21 de mai de 2016

Oi é a primeira operadora de celular a aderir ao Programa Nota Legal do Governo do Estado

GIRO ECONÔMICO

A Oi é a primeira operadora de telefonia móvel a aderir ao Programa Nota Legal com bônus para o uso de telefones celulares nos serviços de dados e voz. A parceria com a Secretaria da Fazenda coloca o programa à disposição dos clientes da companhia no sentido de que sejam também instrumentos de incentivo à cidadania fiscal. Para participar do benefício é preciso apenas o titular do crédito cadastrar as linhas de telefones celulares que irão receber os bônus no site “notalegal.ma.gov.br”. 

As linhas que serão contempladas não precisam ser necessariamente do titular. Os créditos só poderão ser convertidos para linhas pré-paga e/ou controle pertencente à pessoa física. O valor mínimo, por cada conversão é de R$ 5,00 e o máximo de R$ 25,00 por mês, sendo que as conversões só poderão ser realizadas em valores múltiplos de R$ 5,00.

A cada operação efetuada, o montante de crédito na linha do celular beneficiado será igual ao dobro do valor da conversão autorizada pelo participante do programa.

Ônibus - Os atentados a ônibus na noite desta quinta-feira (19) ocorreram no exato momento em que a Prefeitura de São Luís tenta criar um novo sistema de transporte com uma licitação para redistribuição das linhas. A insegurança mostra o quanto é complicado para os empresários investirem na renovação de frotas, pois os veículos estão sempre ameaçados de danificação, seja pelos buracos das maltratadas ruas e avenidas ou pela ação de bandidos que recebem ordens do crime organizado.

Soja - O deputado Adriano Sarney (PV), que preside a Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional da Assembleia Legislativa, sugeriu uma audiência pública, para a segunda quinzena de junho, em Balsas, para avaliar o andamento do projeto Anel da Soja, um conjunto de rodovias estaduais (MA-006, MA-007, MA-132 e MA-140) que tem como objetivo o desenvolvimento do agronegócio, pois visa a facilitar o escoamento da produção de grãos até o Porto do Itaqui. 

Ataques - Em janeiro de 2014, ao reagir aos ataques de ônibus em São Luís, Roseana Sarney disse que a ousadia dos bandidos foi uma resposta ao trabalho do governo na área policial. Quinta-feira (19), com a volta das ações criminosas, Flávio Dino disse que foi uma reação ao Estado que recuperou sua polícia.








Em visita à Ambev, os deputados Vinícius Louro e Edilázio Júnior (ao centro) tiveram a oportunidade de conhecer a estrutura de uma das maiores fábricas de bebidas do Norte e Nordeste





Imposto - O “Dia D” do Feirão do Imposto 2016 promovido pela Associação dos Jovens Empresários do Maranhão (AJE-MA) será nesta sábado com a comercialização de combustível a preço de custo, num posto do Parque Shalon, e uma promoção no São Luís Shopping, onde cada loja venderá um produto sem incidência de imposto. Em sua 14ª edição, o evento priorizou o trabalho de conscientização em relação à falta de retorno adequado dos tributos que são recolhidos da sociedade. 

Contrato - O governador Flávio Dino (PCdoB) não acredita que o Governo Federal vai romper o acordo assinado com o Estado e pedir de volta o Porto do Itaqui, cedido em 2001 com a promessa de que o contrato valeria até 2026. Na Associação dos Criadores, os diretores também não acreditam que o Governo do Estado vai romper um comodato assinado em 2009 para que a entidade gerenciasse o Parque Independência até 2026. Ambos não veem razões para que a outra parte rompa o que acordado.


Nenhum comentário: