14 de mar de 2016

Sobrou para ex-deputado Fernando Furtado decisão de Bira do Pindaré retornar à Assembleia Legislativa

Na mira do Ministério Público, por ter feito comentários preconceituosos contra indígenas, e da Associação dos Magistrados, pela acusação de que membros do Judiciário recebem propina de políticos, Fernando Furtado (PCdoB) está mais vulnerável a partir de agora, pois perdeu a imunidade parlamentar depois que o titular da cadeira Bira do Pindaré (PSB) decidiu deixar a Secretaria de Ciência e Tecnologia para retornar à Assembleia Legislativa.

Furtado está no Poder Legislativa desde fevereiro do ano passado, quando substituiu Bira do Pindaré, que foi compor a equipe do governdor Flávio Dino. Nesta segunda-feira (14), o site da Assembleia publicou um balanço de suas atividades no parlamento, produzido pela sua assessoria.

O comunista, pelo que disse sobre indígenas, que para ele não passavam de preguiçosos e "veadinhos", Furtado foi eleito pela ONG Survival International o Racista do Ano, distinção que agradeceu dando à instituição o título de Picareta do Ano.

Nenhum comentário: