12 de jul de 2016

Juiz que autorizou busca e apreensão na casa do dono da Dimensão incluiu um falecido entre os investigados

O juiz federal José Luís Magno Linhares, que autorizou a ação da Polícia Federal, de busca e apreensão na casa do empresário Antônio Barbosa de Alencar, proprietário da Dimensão Engenharia, e outros envolvidos num suposto esquema para sonegação de tributos, incluiu na relação dos investigados uma pessoas já falecida, Mauro Luís Bayma do Lago Araújo, mas ele justifica a ida da polícia à sua residência porque "há fundadas razões para crer que membros de sua família continuaram a atuar nas práticas supostamente ilícitas, inclusive em sociedade com outro representado".

Além de Barbosa e o falecido Mauro Bayma, os demais alvos da investigação policial são Antônio Alves Neto, Osmir Torres Neto, Arivaldo Silva Braga, Alan Fialho Gandra, Maria das Graças Coelho Almeida, José Roosevelt Pereira Bastos Filho, Dário Jacob Bezerra, Alberto Lauteres Romeiro, Jorge Luiz da Cruz Silva e Wilton de Sousa Costa.

De acordo com a denúncia, o dono da Dimensão Engenharia teria ofertado aos auditores fiscais que foram levados com ele coercitivamente à sede da PF vantagem econômica indevida para que a ação fiscalizadora fosse protelada o máximo possível e, ao final, não houvesse, quando da lavratura do auto de infração, o devido lançamento e constituição do crédito tributário.

Nenhum comentário: