20 de mai de 2016

Adriano Sarney sugere CPI para investigar poder do crime organizado que opera na Penitenciária de Pedrinhas

A onda de violência ocorrida em São Luís na noite de quinta-feira (19), quando vários ônibus foram incendiados em diferentes pontos da Ilha, em ataques que, segundo o governo, foram ordenados por lideranças de facções criminosas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, motivou o deputado estadual Adriano Sarney (PV) a cobrar novamente a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa para apurar as responsabilidades dos fatos.

“A onda de terror que tinha sido controlada após as eleições de 2014, volta agora a atacar a população. Isto nos leva a suspeitar que acordos e concessões a facções criminosas deixaram de ser cumpridos pelo governo eleito. Diferentemente do que o governo tenta imprimir, o estado não tem autoridade sobre o sistema carcerário e esses recentes episódios demonstram isto. Já defendi e volto a pedir a CPI do Sistema Carcerário e acredito que agora é um momento oportuno para a instauração”, declarou Adriano.

No início de janeiro deste ano, o parlamentar havia pedido à Assembleia Legislativa a instauração de uma CPI para apurar uma denúncia feita pelo ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MA, advogado Luís Antonio Pedrosa, de que “o governo Flávio Dino (PCdoB), tem feito concessões a facções criminosas com o objetivo de conter a violência no Sistema Penitenciário do Estado”, conforme noticiário da época.

Nenhum comentário: