27 de jul de 2016

Aliados de Léo Macário em Barreirinhas podem repetir o gesto dos petistas em 2014 e votar contra a imposição

Leo Macário assinou sentença da morte ao apoiar Flávio Dino em 2014
Dez partidos que tencionavam apoiar o projeto de reeleição de Léo Macário Costa em Barreirinhas assinam o manifesto em que condenam o acordo firmado entre o PDT do deputado Wewerton Rocha e o PCdoB do governador Flávio Dino, que tiraram o prefeito da disputa a fim de viabilizar o projeto do eleição do ex-juiz do Trabalho Amílcar Gonçalves, irmão do ex-prefeito Miltinho Gonçalves, e que é um dos convertidos ao Comunismo. A pergunta que faz agora é a seguinte: além de protestar o que os militantes desses partidos vão fazer depois dessa manobra?

Diante de tanta indignação, não seria nenhuma surpresa se esses revoltosos tomassem a mesma posição de muitos petistas, que, contrários ao acordo do alto comando do partido para apoiar a candidatura de Lobão Filho (PMDB) ao Governo do Estado, em 2014, foram pedir votos para Flávio Dino, ou seja, podem até ser forçados, por imposição dos caciques destas legendas, a formalizar uma aliança com o PCdoB de Amílcar, porém o mais coerente seria uma vingança, ou seja, recomendar um voto contra, e alimentar essa revolta até 2018 para também dar o troco nas urnas, quando estarão em jogo os cargos de presidente, governador, senadores e deputados (estaduais e federais). Em síntese: pagar com traição quem os traiu.

Flávio Dino, eleito com apoio de Léo Macário, prefere Amílcar Gonçalves
Caso a revolta se limite a este protesto literário, tudo não passará de uma farsa, portanto é de se esperar duras consequências o desfecho que está sendo dado a esse caso, pois trata-se, realmente, de uma das maiores traições já registradas na política do Maranhão. Nem mesmo José Sarney com suas habilidades de tornar provável o improvável, foi capaz de jogar tão perversamente com um correligionário quanto está sendo jogado em Barreirinhas.

Eis o manifesto contra a traição:

NÃO À INTERVENÇÃO

(Carta aberta à cidade de Barreirinhas e ao Maranhão)

Nós, Partidos Políticos de Barreirinhas, legalmente constituídos, vimos, por este meio, denunciar, com toda força e veemência, o GOLPE Político contra o Prefeito LÉO COSTA, legitimamente diplomado na cadeira de Prefeito, por livre, soberana e heróica decisão do povo nas últimas eleições.

Fruto de um acordo secreto e inaceitável dos atuais “donos” do poder no Estado, Barreirinhas tem de ser do PCdoB, em troca de São Luís e Imperatriz que tem de ser do PDT. É o novo, triste e extemporâneo, Tratado de Tordesilhas firmado em fins dos século XV entre os reis de Espanha e Portugal, na partilha Leste-Oeste das terras descobertas ou a descobrir.

Ora, pois, pois! Os municípios maranhenses entraram agora num MAPA DE PARTILHA, entre os monarcas do PDT e do PCdoB; isto é meu, isso é teu. Em pleno século XXI, voltamos ao atraso feudal do século XV. Enganam-se.

Barreirinhas tem autoestima, uma cidade em pleno processo de desenvolvimento, que atrai as atenções do Brasil e do Mundo. A classe política do interior não pode ser tratada como mercadoria que se leva à feira para venda, nem como moeda de troca nos gabinetes da capital.

Lutamos tanto contra métodos antidemocráticos e agora estamos frente a um processo de cassação dos direitos políticos do Sociólogo Léo Costa (um dos onze membros fundadores do PDT, 35 anos de filiação ao PDT, duas vezes Prefeito pelo PDT, amigo e companheiro inseparável de Jackson Lago, em pleno exercício do mandato) justamente para varrê-lo do mapa e entronizar em Barreirinhas, de cima para baixo, uma família pretensiosa que se julga superior ao povo e a todas as famílias de Barreirinhas.

Haja contradição, haja incoerência, haja decepção!

Contra a farsa desse golpe, Barreirinhas tem grandeza, tem futuro, tem determinação e vai reagir.

Do coração dos Lençóis, Barreirinhas exige respeito.
  • PDT – Partido Democrático Trabalhista
  • Rede de Sustentabilidade
  • PTN – Partido Trabalhista Nacional
  • Prós – Partido Republicano da Ordem Social
  • PSB – Partido Socialista Brasileiro
  • PSL – Partido Social Liberal
  • PRP – Partido Republicano Progressista
  • PRTB – Partido Renovador Trabalhista Brasileiro
  • PSC – Partido Social Cristão
  • PP – Partido Progressista

Nenhum comentário: