13 de abr de 2016

Kassab fica sem saída e libera bancada do PSD para votar a favor do impeachment de Dilma, de quem é ministro

A situação da presidente Dilma Rousseff (PT), que já era ruim desde a noite desta terça-feira (12), com a perda de apoio do PRB e do PP, ficou mais complicada ainda, pois o presidente do PSD, Gilberto Kassab, que é ministro das Cidades, pressionado pelos deputados da legenda, liberou nesta quarta-feira a bancada do seu partido para votar como quiser neste domingo, quando a Câmara dos Deputados decide se aceita o processo de impeachment.

Interlocutores do ministro das Cidades afirmam que Kassab optou por liberar os parlamentares dada a maioria contra Dilma no partido. Dos 38 votos da bancada, 31 devem ser contrários à presidente. 

Aos parlamentares da sigla, de acordo com políticos presentes à reunião, Kassab pediu que "pensem bem porque a decisão é importante para o país". Ele ainda não definiu se permanece no governo.
(Com dados da Veja)

Nenhum comentário: