1 de jun de 2016

Estudo do IBGE revela que mais de 40% das terras maranhenses são destinadas para a pecuária

GIRO ECONÔMICO

Quase metade do território maranhense está destinada para a pecuária, segundo o Mapa de Cobertura e Uso da Terra do Maranhão divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta segunda-feira (30). Pelo estudo, pode-se constatar que a pecuária (principalmente a de corte) predomina em mais de 42% do estado, em diferentes graus de intensidade, sendo que em algumas áreas ela está associada ao extrativismo vegetal e às culturas temporárias, entre outras atividades.

Observa-se, ainda, aumento na produção de grãos no centro-sul (correspondendo a 2,46% do estado), especialmente em Balsas, Tasso Fragoso e Fortaleza dos Nogueira. O extrativismo vegetal ainda domina nas áreas de maior concentração florestal no estado, sendo o Maranhão o principal produtor nacional de babaçu, jaborandi e carvão.

As informações contidas na mapa retratam a dinâmica do uso da terra e são fundamentais para o planejamento e gestão do território.

Viva  - Será inaugurada nesta quarta-feira (1º de junho) a unidade do Viva no Pátio Norte Shopping, na Estrada de São José de Ribamar, próximo ao Maiobão. O público terá acesso a expedição de documentos como RG, CPF, consulta ao Seguro Desemprego e a serviços do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA), Companhia de Saneamento Ambiental (Caema), Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Companhia Energética do Maranhão (Cemar) e Tribunal Regional Eleitoral.

Televisão - Uma das propostas do novo procurador geral de Justiça, Luiz Gonzaga Coelho, é criar a TV do Ministério Público, através da qual a população poderá acompanhar o trabalho dos promotores e procuradores de Justiça. Outro desafio é garantir o cumprimento da proibição de financiamento empresarial de campanha eleitoral, já na disputa deste ano. Segundo colocado na lista tríplice da eleição realizada pelo MP, Luiz Gonzaga foi o escolhido pelo governo Flávio Dino para suceder Regina Lúcia da Rocha.

Rádio - Duas emissoras de rádio AM em São Luís estão fora do ar: Educadora (560 Kw), pertencente ao Clero, e a Capital (1180 Kw),do senador Roberto Rocha (PSB), o que pelas normas da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é proibido, porque depois de inauguradas devem ficar sempre ligadas.



Os deputados Bira do Pindaré, Rafael Leitoa, Leo Cunha, Rogério Cafeteira, Andrea Murad e Alexandre Almeida estiveram reunidos com o presidente do BNDES, José Henrique Paim, para uma consulta sobre as obras que o banco financia no Maranhão. Cada um deu uma versão diferente do que foi debatido

Lançamento - O Procurador do Estado do Maranhão Miguel Ribeiro Pereira vai lançar, nesta quinta-feira, 2 de junho, o livro jurídico intitulado “Atualização em Licitações e Contratos Administrativos – segundo a jurisprudência do Tribunal de Contas da União”. A obra tem 194 páginas e trata do papel e da importância do TCU no enfrentamento de casos concretos ligados aos contratos administrativos. Dividido em capítulos, aborda as fases de preparação da licitação, habilitação e julgamento das propostas, além de temas como projeto básico, licitação por lotes, critérios de pontuação, entre outros.

Comunicação - A Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa bem que poderia cooperar e informar o que de fato ocorreu na reunião de uma comissão de deputados estaduais e federais com a diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), pois cada parlamentar acionou sua assessoria e deu a notícia a seu modo, alguns se aproveitando para lembrar quais as obras em andamento com recursos da instituição financeira que são resultado de emendas parlamentares suas.

Nenhum comentário: