10 de abr. de 2016

Com a morte do poeta Evandro Sarney, Academia Maranhense de Letras está agora com duas cadeiras vagas

Com a morte do poeta e escritor Evandro Sarney (foto), ocorrida na madrugada deste sábado, passam a ser duas as cadeiras vagas na Academia Maranhense de Letras, da qual era membro juntamente com os irmãos José (ex-senador e ex-presidente da República) e Ivan. Evandro estava com 84 anos e sofreu de falência múltipla dos órgãos. 

A outra cadeira vaga era a ocupada pelo Monsenhor Hélio Maranhão, que deverá ser preenchida por Eliezer Moreira, o único inscrito para concorrê-la. As inscrições para a vaga de Evandro começam a partir do dia 21, a partir de quando vence o prazo de luto, conforme esclarecimentos do presidente Benedito Buzar.

Natural de São Bento, Evandro também foi deputado estadual e exerceu quatro legislaturas, entre 1954 e 1970. Além da AML, era membro também da academia de letras do seu município, foi colaborador de jornais e revistas e exerceu o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA). Seu sepultamento ocorreu às 17h, no Cemitério Jardim da Paz, no bairro do Vinhais.


Nenhum comentário: