2 de mar de 2016

Ministério da Agricultura inicia mobilização com vistas à campanha de vacinação contra febre aftosa

GIRO ECONÔMICO

Começou ontem a campanha nacional de vacinação contra a febre aftosa de 2016, mas neste mês de março, apenas o Amazonas e o Pará, que juntos somam 22,17 milhões de animais, vacinam os rebanhos de bovinos e bubalinos. De acordo com a coordenadora-geral de Programas Sanitários do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Denise Euclydes Mariano da Costa, os produtores são os responsáveis pela vacinação dos rebanhos. Depois de vaciná-los, devem fazer uma declaração, contendo informações sobre a faixa etária dos animais imunizados, e entregá-las nas unidades locais de atenção veterinária de cada um dos dois estados. A maioria das unidades da Federação, inclusive o Maranhão, participa da campanha somente no mês de maio, conforme o calendário nacional de vacinação de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa.

Na segunda etapa da campanha de 2015, a vacinação contra a aftosa atingiu um índice de cobertura de 98,17% do rebanho bovino e bubalino.

Matopiba - Ao participar, segunda-feira, em Palmas (TO), do encontro que foi celebrado o acordo entre o Brasil e o Japão para ações conjuntas em favor do aumento da produção agrícola na região do Matopiba (leia reportagem ao lado), o governador Flávio Dino (PCdoB) destacou a importância do Porto do Itaqui, em São Luís, para fortalecer os negócios nesta nova fronteira agrícola. Além dos recursos naturais, o porto conta com um dos mais modernos terminais de grãos, o Tegram, para atender os produtores rurais.

Posse - A posse da nova diretoria da Associação de Jovens Empresários do Maranhão (Aje-MA), que tem Jurady Teophlilo como presidente, está marcada para dia 15 no auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa. A entidade também firmou parceria com o Poder Legislativo para que suas ações possam ser transmitidas pela TV Assembleia, acordo que foi possível graças à intermediação do deputado Eduardo Braide, que é uma espécie de porta voz dos jovens empresários no parlamento estadual.

Gás de cozinha - Enquanto em Imperatriz o consumidor chia com o preços do gás de cozinha chegando a R$ 75, em São Luís paga-se pelo botijão R$ 40,00, na média, mas isto graças à entrada dos postos de combustíveis no mercado, o que acabou com a exclusividade de postos de vendas das distribuidoras.






Em visita à Assembleia Legislativa, a nova diretoria da Aje-MA, presidida por Jurandy Teophilo, com o deputado Eduardo Braide (E) e o diretor de Comunicação Social, Carlos Alberto Ferreira (C).


Mobilização - O presidente do Sistema Federação de Agricultura (Faema/Senar), Raimundo Coelho, e o secretário estadual da Agricultura, Márcio Honaiser, estiveram reunidos, semana passada, com criadores de Açailândia, Imperatriz e Presidente Dutra para sensibilizá-los a participarem, na próxima quinta-feira (03), de audiência na Assembleia Legislativa, quando será debatida a exportação de bois vivos pelo Porto do Itaqui, evento que está sendo coordenador pelo deputado César Pires.

Rodovias - Quem transitiva pelas rodovias maranhenses não deixa de ficar apreensivo com o número de carretas carregadas de soja e outros grãos transitando no sentido de São Luís, tráfego que se acentuou desde o ano passado, com a entrada em operação do Terminal de Grãos (Tegram). A preocupação que fica é que, além de estarem tornando o trânsito mais lento, pela baixa velocidade imprimida por esses veículos pesados, é saber se o frágil asfalto que pavimenta essas estradas vai suportar tanto peso.


Nenhum comentário: