2 de mai de 2016

Especialista comenta mais uma decisão da Justiça Brasileira para a suspensão dos serviços do WhatsApp

As operadoras de telefonia fixa e móvel receberam determinação nesta segunda-feira, (02), para bloquearem, a partir das 14h, o serviço de mensagens instantâneas WhatsApp. A decisão do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE), coloca novamente em pauta as questões de privacidade dos consumidores para a disponibilização de informações pessoais em temas de segurança.

A determinação tem duração de 72h, com possibilidade de recurso. Segundo o especialista em Relações de Consumo, Vinícius Zwarg, “a medida é desproporcional e há outras formas para exigir esse tipo de informação”.

Ele ainda ressalta que o WahstApp deixou de ser apenas um aplicativo para troca de mensagens pessoais, e tem sido utilizado como uma ferramenta para negócios. Seu bloqueio pode causar prejuízos para empresas e seus clientes.

O especialista em Relação de Consumo, Vinícius Zwarg, sócio do Escritório Emerenciano, Baggio & Associados, pode dar mais detalhes sobre o ponto de vista do produto, da privacidade do consumidor e da empresa.

Nenhum comentário: