19 de abr de 2016

Maranhenses têm posições conservadoras no Senado em relação ao impeachment da presidente Dilma Rousseff

Diferente do que ocorreu na Câmara Federal, onde dez dos dezoito deputados votaram a favor do impeachment, a bancada maranhense no Senado mantém uma postura conservadora, mas até agora a presidente pode contar com apenas um dos três votos, enquanto a oposição com nenhum.

De acordo com levantamento da revista Veja, que diariamente atualiza o placar do impeachment, João Alberto de Souza (foto), do PMDB, é o único que se declara contra. Já o senador Roberto (PSB) prefere não revelar sua opção, e Edison Lobão (PMDB) diz que está indeciso.

O posicionamento de João Alberto é o que chama mais atenção, pois, além de peemedebista, ele seguidor fiel do ex-senador José Sarney. Assim como ele, o filho João Marcelo, que também é do PMDB votou contra. Quanto a Lobão, vale lembrar que foi ministro de Minas e Energia, tanto de Lula quanto de Dilma, portanto não surpreenderia se pagasse esse gestão de gratidão. Já Roberto Rocha, se seguir orientação do partido, pode votar a favor.

Nenhum comentário: