23 de mai de 2016

Sindicato das Empresas de Transporte contabiliza 17 ônibus danificados da noite de quinta-feira a domingo

O Sindicato das Empresas de Transporte de São Luís (SET) divulgou na manhã desta segunda-feira (23) um balanço parcial sobre os prejuízos sofridos pelas filiadas que aponta para um volume de 17 ônibus danificados, da noite de quinta-feira (19) a este domingo (22). Os empresários estão reunidos neste momento para decidir se vão manter 100% de suas frotas em circulação a partir das 22h e se ainda vão colocar ônibus circulando à madrugada, os chamados corujões, diante deste clima de insegurança.

De acordo com o balanço do SET, dos 17 ônibus atacados pelos bandidos, cinco foram totalmente destruídos, cinco foram queimados parcialmente e os demais tiveram vidros quebrados e outros tipos de danos.

A preocupação dos empresários é que nenhuma operadora de seguro aceita fazer contrato com as empresas, ou seja, os prejuízos são assumidos pelos donos dos ônibus, o que afeta drasticamente seus caixas. Neste domingo (22), o governador Flávio Dino (PCdoB) ameaçou multar quem deixar de colocar ônibus em circulação, cabendo ao Procon aplicar as penalidades, o que é questionável, já que a relação das empresas é com a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) e a Agência de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), bem como são monitoradas pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).

Domingo à noite, o presidente do Procon, Duarte Júnior, disse que o Código de Defesa do Consumidor e a Constituição Federal vedam a suspensão de serviços à comunidade parte de concessionários do serviço público, sem as devidas justificativas. Pois bem, o incêndio de um ônibus no Alto do Turu, no mesmo dia, poderia ser uma justificativa para as empresas tentarem proteger seu patrimônio.

Nenhum comentário: