10 de mai de 2016

Cotado para ministro, deputado Sarney Filho seria um "ecotalibã" contra as empresas do agronegócio

GIRO ECONÔMICO

O deputado federal Sarney Filho (PV-MA), que foi ministro do Meio Ambiente de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de 1999 a 2002, poderá ocupar novamente o cargo, pois esta seria a primeira opção do vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), caso venha se concretizar sua posse na Presidência da República. A indicação do deputado verde para o Meio Ambiente preocupa os empresários do agronegócio, conforme nota publicada no blog Código Florestal, para quem Zequinha Sarney "é um ecotalibã contra o agronegócio". De acordo com o blog, o deputado é uma espécie de Marina Silva sem auréola, a antítese de Izabella Teixeira (atual ministra).

"Ele combateu até o fim a reforma legislativa do Código Florestal e defende publicamente que a lei seja revogada", destaca, acrescentando que "o agronegócio pode até se arrepender de ter pedido o impedimento de Dilma Rousseff".

Oncologia  - O Hospital do Câncer Aldenora Bello lança, quinta-feira (12), às 19h, no Conselho Regional de Medicina do Maranhão, a IV edição do Congresso do Hospital do Câncer Aldenora Bello, voltado para promover a discussão e atualização de temas da oncologia entre profissionais da área. Este ano o tema escolhido foi "Câncer o problema é nosso, a solução é nossa". Participam do lançamento a oncologista Rachel Cossetti; a presidente da Fundação Antonio Dino, Enide Dino, e seu vice, Antonio Dino Tavares.

Investidores - O Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (ICE-MA), a Associação Comercial do Maranhão e a Associação de Jovens Empresários do Maranhão realizam sexta-feira (13), às 8h, no Hotel Luzeiros, o “Café com Investidores de Impacto Social”, encontro para disseminar a prática do investimento de impacto social entre os empresários maranhenses por meio do compartilhamento de experiências que se caracterizam por foco em modelos de negócios direcionados à população de baixa renda.

Que surpresa! - Ele advertiu que iria surpreender, e surpreendeu: nesta segunda-feira o deputado Waldir Maranhão agitou Brasília com uma medida para anular o impeachment da presidente Dilma. Como já dizia Padre Antônio Vieira, Maranhão, Maranhão, navios por cima de ti passarão!





Sarney Filho (D), cotado para ministro do Meio Ambiente, sem apoio dos empresários do agronegócio, em debate com o senador Ronaldo Caiado, da bancada ruralista no Congresso Nacional


Viva - Quem imaginou que o Governo do Estado havia expandido a rede de atendimentos no Viva se surpreendeu nesta segunda-feira, pois depois de inaugurar três unidades na semana passada, foi anunciada a desativação de outras três unidades, as da Praia Grande e do Jaracati, que passaram para o antigo Casino Maranhense, na Avenida Beirar Mar, e do João Paulo, que agora passa a funcionar no Shopping da Ilha. Além destas, estão operando as unidades do Shopping Passeio (Cohatrac) e da Vila Janaína.

Universidades - A presidenta Dilma Rousseff assinou nesta segunda-feira (09) projeto de lei que cria mais cinco universidades federais. A cerimônia de assinatura foi no Palácio do Planalto e o projeto será encaminhado ao Congresso Nacional. Pela proposta, serão criadas em Goiás, as universidades de Catalão e Jataí; no Piauí, a do Delta do Parnaíba; no Tocantins, a do Norte do Tocantins e, em Mato Grosso, a de Rondonópolis. Segundo o Ministério da Educação, as novas universidades deverão se juntar às 63 existentes.

Um comentário:

Thiago disse...

Uma boa escolha se for confirmada esta informação, pois além de ter sido Ministro do Meio Ambiente no governo FHC, o deputado federal Sarney Filho possui atuação destacada na defesa do meio ambiente, sobretudo, nas discussões em prol da prevenção de incêndios florestais e agressões à unidades de conservação e ações de biopirataria. Sempre atuante na Frente Parlamentar Ambientalista para o Desenvolvimento Sustentável e quando foi nomeado Ministro do Meio Ambiente em 1999 realizou um grande trabalho sendo reconhecido até hoje pelos avanços neste setor. Atualmente, é conselheiro do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA-MMA) e membro do Conselho Consultivo da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (RENCTAS).