17 de jun de 2016

"Tomás Turbando" diz que impeachment de Dilma é golpe, afirma advogado Eduardo Cardozo ao cair em pagadinha

Pregadinha: Segundo Cardoso, jurista  "Tomás Turbando" concorda que
impeachment de Dilma é golpe, pois não houve crime nas pedaladas fiscais
Na ânsia de provar que o impeachment da presidente Dilma é um golpe, o advogado José Eduardo Cardozo cometeu uma gafe nesta quinta-feira (16), durante sessão da Comissão Especial do Impeachment, ao cair numa pegadinha. Ao apresentar a lista de diversos renomados juristas que estariam endossando as teses da sua defesa de que as pedaladas fiscais não são crimes, Cardozo citou "Tomás Turbando Bustamante". O nome do "jurista" sugere uma cacofonia, pois ao seu pronunciado fica "tô masturbando".

Na verdade, o ex-ministro da Justiça e ex-advogado geral da União queria citar Thomas da Rosa de Bustamante, que é professor de Filosofia do Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e responsável por parecer que defende a junção do pedido de impeachment de Temer ao de Dilma. 

Eduardo Cardozo não pareceu se dar conta da "brincadeira" da qual foi vítima e continuou o discurso, sendo alvo agora de gozação pelas redes sociais. 

Nenhum comentário: