4 de mai de 2016

Waldir Maranhão pode ser o maior beneficiado por seu plano contra impeachment de Dilma não ter dado certo

Quem diria!! O deputado Waldir Maranhão (PP-MA), que foi protagonista de um dos episódios mais bizarros na votação do impeachment da presidente Dilma na Câmara Federal, quando garantiu a ela o voto contra seu impedimento, contrariando o que vinha afirmando antes, pode se tornar o beneficiário por não ter dado certo o seu plano, isto porque o pedido de afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, pode ser votado nesta quinta-feira (05) e caso este seja afastado, ele, Waldir Maranhão, pode se tornar o substituto imediato de Michel Temer (PMDB-SP), se confirmada sua posse com o afastamento de Dilma.

Waldir Maranhão é o primeiro vice-presidente da Câmara Federal, ou seja, o substituto imediato de Eduardo Cunha, e poderá assumir o comando do parlamento até o final do ano, se os ministros do STF acatarem a tese de que, como o presidente da República não pode ser réu, então Cunha não pode ser mantido como substituto do chefe da Nação, ou seja, ele tem de deixar a presidência da Câmara, e aí Waldir é efetivado e passa a ser o presidente, ou seja, uma espécie de "vice" de Michel Temer.

Waldir Maranhão era a favor do impeachment até a sexta-feira 16 de abril, véspera da votação pelos deputados do projeto de impedimento da presidente, mas mudou de lado após uma conversa com o governador maranhense, Flávio Dino (PCdoB), que foi pessoalmente levá-lo ao Palácio do Planalto para comprovar o compromisso firmado com ele.

Waldir Maranhão prometeu ainda levar consigo 15 votos, mas sua estratégia falhou, mas pode ser o mais beneficiado pelo seu fracasso.

Nenhum comentário: