19 de jun de 2016

Movimento de passageiros nos aeroportos aeroportos do Maranhão registra queda no mês de maio, diz Infraero

GIRO ECONÔMICO

O movimento de passageiros nos aeroportos do Maranhão registrou queda em maio, segundo números divulgados, sexta-feira (17), pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Em São Luís, os embarques e desembarques no Marechal Hugo da Cunha Machado somaram 113.048 contra 115.164 de abril (-1,8%) e 134.954 de maio de 2015 (-16,2%). 

No acumulado do ano, embarcaram e desembarcaram em São Luís, 660.433 passageiros contra 676.451 no mesmo período de 2015 (-2,36%). Em Imperatriz, no mês de maio, passaram 19.577 passageiros pelo Renato Cortez Moreira contra 21.684 de abril (-9,71%) e 27.835 de maio de 2015 (-29,6%). No acumulado do ano, foram 127.254 passageiros contra 128.789 de 2015 (-1,19%).

Na soma dos dois aeroportos, o movimento em maio foi de 132.625 contra 162.794 de 2015 (-18,5) e nos cinco meses do ano, 787.689 contra 804.795 no mesmo período de 2015 (-2,11%). 

Inclusão - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) realizará no próximo dia 23, na Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), a edição estadual do “Fórum Senai de Inclusão: uma reflexão para todos”. A ação faz parte do Programa Senai de Ações Inclusivas (PSAI) e tem por objetivo conscientizar a sociedade das potencialidades de pessoas com deficiência que atualmente, no Brasil, somam 29 milhões, em idade para trabalhar, com capacidade produtiva e podendo exercer sua plena cidadania.

Veículos - O número de veículos novos emplacados em São Luís em maio (1.910) aumentou 25,74% na comparação com abril (1.519), mas o acumulado do ano (8.735) apresenta uma retração de 24,14% em relação ao mesmo período do ano passado (11.514). No segmento automóveis e comerciais leves, foram emplacados 1.183 veículos em maio contra 915 em abril (29,29%), entretanto no acumulado dos cinco meses houve retração de 15,08%, pois foram 5.553 em 2016 contra 6.794 no ano passado.

Água potável - Pelo projeto do deputado Fábio Braga (SD) para que carros pipas possam abastecer a população com água potável, sempre que esse serviço for prestado a empresa deverá emitir nota fiscal ao solicitante para que a despesa possa ser ressarcida pela Caema. 





Talib Naufel Neto (D) cancelou o Leilão São Luís Horse Show deste ano, que seria realizado na Expoema. Ano passado, o leilão movimentou mais de R$ 1,7 milhão. No registro, com outros tradicionais criadores: Antônio Costa, o Cocóia, e Luís Almeida (C)


Combustíveis - Os empresários de distribuição de combustíveis que operam com bandeira Petrobras reclamam dos preços praticados pela BR Distribuidora, pois os colocam numa situação delicada frente aos concorrentes de outras marcas privadas: Shell, Ipiranga, Ale, SP etc, pois a diferença de preço no litro da gasolina, por exemplo, chega a R$ 0,08 (oito centavos) para mais, o que os obriga a praticar preço maior na bomba e se os postos de bandeiras diferentes são próximos os consumidores correm para onde é mais vantajoso.

Leilões - Pelo menos cinco tradicionais leilões de animais, realizados todos os anos em São Luís, no mês de setembro, já foram cancelados devido à não realização da Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema): Balde Branco (leite), Independência (ovinos e caprinos), São Luís Horse Show (equinos), Tropa de Elite (muares) e Maranhão Zebu (bovinos da raça Nelore). Os animais deverão ser levados para outros estados, onde há exposições agropecuárias agendadas, e vão enriquecer outros pastos do Brasil.

Nenhum comentário: