18 de mar de 2016

Flávio Dino manda fortalecer Solidariedade, um dos partidos que mais trabalham pelo impeachment de Dilma

Levi Pontes, Fábio Braga, Ricardo Rios e Simplício Araújo fortalecem um
dos partidos que mais trabalham pelo impeachment da presidente Dilma
Apesar de passar boa parte do dia despachando, pelas redes sociais, mensagens de apoio à presidente Dilma e de indignação com os trabalhos da Polícia Federal e da Justiça Federal nas investigações da Lava Jato, o governador Flávio Dino teria estimulado o fortalecimento no estado de uma das legendas que mais atuam pelo impeachment ou até mesmo pela renúncia da presidente, o Solidariedade, fundado pelo líder sindical e deputado federal por São Paulo, Paulinho da Força, que em suas inserções no rádio e na TV assegura que este é o governo mais corrupta da história do Brasil.

O partido, que é presidido no Maranhão por Simplício Araújo, secretário de Indústria e Comércio de Flávio Dino, recebeu como novos filiados os deputados estaduais Fábio Braga (ex-PTdoB), Ricardo Rios (ex-PEN) e Levi Pontes (SD). Segundo o deputado Fábio Braga, "o convite foi feito pelo próprio presidente do Solidariedade no Estado do Maranhão e secretário da Indústria e Comércio, Simplício Araújo, há vários dias, com aval do governador".

Paulinho da Força, presidente do Solidariedade, em sua campanha pelo
impeachment da presidente Dilma, fortalece seu partido com aval de Dino
Fábio Braga mostrou-se satisfeito em participar do Solidariedade, que tem como base a luta sindical, a defesa dos trabalhadores, a criação de empregos e a defesa de políticas públicas para beneficiar a população. Simplício Araújo vê com satisfação a vinda para o partido Solidariedade dos deputados Fábio Braga e Ricardo Rios que, em 2016, pretende ter uma base forte de deputados, prefeitos e vereadores, com nomes novos que possuem identidade com as causas da sigla.

A ida dos deputados para o Solidariedade deve mexer no quadro político de algumas cidades, onde aliados dos novos deputados já começam a ingressar no partido para disputarem as próximas eleições. Até o fechamento do prazo de filiação, no começo de abril, deve ocorrer várias mudanças em base eleitoral dos deputados. O fortalecimento dá mais combustível também à campanha de Paulinho da Força, que trabalha dioturnamente contra a presidente Dilma.

Nenhum comentário: