5 de mar de 2016

Programa de Proteção do Emprego já beneficiou mais de 54 mil trabalhadores, segundo MTE

GIRO ECONÔMICO

O número de trabalhadores beneficiados pelo Programa de Proteção ao Emprego (PPE) chegou a 54 mil 539, desde que foi lançado, em julho de 2015, já tendo alcançado a adesão de 83 empresas, sendo que a quantidade de empregos ultrapassa a expectativa do Ministério do Trabalho e Previdência. O programa permite a redução na jornada de trabalho e de salários dos empregados, desde que a redução de salário não seja maior do que a de jornada, e 50% da perda salarial é ressarcida pelo governo federal (com limite de até 65% do valor do maior benefício do seguro-desemprego). Além disso, é mantido o recolhimento dos encargos sociais, impostos e fundo de garantia. O recurso do governo é proveniente do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT. Desde a criação, o PPE transferiu aos trabalhadores quase R$ 152,1 milhões.

As empresas podem aderir ao PPE até 31 de dezembro de 2016. Ele é regido pela Lei 13.189/2015, sancionada em novembro do ano passado. 

Epidemia - O senador João Alberto (PMDB), ao comentar os novos fatos políticos ocorridos nesta sexta-feira (04) com a ação da Polícia Federal contra o ex-presidente Lula, disse que a crise política vinha sendo colocada em segundo plano devido ao pânico que tomou conta da população por conta do mosquito Aedes Aegypti, porém ninguém consegue prever o que pode ocorrer daqui para frente com esta epidemia de denúncias que pode ser mais grave do que dengue, zica, chikungunya, microcefalia etc.

Jaibara - A comunidade quilombola de Jaibara dos Nogueira, em Itapecuru-Mirim, inaugurou a padaria Santa Luzia, que beneficia diretamente 30 pessoas, fruto de um projeto social voltado para a geração de trabalho e renda. A iniciativa, desenvolvida pela Fundação Vale, começou em 2015 e reuniu os participantes no processo de capacitação em gerenciamento e fabricação de pães, bolos e biscoitos. O aprendizado se deu em várias etapas e serviu para garantir longevidade do empreendimento.

Protesto - O ministro Miguel Rossetto (Trabalho e Previdência Social) declarou-se “perplexo e indignado” com a condução coercitiva do ex-presidente Lula na manhã desta sexta-feira. “O presidente Lula já prestou depoimento e sempre se colocou à disposição das autoridades. Isso não é justiça, isso é uma violência”. 





Na solenidade em que recebeu diploma de Cidadão Maranhão, quinta-feira (03), na Assembleia Legislativa, o bispo de Imperatriz, Dom Gilberto Pastana, ladeado pelo deputado Marco Aurélio (E) e o diretor de Comunicação da Assembleia, Carlos Alberto Ferreira

Exportação - O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, informou na audiência pública realizada quinta-feira (03), na Assembleia Legislativa, para debater as exportações de bois em pé, que as três operações realizadas ano passado, no Porto do Itaqui, resultaram num faturamento de 15 milhões de dólares. Ele disse ainda que os embarques de animais, mesmo numa situação emergencial, foram sem nenhum tipo de incidente, portanto acha viável esse tipo de negócio no estado.

Metropolização  - O deputado estadual Adriano Sarney, líder da bancada independente do PV na Assembleia Legislativa, presidirá, este ano a Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional do Legislativo. Em discurso na quinta-feira (3), ele disse que pretende discutir e propor soluções para grandes temas de interesse da população, como a metropolização da Ilha de São Luís, projetos para o desenvolvimento dos municípios de todo o estado e questões como limites territoriais.

Nenhum comentário: