou ao cargo nesta segunda-feira (07), por força de liminar, mas a decisão ainda não é definitiva.

É quando o presidente do legislativo municipal, Orlando Mendes (PDT), promete colocar em votação o pedido de afastamento protocolado pelo vice, Ednaldo Alves Lima, o Dino Alves (PT), que está no exercício da função desde 18 de fevereiro, quando foi aceito um pedido de licença do titular, que dias depois teve sua prisão revogada pelo Tribunal de Justiça.

A votação estava prevista para sexta-feira (04), mas diante de um pedido de vistas do vereador Uchoa (PDT), foi marcada uma sessão para esta terça-feira. O clima é tenso na cidade, já que a galeria da Câmara tem sido ocupada por populares simpatizantes e adversários de Ribamar Alves sempre que o tema é levado a plenário.

Caso seja aprovada a licença de três, o prefeito estará praticamente afastado em definitivo do cargo, conforme interpretação da Lei Orgânica do Município pelos advogados de Ednaldo Alves.

Nenhum comentário: