17 de mai de 2016

Em apenas um ano popularidade de Dilma diminuiu 22 pontos no Maranhão, segundo pesquisa de Flávio Dino

Às vésperas da votação da admissibilidade do impeachment de Dilma Rousseff (PT) no Senado, dia 11 de maio, o governador Flávio Dino (PCdoB), ainda teimando que o processo que corre no Congresso Nacional, obedecendo rito baixado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), é golpe, divulgou uma pesquisa, por ele encomendada, em que 56% dos maranhenses, assim como ele, se manifestaram contra o afastamento da presidente.

Embora muito comemorado pelo governador e pelos seus seguidores, principalmente os secretários que justificam o salário batendo ponto nas redes sociais, o resultado, na verdade, mostra o quanto se deteriorou, tão rapidamente, o prestígio da presidente afastada no Maranhão, pois em pouco mais de um ano, foram 22 pontos a menos do que ela teve na votação de 2014.

A apuração da eleição de 2014 mostrou que Dilma fechou o segundo turno com 78,76% dos votos contra 21,24% de Aécio Neves (PSDB), ou seja, como os que defendiam sua permanência no governo, segundo a pesquisa divulgada por Flávio Dino, somam 56%, isto significa que se arrepende de ter votado nela um contingente de 22 pontos percentuais.

Em outras palavras, se houver uma outra pesquisa no final do julgamento, dependendo do desempenho do presidente em exercício, o percentual dos que aprovam seu impedimento ultrapassa os 50%

Nenhum comentário: