12 de jun de 2016

Presidente afastada Dilma Rousseff não inclui São Luís no roteiro de visitas ao Nordeste a partir de quarta-feira

A presidente afastada Dilma Rousseff (PT), que sexta-feira passada (10), era aguardada pelos petistas maranhenses em São Luís para sua primeira viagem aos estados nordestinos, divulgou neste fim de semana sua agenda para tour político pelas capitais da região Nordeste, mas não incluiu São Luís. De acordo com sua assessoria, ele deverá ir a João Pessoa (PB), quarta-feira (15), onde falará na Assembleia Legislativa; na quinta-feira (16), vai a Salvador (BA); e na sexta-feira (17) estará em Recife (PE).

A presidente decidiu viajar ao Nordeste, reduto eleitoral do PT, para replicar o discurso de que o governo interino de Michel Temer é "ilegítimo" e "quer impor retrocessos à população". Apesar de reconhecer o apreço que os nordestinos tiveram pela sua candidatura em duas oportunidades - 2010 e 2014 - ela não está levando em conta o fato de o Maranhão ter lhe dado a maior votação proporcional do Brasil e que São Luís foi onde o percentual de eleitores foi bem maior que das demais capitais. 

É do Maranhão também o governador que mais se sacrificou em sua defesa, Flávio Dino (PCdoB), que chegou até a orientar o presidente interino da Câmara Federal, Waldir Maranhão (PR), a anular a votação do impeachment.

Durante suas aparições públicas, a petista deve reforçar a tese de que Temer quer "rasgar a CLT" com a reforma da Previdência e "reduzir programas sociais, principalmente o Bolsa Família", com os cortes no Orçamento. O presidente interino, por sua vez, tem dito que não vai cortar direitos adquiridos dos trabalhadores nem mesmo reduzir os programas sociais.


Nenhum comentário: